As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Deus faz acepcao de pessoas?



https://youtu.be/7-aoBLE22jM

A Bíblia ensina claramente que Deus escolheu alguns para a salvação, mas não indica que escolha alguém para a condenação. Todos estão condenados por natureza e teriam preferido continuar assim se Deus não decidisse escolher alguns para a salvação.

Sua dúvida é que o fato de Deus ter escolhido alguns parece acepção de pessoas, mas a mesma Biblia diz que Deus não faz diferença entre pessoas e até condena isso.

A verdade é que Deus deseja que todos sejam salvos (1 Tm 2:4; 2 Pd 3:9) e Cristo morreu por "todos" (2 Co 5:14), mas levou sobre si apenas o pecado de "muitos", não de todos (Is 53:12; Hb 9:28).

Fazer diferença entre pessoas, ou fazer acepção de pessoas que é a expressão normalmente usada na Bíblia, é considerar um melhor do que outro. Na hora de salvar Deus não faz acepção de pessoas por uma razão muito simples: todos são igualmente pecadores, maus, perdidos e merecedores do juízo eterno. Todos são iguais e estão igualmente perdidos.

Então, sem dar a este ou àquele a preferência baseada em mérito, Deus simplesmente escolheu aqueles que Ele quis. Diante de dois objetos exatamente iguais, por que você escolhe um e não o outro? Porque você quer, simplesmente por isso. Ninguém poderá dizer que foi injustiça, pois você podia muito bem não escolher nenhum.

A escolha não depende do escolhido, mas de Deus, que quer escolher. Portanto não há acepção de pessoas. Os dois estavam igualmente qualificados para irem para o inferno, mas Deus decidiu que um não iria e o salvou. O erro das pessoas é acharem que salvação e perdição são dois caminhos e o homem está entre um e outro. Não é assim. Romanos 3 deixa bem claro que todos os homens são igualmente pecadores e estão longe de Deus. E Jesus, em João 3, diz que o homem no seu estado natural já está julgado e condenado.

As passagens abaixo podem ajudar a entender melhor isso. Repare como Paulo diz que Deus preparou os vasos para honra, mas não diz o mesmo dos vasos de desonra. Ali diz que eles foram preparados, mas não diz que foram preparados por Deus.

Rom 9:10-26 "E não somente isso, mas também a Rebeca, que havia concebido de um, de Isaque, nosso pai (pois não tendo os gêmeos ainda nascido, nem tendo praticado bem ou mal, para que o propósito de Deus segundo a eleição permanecesse firme, não por causa das obras, mas por aquele que chama), foi-lhe dito: O maior servirá o menor. Como está escrito: Amei a Jacó, e aborreci a Esaú. Que diremos, pois? Há injustiça da parte de Deus? De modo nenhum. Porque diz a Moisés: Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericordia, e terei compaixão de quem me aprouver ter compaixão. Assim, pois, isto não depende do que quer, nem do que corre, mas de Deus que usa de misericórdia. Pois diz a Escritura a Faraó: Para isto mesmo te levantei: para em ti mostrar o meu poder, e para que seja anunciado o meu nome em toda a terra. Portanto, tem misericórdia de quem quer, e a quem quer endurece.

"Dir-me-ás então. Por que se queixa ele ainda? Pois, quem resiste à sua vontade? Mas, ó homem, quem és tu, que a Deus replicas? Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim? Ou não tem o oleiro poder sobre o barro, para da mesma massa fazer um vaso para uso honroso e outro para uso desonroso? E que direis, se Deus, querendo mostrar a sua ira, e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita paciência os vasos da ira, preparados para a perdição; para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que de antemão preparou para a glória, os quais somos nós, a quem também chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios? Como diz ele também em Oséias: Chamarei meu povo ao que não era meu povo; e amada à que não era amada. E sucederá que no lugar em que lhes foi dito: Vós não sois meu povo; aí serão chamados filhos do Deus vivo".

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana