As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

O que é o exército de 200 milhões de Apocalipse?



https://youtu.be/zTtudAXQ50k

Apocalipse 9:13-16: "E tocou o sexto anjo a sua trombeta, e ouvi uma voz que vinha das quatro pontas do altar de ouro, que estava diante de Deus, a qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: Solta os quatro anjos, que estão presos junto ao grande rio Eufrates. E foram soltos os quatro anjos, que estavam preparados para a hora, e dia, e mês, e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens. E o número dos exércitos dos cavaleiros era de duzentos milhões; e ouvi o número deles."

Alguns têm achado que isso se refira aos povos chineses que se gabam de ser capazes de dispor de um tal número de soldados prontos para batalha. Porém, os melhores expositores entendem ser essa a imensa Confederação das nações maometanas sob a liderança do Rei do Norte (Sl 83.1‑8). Note que não se trata de reis "do oriente" (cf. Ap 16.12, Almeida Versão Corrigida), mas sim "que vem do oriente" (Almeida Versão Revisada) ‑‑ "povos do lado oriental do Eufrates"<4>. Nas Escrituras a China é identificada como Sinim (Is 49.12) da qual se fala muito pouco.

Outros têm argumentado que aqueles países maometanos não têm o número suficiente de pessoas para convocar um tamanho exército. Há pesquisas que demonstram que esses países já possuem cerca de 270 milhões em população (se forem incluídos o Afeganistão e o Paquistão, os quais são 99% Maometanos), com uma média de crescimento de cerca de 3% ao ano. Sabemos que esse imenso exército não atacará até chegar o fim dos 7 anos de tribulação.

Se o Senhor viesse hoje (no arrebatamento), o número (somando‑se sete anos de crescimento populacional) chegaria em torno de 325 milhões. A cada ano que o Senhor tardar em vir o número aumentará em cerca de 10 milhões. Também deve ser lembrado que há muçulmanos que encontram‑se espalhados em outras terras, dos quais uma grande parte aparentemente retornará aos seus países de origem.

Por exemplo, há mais turcos fora da Turquia do que no próprio país. Cerca de 42 milhões de turcos encontram‑se na ex‑União Soviética e há muito mais espalhados por outros lugares. A recente convulsão nos países comunistas provocou o despertamento de uma onda de nacionalismo turco e o desejo de estarem em sua terra natal.

Quando um grupo grande como este for acrescentado à população total dessas nações, os números poderão se revelar bem maiores. Há ainda notícias que revelam a existência de infantarias de crianças, da idade de 6 anos em diante, que já estão sendo treinadas no Oriente Médio. A demanda exigirá que praticamente cada homem, mulher e criança seja engajado nos exércitos. Isto nos leva a acreditar que seria bem possível para tais países convocar um exército de dimensão tão monstruosa. Se a China estiver envolvida, pode ser que seja quando a Rússia (Gogue) vier no final trazendo consigo muitas outras nações.(traduzido de "Outline of Prophetic Events ‑ Bruce Anstey)

Mais acessadas da semana