As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Se Deus sabe como vai terminar por que continua seu projeto?



https://youtu.be/xbYmz9JJ0gs

Você escreveu que não consegue entender a razão de Deus, com todo seu poder e toda sua infinita sabedoria, ter continuado o seu projeto aqui na Terra mesmo já sabendo como será o seu fim. Justamente por isso: ele sabe como vai terminar, e nós não. O problema é que nós não conseguimos enxergar o fim, mas apenas uma pequena parte do projeto.

Um arquiteto que projeta um grande hospital pode não ser compreendido pelos que passam pela rua e veem a obra.

"O que esse arquiteto tem em mente para abrir uma cratera assim no meio de nossa cidade, enfeiando tudo?!" -- dirá um transeunte.

"Que droga de emprego é este em que tenho que ficar enterrando concreto no solo o dia inteiro? Isto está acabando com minha saúde!" -- dirá um operário.

"Por que esse arquiteto tinha de permitir tábuas com prego nesta obra? Será que ele não percebe quanta gente está se machucando com isso?" -- dirá outro.

Nenhum deles consegue enxergar a obra pronta, por isso não entendem os percalços do caminho, mas o arquiteto tem tudo bem planejado e no final ninguém irá acusá-lo de ter agido errado. Quando o hospital estiver pronto todos logo se esquecerão das dificuldades e darão razão ao arquiteto pela perfeição da obra e pelo benefício que ela trouxe à cidade.

Quando questionamos os propósitos de Deus e o modo como ele age, somos como esses que só enxergam a cratera, o trabalho árduo e os pregos. Somos como crianças de dois anos tentando entender por que seu pai não fica o dia todo em casa brincando com ela. Você acha que adianta o pai explicar? Não, ela ainda não tem capacidade para entender. Então Deus, o Pai, também não se sente na obrigação de explicar tudo a seus filhos, mas apenas aquilo que é necessário para o momento.

Você não precisa saber como pilotar um Boeing para viajar. Você simplesmente confia que o piloto sabe o que está fazendo e obedece as instruções de segurança que os comissários passam a você. Não há o que questionar. Já pensou se o piloto precisasse explicar a todos os passageiros os detalhes do funcionamento da aeronave? Tudo o que os passageiros precisam saber é o destino e como chegar lá em segurança confiando no piloto.

O cristão vive por fé, isto é, ele crê sem ver. A fé inclui aceitar que Deus está no controle de tudo e que tem muita coisa que só saberemos quando chegarmos no céu. Fé é confiança absoluta, mesmo quando não existe um entendimento perfeito daquilo que é acessível aos nossos parcos sentidos.

Deu_29:29 As coisas encobertas pertencem ao SENHOR nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.

Joã_13:7 Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois.

1Co_13:12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.

Heb_11:1-6 Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem... Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente... Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.

Veja também: http://www.3minutos.net/2010/02/195-as-razoes-de-deus.html

por Mario Persona

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana