As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Maria foi sem pecado e co-redentora?



https://youtu.be/cLo2Qe-n1HQ

A Bíblia diz, em Romanos 3:23-25, que "TODOS pecaram e destituídos estão da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente pela sua graça, PELA REDENÇÃO QUE HÁ EM CRISTO JESUS, ao qual Deus propôs para propiciação pela fé NO SEU SANGUE, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus".

Considerando que TODOS pecaram, isso inclui Maria, mas exclui Jesus porque a Bíblia diz dele que era sem pecado:

Heb 4:15 Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.

Assim como acontecia nos sacrifícios do Antigo Testamento, nos quais a ovelha ou animal sacrificado tinha que ser perfeita e sem mancha, Deus precisou enviar o Seu Filho por não encontrar um homem ou mulher sem mancha. Jesus é o Cordeiro de Deus que veio ao mundo para morrer no lugar do pecador. Se Jesus tivesse pecado precisaria que outro morresse por Ele.

Jesus veio ao mundo sem pecado por ter nascido da concepção do Espírito Santo, e não de um homem comum. Maria foi o receptáculo desse Ser divino. Por não nascer da descendência do varão, Jesus não herdou o pecado de Adão. Para que Maria fosse sem pecado ela precisaria ter nascido da mesma maneira que Jesus, ou seja, de uma concepção virginal de sua mãe por obra do Espírito Santo, o que não é o caso.

Considerando que Maria era humana como todos nós, e não divina, ela tinha em si também a natureza pecaminosa como qualquer ser humano tem desde a sua concepção. Bebês não ficam pecadores depois que pecam, eles nascem pecadores porque trazem em si a natureza pecaminosa que mais tarde os levará a pecar. Alguns revelam mais ou menos esse pecado ou natureza através dos pecados.

Como todo ser humano, Maria precisava de salvação e foi salva pela fé na misericórdia divina e na certeza de que Deus proveria o Cordeiro perfeito para expiação dos pecados. Ela foi salva por Jesus e seu sangue derramado na cruz, como acontece com qualquer pessoa que crê no Salvador. Ela mesma diz isso:

Luc 1:46-47 Disse, então, Maria: A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador,

Quanto à sua outra dúvida, na Bíblia a palavra traduzida como irmão pode servir tanto para irmão como primo. Leia o que escrevi aqui:
http://www.respondi.com.br/2005/05/jesus-tinha-irmos.html
Não há qualquer problema em Maria ter tido outros filhos depois de Jesus. Isso em nada a diminui, mas o catolicismo espalhou essa história por interesse, talvez de manter seus representantes amarrados ao celibato. Lembre-se de que filhos são uma bênção de Deus e o sexo que os gera foi dado por Deus no Jardim do Éden, antes da queda do homem, quando Deus disse que se multiplicassem. Certamente quando Deus disse isso no Éden não estava pensando em algo como polinização, mas em uma relação sexual entre marido e mulher.

Veja mais sobre o tema aqui:

http://www.respondi.com.br/2005/08/devemos-rezar-ave-maria.html
http://www.respondi.com.br/2005/11/maria-cheia-de-graa-intercede-por-ns.html
http://www.respondi.com.br/2009/06/maria-e-mae-dos-cristaos.html

Respondendo sua outra pergunta, se Maria fosse co-redentora com Jesus, ela precisaria ter sido divina, perfeita, sem pecado e fruto da concepção do Espírito Santo. Além disso ela precisaria ter morrido e derramado seu sangue para expiar os nossos pecados. Quem redime precisa pagar um preço, e no caso de nossa redenção o preço que devia ser pago era sangue de um cordeiro sem defeito. Não encontramos nada a respeito de Maria morrendo para pagar o preço de nosso resgate.

A Bíblia deixa claro quem é o Redentor, sempre falando de JESUS:

1Tm 2:6 o qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo.

Col 1:14 em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados;

Rom 3:24 sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus,

Heb 9:12 nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção.

Agora para sua meditação: Você já chegou a pensar na gravidade do pecado que as pessoas cometem ao considerarem Maria como co-redentora? Elas estão insinuando que Jesus é meio-Salvador e, portanto, insuficiente para fazer uma obra completa de redenção do pecador. Será que alguém, na glória, diante dAquele que enche os céus, terá coragem de chamá-lo de co-Redentor, co-Salvador ou co-Autor da nossa salvação?

Joã 14:6 Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai SENÃO POR MIM.

Ats 4:12 E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu NENHUM OUTRO NOME HÁ, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana