As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE "assunto"+"mario persona" NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Pesquisar este blog

A Bíblia discrimina a mulher?



https://youtu.be/f_EicLc5YMc

De uma leitora pertencente a uma organização evangélica vêm comentários sobre um texto que leu em meu site sobre o lugar da mulher nas escrituras. Ela escreveu:

"Apenas a primeira mulher foi retirada do costela de Adão, o resto da Humanidade foi gerado no ventre de um mulher. Deus poderia ter feito um clone e Jesus ter nascido, contudo, Jesus foi gerado em um ventre feminino. A mulher não é citada nas escrituras, porque o povo israelita, tinha a mulher em baixo do pé e... Não foi a mulher que crucificou Jesus, foram os homens. Concordo que deva existir uma hierarquia, mas seu texto enfoca apenas o lado machista e discriminatório."

Seria este blog uma injúria a Chico Xavier?



https://youtu.be/oc3LoGeVipc

Após ler um dos textos publicados aqui, um leitor escreveu considerando uma injúria o comentário que fiz envolvendo o nome do escritor espírita. Tentei lembrar onde possa ter escrito alguma injúria a Chico Xavier. Você deve ter considerado injúria o trecho:

Marketing é uma atividade boa ou má para um cristão?



https://youtu.be/kTUI0aORvf4

Considerando minha ocupação profissional atual, sua pergunta foi se a atividade de marketing é boa ou má para ser exercida por um cristão. Você partiu do pressuposto de que o marketing causa um mal nas pessoas que agem, "voluntária ou involuntariamente através dos seus desejos e vontades, direcionado pelo seu raciocínio (pensamento), quando é influenciado pelos sentidos (visão, audição, paladar, olfato e tato)" e acreditando que "a atividade de marketing tenha uma grande parcela de culpa no que chamamos de compulsão para a satisfação da vontade de comprar em demasia, fazer sexo em demasia e muitas outras coisas em demasia, pois os profissionais de marketing sabem que exercem grande poder sobre a mente do homem".

Mais acessadas da semana