As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Deus responde a TODAS orações?



https://youtu.be/m9xQEH8F3yM

Sim, porém para algumas a resposta é "não". A oração, é o canal de comunicação que temos com Deus. E está sempre aberto à nossa espera. Mas o segredo todo da oração está em nossa comunhão com Deus e no reconhecimento de nossa incapacidade.

Se você ler João 14.13 poderá lhe parecer que um cristão pode pedir o carro do ano que Deus lhe dará. Não é bem assim. É necessário ler todo o capítulo 14 e também o 15 para vermos como é a eficácia da oração. A oração eficaz vai depender sempre de uma comunhão eficaz. Leia João 15.15. O Senhor fala que nos faz conhecer o que recebeu de Seu Pai. De uma certa maneira, Ele nos faz conhecer a Sua vontade (ver também 1 Coríntios 2.16).

Mas como podemos conhecer Sua vontade se não estivermos perto dEle quando Ele quiser mostrá‑la para nós? Uma pessoa que deseje conhecer a vontade de outra deve andar o mais próximo possível para poder escutar tudo o que a outra disser e não perder nenhuma palavra, gesto ou expressão. Se estivermos no Senhor (comunhão) e Sua Palavra estiver em nós (familiaridade com sua Palavra ao ponto dela impregnar nossos pensamentos) (ver João 15.7), então saberemos exatamente qual é a vontade de nosso Senhor e iremos orar e pedir aquilo que Ele também deseja. Então TUDO o que pedirmos nos será feito, simplesmente porque sempre iremos pedir aquilo que Ele deseja nos dar.

Mais acessadas da semana