As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Deus matou o homem que abandonou a denominacao?



https://youtu.be/cEggQ8f33VE

Sua dúvida é a dúvida de muitos, pois existe hoje em muitas "igrejas" homens ímpios que pastoreiam a si mesmos e ameaçam com fogo e enxofre os membros de sua organização que ousarem contradizê-los e abandonar suas organizações. O apóstolo Paulo avisou que esse dia chegaria: "Sei que, depois da minha partida, lobos ferozes penetrarão no meio de vocês e não pouparão o rebanho. E dentre vocês mesmos se levantarão homens que torcerão a verdade, a fim de atrair os discípulos" At 20:29.

Nos casos mais brandos as ameaças são sutis, do tipo, "Veja bem, irmão, o que vai fazer, porque algo de muito ruim pode acontecer a você. Tem o caso daquele irmão...". E aí a ameaça é seguida por alguma história escabrosa e aterrorizante de alguém que se desgraçou por sair dali. Ou então o "pastor" altera a voz, como se tivesse incorporado o espírito de Dart Vader de Guerra nas Estrelas, e passa a falar em um tom gutural meio rouco para criar um clima de terror em seus seguidores e dar maior veracidade às suas afirmações.

Segundo você relatou, um cidadão que estudava medicina veio a se converter nessa determinada "igreja" e como consequência foi curado de um câncer. Porém, tempos depois ele decidiu abandonar aquela "igreja" para se dedicar aos seus estudos e apenas dois meses depois de sair morreu de câncer. Sua dúvida é como se pode explicar tal coisa. Vou deixar que você mesmo responda usando uma das opções abaixo:

[A] O pastor mentiu ou inventou a história. Se existem pessoas dispostas a matar por dinheiro, existem também muitos dizendo "Senhor! Senhor!" e fazendo sinais e maravilhas para encher os bolsos. Estes acreditam que mentir não fará mal nenhum se a mentira fizer seus seguidores se sentirem bem e ele andar de carro importado.

[B] O homem nunca foi curado. O que ele teve foi um diagnóstico errado. Obviamente o inventor da história fez questão de colocar "médico" para torná-la mais verossímil, mas esta é a técnica também usada nos boatos de Internet, que sempre são acompanhados de alguma grande marca ou "autoridade" no assunto. Se o caso realmente tiver ocorrido, o sujeito pode ter participado de um desses cultos em que o "pastor" diz para a pessoa que ela está curada (um estudante de medicina jamais deveria cair nessa conversa). Conheço alguns casos de pessoas "curadas" nessas "igrejas" que acabaram morrendo por abandonarem o tratamento. Eu mesmo socorri um garoto no interior de Goiás que havia sido picado por uma jararaca e foi imediatamente "curado" pelas orações da "igreja" de seus pais. De tanto eu insistir, o pai, a contragosto, permitiu que eu levasse o menino para um hospital em Brasília. Mesmo depois de tomar o soro antiofídico, os rins do menino pararam de funcionar por causa do veneno e o pai reconheceu que o garoto teria morrido se não estivesse em um hospital com máquina para fazer diálise.

[C] A história é totalmente verdadeira. Neste caso é melhor você se filiar imediatamente à "igreja" desse "pastor", pois corre o risco de ser morto por Deus por estar fora dela. Afinal de contas, esta deve ser a única "igreja" que Deus aprova, ao ponto de matar aqueles que tentam escapar dela. :)


Atente para o fato do trecho abaixo estar sendo escrito a Timóteo e falar das condições da cristandade, e não do mundo pagão, nos últimos dias, ou seja, hoje:]

2Tm 3:1-3  Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, ["avarento" significa que ama o dinheiro acima de tudo]
2Tm 3:3-4  Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, 
2Tm 3:5  Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te. ["aparência de piedade" é o mesmo que "lobo em pele de cordeiro"]
2Tm 3:6  Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; ["concupiscências" são simplesmente desejos extremos de ter algo, e podem ser coisas lícitas como saúde, dinheiro, relacionamento amoroso etc. As mulheres são as maiores vítimas desses "pastores" pois são mais influenciáveis]
2Tm 3:7  Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade. [porque não são realmente convertidos] 
2Tm 3:8  E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé. ["Janes e Jambres" eram os magos da corte de Faraó que imitavam os sinais e milagres que Deus fazia por intermédio de Moisés, porém movidos pelo poder de Satanás]


por Mario Persona

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana