As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Devemos restaurar a igreja?



https://youtu.be/JD5ThBMC018

O que ele diz sobre o evangelho nos vídeos que enviou está correto. Ele era pastor de uma denominação e aparentemente tem seu próprio trabalho que, queira ou não, é também uma denominação apenas com um nome e uma estrutura diferente. Mas dá para entender que ele é o líder. O fato de ter empunhado a bandeira do “contra as denominações tradicionais” ou fale de regeneração ou restauração da igreja não muda muita coisa.

O que acha do livro "Por que você não quer mais ir à Igreja"?



https://youtu.be/L30Ss9OsN58

Não conheço o livro "Por que você não quer mais ir à Igreja?", por Jake Colsen, portanto posso errar na precisão de meu julgamento. Na verdade, o autor que aparece na capa, "Jake Colsen", não existe. Os autores do livro são Dave Coleman e Wayne Jacobsen, este último fundador da Windblown Media, a editora que foi criada especialmente para publicar o livro "A Cabana" quando não foi encontrada uma editora cristã que quisesse correr o risco de fazê-lo. Repare que o sobrenome "Colsen" é construído com "COLeman" e "jacobSEN".

Se Deus quer que todos sejam salvos, por que nao salva todos?



https://youtu.be/1gawAkrbe7A

Sua dúvida é em 1 Timóteo 2:4 "Paulo estaria falando de todos os homens (seres humanos)? ou estará falando apenas nos homens que podem receber a verdade ou chegar ao conhecimento desta?" O desejo de Deus é esse para TODOS os homens. Não podemos isolar este versículo de seu contexto que fala do modo como devemos agir para com todos os homens (versículos 1 ao 3):

A relacao biblica homem-mulher esta fora de moda?



https://youtu.be/fcb-gA7CRok

Após ter lido algum texto que escrevi sobre o namoro ou casamento você escreveu perguntando se a relação homem-mulher da Bíblia não deveria passar por uma atualização para seguir os padrões modernos. Segundo você, a maneira de um homem e uma mulher se relacionarem na Bíblia estaria muito longe do que é a prática considerada normal nos dias de hoje.

O inferno e' eterno?



https://youtu.be/KfJLpUZaLZo

Não é a minha ou sua opinião que importa, mas o que Deus diz em Sua Palavra. O céu é um lugar de eterna ocupação com Cristo, e se você acha tedioso isso provavelmente não O conheceu ainda. Já o lago de fogo é um lugar de eterna separação de Deus e sofrimentos indizíveis. Não fui eu quem inventou isso, mas é o que a Bíblia diz. Você diz que um castigo assim contraria a própria lei de Deus, mas se Deus levasse para o céu quem não quer morar lá, o céu seria um inferno para alguém assim. Curiosamente o maior número de citações do inferno encontradas na Bíblia são da boca do Senhor Jesus nos evangelhos.

Foi errada a escolha de Matias para apostolo?



http://youtu.be/UP5XVBsFQtw

Sua dúvida é se a escolha de Matias não teria sido uma iniciativa de homens apenas, e não de Deus. Segundo você, Pedro teria se apressado ao decidir que alguém deveria tomar o lugar de Judas, sem esperar para saber qual era a intenção do Senhor. Além disso, a escolha feita lançando sortes não seria, no seu entender, correta para um cristão. No meu entender, a escolha de Matias foi correta por algumas razões.

Como interpretar o Apocalipse?



https://youtu.be/LVo6oqJ9VXI

O mês passado joguei fora alguns livros que tinha em minha estante. Eram livros escritos na década de 70 e 80 que falavam de profecias, mas tentando interpretá-las por meio das coisas visíveis e boa parte das interpretações agora já caducaram. Livros assim fazem parecer que a Bíblia está errada, pois quando as interpretações do autor não se cumprem, as pessoas pensam que o problema está na Bíblia.

Esses livros se concentravam nas coisas que víamos em redor nos tempos da Guerra Fria, quando a União Soviética existia e era aquele suspense contínuo. Lembro-me de que quando morei nos EUA em 1972 via casas que tinham abrigos anti-atômicos subterrâneos no quintal. Visitei uma antiga mina de mármore desativada que você podia entrar de carro, de tão imensa que era, onde estavam empilhadas toneladas e toneladas de alimentos, camas e equipamentos para a população da cidade viver lá em caso de guerra nuclear.

Os autores que interpretavam as profecias com base no que estava ocorrendo no mundo naquele momento cometeram muitos erros, simplesmente porque os eventos ao nosso redor mudam todos os dias. Desde o princípio do cristianismo existe algum líder mundial que é a bola da vez como candidato a anticristo. Muitos papas já ocuparam essa vaga e Hitler foi o candidato mais forte do século 20. Mas também vi Mikhail Gorbachev ser identificado como o anticristo porque tinha uma marca na testa.

Outra "profetada", que são essas interpretações proféticas equivocadas, foi o código de barra. Cheguei a conhecer cristãos que se negavam a comprar qualquer produto que tivesse um código de barra na embalagem, pois o código de barra, segundo alguns autores da época, era a marca da besta.

Existe um risco muito grande em tentar interpretar a profecia por meio do que vemos no mundo neste momento, porque amanhã tudo pode ser diferente. É preciso entender que a profecia não se refere à Igreja, mas a Israel. Ela é encontrada no Antigo Testamento, nos Evangelhos (porque o Senhor Jesus primeiramente tratou com Seus discípulos como judeus) e em Apocalipse. Alguma coisa concernente à Igreja nós encontramos nas epístolas, principalmente em 1 Tessalonicenses, mas tudo o que vem a partir do capítulo 4 de Apocalipse diz respeito a Israel (exceto, obviamente, quando fala claramente da noiva do Cordeiro, que é a Igreja).

Por isso nem tudo nós, cristãos, iremos entender, porque não temos elemento para tanto. Por exemplo, o anticristo só será revelado depois da retirada da Igreja e do Espírito Santo da terra no arrebatamento (2 Ts 2), portanto qualquer exercício de "adivinhação" agora é improdutiva. Tentar interpretar a profecia com elementos atuais é o mesmo que tentar interpretar a Bíblia usando a ciência. Todos os dias a ciência faz novas descobertas e muitas afirmações de cientistas renomados são sepultadas para dar lugar a novas afirmações.

Assim é com a profecia. Tem autores que tentam interpretar os juízos de Apocalipse fazendo referência à bomba atômica, mas isso é porque bomba atômica é o máximo de destruição que conhecemos hoje. Há 500 anos alguém poderia ter interpretado usando explosões de pólvora, porque era tudo o que conheciam na época. Em um daqueles livros que joguei fora o autor dizia que os gafanhotos de Ap 9:6, 7 serão helicópteros com metralhadoras na cauda, mas isso é porque a coisa mais parecida que existe hoje é o helicóptero com metralhadora na cauda. E amanhã?

O Apocalipse é um livro de símbolos e o terreno mais seguro para entendermos a profecia é buscarmos na própria Bíblia os significados e paralelos para o que lemos lá. Por exemplo, quando lemos "a antiga serpente", vamos para Gênesis. É assim que se interpreta profecia.

O jovem que fugiu nu era Marcos ou Joao?



https://youtu.be/XcbgIely4g4

Mc 14:50:52 "Então todos o abandonaram e fugiram. Um jovem, vestindo apenas um lençol de linho, estava seguindo a Jesus. Quando tentaram prendê-lo, ele fugiu nu, deixando o lençol para trás".

Deus aprova a escravidao?



https://youtu.be/zAlPavsgAQs

Fazer afirmações do tipo "Deus aprova a escravidão", sem detalhar o que era escravidão há 4 mil anos ou mesmo nos tempos de Jesus, é torcer os fatos. O problema é que quando pensamos em escravos pensamos no Brasil colônia, no navio negreiro etc. Todavia, o eunuco que se converte no caminho de volta de Jerusalém era um escravo da rainha da Etiópia. O centurião que procura Jesus em busca de cura para seu escravo (ou servo) não parecia alguém cruel como os que escravizavam negros há 500 anos. Abraão chamava a si mesmo de servo (escravo) de Deus, Maria se denomina serva (escrava) do Senhor.

Mais acessadas da semana