As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

O que significa o arrebatamento?

O arrebatamento não pode ser confundido com a vida de Cristo a este mundo pois no arrebatamento Ele não chega a descer até o mundo; somos nós que subimos e vamos encontrá‑Lo "nos ares", "nas nuvens". Então estaremos no céu para a celebração das bodas do Cordeiro (leia 1 Ts 4.17; Jo 14.2,3; Ef 5.25‑27; Ap 19.7‑9), para então virmos COM CRISTO em poder e glória em Sua vinda (Ap 19.14 ‑ compare com Ap 19.8), para reinarmos com Ele (Ap 5.10; 3.21; 20.6; 2 Tm 2.12; 1 Co 4.8; Lc 19.17,19).

O versículo que você citou em 2 Ts 1.7‑10 poderá ser melhor entendido se você completar o que diz no versículo 7 com o que está em Judas 14: "Eis que é vindo o Senhor com milhares de Seus SANTOS"; Zacarias 14.5: "Então virá o Senhor meu Deus, E TODOS OS SANTOS contigo, ó Senhor". Creio que os "santos" que estes versículos falam somos nós que fomos previamente arrebatados. A ordem em 2 Tess. é a seguinte:

  • 2 Ts 2.7 ‑ O mistério da injustiça, que operava no tempo do apóstolo, ainda opera hoje;
  • 2 Ts 2.3 ‑ A igreja professa (cristandade) torna‑se apóstata, ou seja, vai abandonando a verdade (veja também Lc 18.8; 2 Tm 3.1‑8);
  • 2 Ts 2.6,7 ‑ É tirado o que resiste, ou seja, o Espírito Santo que hoje habita na igreja, o qual impede a plena manifestação do diabo neste mundo. Obviamente, a igreja é tirada junto, pois está selada pelo Espírito. (1 Ts 4.14‑17).
  • 2 Ts 2.8‑10 ‑ O iníquo é revelado (também Dn 7.8; 9.27; Mt 24.15; Ap 13.2‑10);
  • 2 Ts 2.8 ‑ Cristo vem em glória, com Seus anjos e santos, para destruir o iníquo (2 Ts 1.7; Jd 14; Zc 14.5; Ap 19.11‑21).
Evidentemente, 1 Ts 5 fala da vida do Senhor para o mundo, ou seja, Ele vem como um ladrão (para nós Ele vem como o noivo; nós o estamos esperando. Para o mundo, que não O espera, será como a vinda de um ladrão à noite). O mesmo assunto é tratado em 2 Pd 3.9‑14. A palavra "aguardando" no versículo 14 está conectada ao que "aguardamos" no versículo 13, ou seja, os novos céus e a nova terra, e não que devemos esperar pela vinda do Senhor para o mundo como ladrão.

Em 1 Ts 4, quando o Senhor vem buscar os Seus, há "alarido", para acordar os que morreram em Cristo, há a "voz do arcanjo", que parece ser o próprio Senhor na forma como Ele aparecia para os santos do Antigo Testamento, ou seja, como um arcanjo, e a cuja voz aqueles santos já estão familiarizados, ressuscitando assim, e há a "trombeta de Deus" que encerra a dispensação da graça de Deus, e creio ser a mesma trombeta de 1 Co 15, conectada com ressurreição.
Não se deve confundir esta trombeta com a última das sete trombetas de Apocalipse 11.15‑18, as quais serão soadas no fim da tribulação, quando Cristo virá dos céus (na vinda de Cristo) para tomar posse do Reino neste mundo. Também não se deve confundir com a trombeta soada em Mateus 24.30‑31 e Is 27.13, que se refere à reunião de Israel, pelos anjos, após a vinda de Cristo.

Mais acessadas da semana

Loading...