As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Voce acredita no nigeriano que ressuscitou?



https://youtu.be/JX0rEmJ-OWM

Antes de mais nada, quero que você tenha a certeza de que creio que, para Deus, todas as coisas são possíveis, e Ele deu prova disso em Sua Palavra e em especial por meio dos milagres feitos por Jesus e também por seus apóstolos. Cada milagre tinha um objetivo muito claro e podemos aprender muito deles hoje, simplesmente crendo na Palavra de Deus.

Os milagres eram as virtudes ou poderes do mundo futuro, como diz Hebreus 6:5, que fala também daqueles que, ainda que tenham experimentado esses poderes, não creram e foram condenados por sua incredulidade. Os milagres de Jesus eram como frestas abertas em um mundo arruinado para que pudéssemos ter um vislumbre de como seria a humanidade sem fome, dor, doenças ou morte. Mas o próprio Jesus não confiava naqueles que o seguiam só por terem visto milagres ou comido o pão que ele multiplicou.

"...muitos, vendo os sinais que fazia, creram no seu nome. Mas o próprio Jesus não confiava a eles" João 2:23, 24

Mas vamos ao caso do vídeo que assistiu, mostrando o caso de um pastor nigeriano que teria morrido em um acidente e ressuscitado três dias depois. Assisti ao vídeo e, ao contrário do que ocorre com os milagres que vemos na Bíblia, minha opinião é que o vídeo e a história do homem nigeriano em nada contribuem para o evangelho. Se o nigeriano estiver dizendo a verdade, a Palavra de Deus está errada. Mas basta conferirmos o que ele diz com a Palavra de Deus para vermos que não seu relato não é verdadeiro e que ele próprio pode ter sido enganado por suas alucinações.

Somos crédulos por natureza, e isso pode se tornar um problema, pois acabamos crendo também na mentira do diabo, o "pai da mentira". Ele é responsável por disseminar um "outro evangelho", como Paulo fala em Gálatas, o qual geralmente vem acompanhado de prodígios, anjos e visões. Devemos julgar o que vemos e sentimos pela Palavra de Deus, pois podemos ser enganados por nossos olhos e sentidos. Se não fosse tão fácil nos enganar, os mágicos estariam desempregados há muito tempo.

Lembre-se de que nossos sentidos são reações químicas e elétricas geradas em nosso cérebro por substâncias que nosso próprio corpo cria. Há quem use drogas para criar sensações artificiais, porque o processo é muito parecido. Não se esqueça de que muitas religiões usam alucinógenos para suas "visões" e experiências "espirituais". Um trauma profundo, físico ou emocional, pode também liberar substâncias e criar sensações que nem sempre são reais. É preciso você entender isso para entender o que vou dizer mais adiante.

Primeiro, vamos analisar as circunstâncias. Um homem sofre um acidente na Nigéria e é dado como morto pelo atendimento médico que recebeu. Aqui não estamos falando de um grande hospital de primeiro mundo, mas de um ambulatório em um lugar qualquer da Nigéria. Se você estivesse doente, confiaria em um diagnóstico feito por um médico em um lugar sem recursos? Se tivesse condições, você certamente procuraria por uma segunda opinião em um grande centro. Em todo o mundo muitas pessoas são enterradas vivas por falta de condições técnicas para se determinar a morte real, como acontece em casos de catalepsia. Se fizer buscas na Internet sobre o assunto vai encontrar muitos casos de erros de diagnóstico de óbito.

Portanto, considerando os poucos recursos envolvendo o atendimento do suposto morto, este pode ser muito bem um caso de erro de diagnóstico. Os programas dos curandeiros evangélicos na TV estão cheios de pessoas curadas disso e daquilo que não apresentam qualquer prova de diagnóstico real. Conheço uma mulher que jura ter sido curada de câncer só porque um dia uma enfermeira disse a ela que sua magreza e palidez podiam ser causadas por um câncer. Como ela continua viva até hoje, acredita que Deus a curou daquele câncer diagnosticado pela enfermeira.

Voltando ao caso do nigeriano, além de ter seus sinais vitais reduzidos a níveis difíceis de detectar sem os recursos necessários, uma pessoa acidentada pode também pode sofrer de alucinações. São os casos de "quase morte" que a medicina conhece e estuda. Assim como acontece com os sonhos, as alucinações costumam seguir um padrão baseado nas crenças ou influências que a pessoa teve em sua vida. Quem se interessa por discos voadores vai dizer que teve um contato com extraterrenos e viajou numa nave espacial; quem é espírita vai dizer que encontrou seus parentes mortos; quem é católico vai ser recebido por Nossa Senhora, e quem é evangélico vai dizer que se encontrou com anjos. Pelo que entendi, o nigeriano dizia ser pastor evangélico.

Eu não posso contestar as visões e alucinações de uma pessoa. Se ela diz que viu, não posso dizer que não viu, pois essa foi sua percepção. Mas sei também que muita gente que toma LSD e outras drogas veem coisas incríveis, e isso não significa que elas sejam reais. O nigeriano diz que foi ao céu e depois ao inferno, e é aí que está o problema, pois nem tudo o que ele vê lá tem fundamento na Palavra de Deus.

Por exemplo, no inferno ele vê um pastor arrependido por ter roubado dinheiro da igreja e diz estar disposto a devolvê-lo para ser perdoado. A Palavra de Deus é clara: o arrependimento genuíno é obra do Espírito Santo e no hades não existe ninguém arrependido (leia aqui a diferença entre hades e lago de fogo). Uma pessoa que morreu sem a salvação, morreu do jeito que quis morrer, em inimizade contra Deus. E assim será por toda a eternidade, ela jamais terá sentimentos de arrependimento e nem vai querer sair dali se a opção for ir para o céu. O perdido não quer o céu porque isso significaria estar na presença do Deus que ele sempre odiou.

Se prestar atenção na história do rico e de Lázaro, verá que o rico em nenhum momento quer sair do hades. Ele quer que Lázaro vá para lá, mas ele não pede para ser tirado dali (o que seria o pedido mais racional que alguém poderia fazer). Ele pede que seus irmãos sejam avisados para não irem parar ali, mas não diz isso esperando que eles sejam salvos, mas que não sofram as consequências que ele está sofrendo. Ele não está arrependido de seus pecados, mas das consequências, assim como o ladrão não se arrepende de ter roubado, mas por ter sido preso. Não é um arrependimento da causa (pecado) mas da consequência (condenação). É o mesmo arrependimento de Caim e Judas.

A visão de um pastor arrependido no inferno tem muito a ver com o contexto cultural do suposto morto, que é evangélico. E outra afirmação segue o mesmo modelo do modo como ele foi influenciado pela cultura do país onde vive: no suposto inferno ele vê pessoas comendo a própria carne, e explica que elas teriam sido aquelas que em vida se envolviam com bruxaria e sacrifícios humanos, algo ainda comum em muitos lugares da África e encontrado às vezes até no Brasil. Mais uma vez o contexto cultural tem influência nas alucinações.

Mas a parte mais perniciosa do relato todo é quando ele ouve o anjo (ou Deus, não me lembro bem) dizer a ele que se a sua vida terminasse naquele instante ele também seria lançado no inferno. Isso porque uns dias antes ele tinha tido uma discussão com sua esposa e ainda não a tinha perdoado, portanto não podia contar com o perdão de Deus enquanto não perdoasse sua esposa.

Este é o falso evangelho, que lança qualquer um em um mar de dúvidas. O falso evangelho diz que se existir alguma pendência não resolvida você irá para o inferno. Pergunto: quem é que não tem alguma mágoa não resolvida? Quem é que não pecou em pensamento na última meia hora? O falso evangelho coloca a salvação baseadas em obras e na conduta do ser humano, não na obra perfeita de Cristo feita na cruz uma vez para sempre.O valor do sangue de Jesus para expiar (tirar) TODOS os pecados é deixado de lado no falso evangelho, e a salvação volta a ser aquela historinha que todos já ouviram: meninos bons vão para o céu e meninos maus para o inferno.

O falso evangelho nunca dá certeza alguma e a salvação acaba virando uma loteria: se eu morrer no minuto seguinte a um pensamento pecaminoso, estarei perdido para sempre. O falso evangelho é aquele que Paulo menciona em Gálatas, e devemos rechaçá-lo mesmo que seja pregado por um anjo do céu.

Gl 1:6-9 "Estou admirado de que tão depressa estejais desertando daquele que vos chamou na graça de Cristo, para outro evangelho, o qual não é outro; senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema [maldito]. Como antes temos dito, assim agora novamente o digo: Se alguém vos pregar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema".

Nunca me esqueço de que, quando frequentava a Seicho-no-iê, lia em um dos principais livros de seu "mestre" Masaharu Taniguchi o texto: "Enquanto assim fala o Anjo, ouve-se ecoar no céu uma sublime música angelical, caem pétalas, não se sabe de onde, como que glorificando as Verdades pregadas pelo Anjo". Esse mesmo anjo revelou a Masaharu Taniguchi que o pecado não existe. Devo acreditar nesse anjo? Mas vamos voltar ao que o nigeriano diz ter visto.

O suposto anjo da alucinação do nigeriano diz a ele que ele precisa perdoar sua esposa para ser perdoado por Deus, mesmo que o homem admita já crer em Jesus e ter nascido de novo. Pelo jeito o tal "anjo" despreza o fato de que Cristo já morreu na cruz e que todo aquele que crê já tem o perdão garantido. A Palavra de Deus, nossa única baliza para julgarmos todas as coisas, diz que o perdão de Deus é um fato e o perdoar os outros uma consequência:

"Assim como o Senhor vos perdoou, assim fazei vós também" Cl 3:13

Você viu a ordem das coisas? Nós devemos perdoar PORQUE FOMOS PERDOADOS, e não o inverso. O verdadeiro evangelho da graça de Deus anuncia o perdão completo, não para as pessoas boas e corretas, mas para os pecadores perdidos. O falso evangelho diz que se você andar direito, Deus lhe perdoará. Em quê você deve crer? No que o nigeriano diz que viu ou na Palavra de Deus?

Não acredite nesses "testemunhos" que desprezam o valor da obra de Jesus na cruz e dão mais importância a visões e milagres. Isso é puro misticismo. É com visões e milagres que o anticristo irá enganar os incautos no final. Quem se maravilha com essas coisas é porque não se satisfaz com a obra de Jesus e com os efeitos eternos de seu sangue derramado, não por justos, mas por pecadores.

Para entender mais sobre o valor da morte de Cristo e de seu sangue derramado, sugiro os links:

A oração do Pai Nosso
Devo confessar meu pecado?
Podemos perder a salvação?
Os verbos e seus tempos
O Cordeiro que tira o pecado

Mais acessadas da semana