As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Como deve ser a saudação entre irmãos?


https://youtu.be/m7sp-hr5zeM

"A todos os que estais em Roma, amados de Deus, chamados santos: Graça e paz de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." Romanos 1.7.

Paulo faz uma saudação como qualquer cristão deve fazer. O problema que ocorre hoje é que muitos cristãos tomam a saudação como uma fórmula, ou seja, deve ser exatamente nas palavras que Paulo usou. Não temos tal ordenança nas Escrituras, ao contrário do batismo que é bem claro que palavras devem ser usadas (muito embora uma pessoa batizada com palavras não exatamente iguais está devidamente batizada). Se uma saudação não for algo natural e sincero, é melhor não fazê‑la. Por favor, não leia o Novo Testamento como se lê um manual de trânsito. Não estamos sob a lei, mas na graça.

Mais acessadas da semana