As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Por que Tiago escreve para doze tribos?



https://youtu.be/gBLGEitPq54

Sua dúvida é se as doze tribos às quais Tiago dirige sua epístola seriam as doze tribos de Israel ou seria uma forma simbólica de dirigir-se à Igreja. Tgo 1:1 "Tiago, servo de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, às doze tribos que andam dispersas, saúde". 

Sabemos que dez tribos foram levadas para o cativeiro e depois dispersas, após o reino ter se dividido em Judá e Israel. Aquela divisão e dispersão foi nacional, o que significa que mesmo entre os de Judá, que ficaram em Jerusalém, havia indivíduos pertencentes às dez tribos dispersas, às vezes chamadas de tribos perdidas.

Ana, que encontrou o menino Jesus no templo de Jerusalém, era da tribo de Aser, portanto devia haver outros como ela na mesma situação, descendentes de israelitas das dez tribos que não foram levados para o cativeiro assírio ou que voltaram para Jerusalém nos tempos de Esdras e Neemias.

Mas aqui Tiago fala de doze tribos, portanto está falando de israelitas das doze tribos e não especificamente apenas das dez tribos daquela dispersão ocorrida no ano 721 A.C. Pode ser que Tiago esteja se dirigindo aos que se converteram no dia de Pentecostes, já que em Atos 2 vemos que eram judeus de todas as nações (At 2:5-12).

Outra possibilidade é que Tiago estivesse escrevendo aos cristãos judeus que foram dispersos por ocasião da perseguição deflagrada em Atos 8:

Ats 8:1 E também Saulo consentiu na morte dele. E fez-se naquele dia uma grande perseguição contra a igreja que estava em Jerusalém; e todos foram dispersos pelas terras da Judéia e de Samaria, exceto os apóstolos.

Mais adiante aprendemos que nos desdobramentos dessa dispersão muitos judeus cristãos foram para outras terras:

Ats 11:19 E os que foram dispersos pela perseguição que sucedeu por causa de Estêvão caminharam até à Fenícia, Chipre e Antioquia, não anunciando a ninguém a palavra, senão somente aos judeus.

Portanto acredito que Tiago estava se dirigindo a todos esses judeus convertidos a Cristo, e possivelmente também a judeus que haviam apenas escutado o evangelho e professado crer, porém sem realmente terem entendido de que se tratava. Em Hebreus há referências àqueles que desfrutaram dos benefícios do cristianismo sem contudo terem crido de verdade, como é o caso da passagem em Hebreus 6:4-8. O texto de Tiago também dá a entender que está tratando com pessoas ainda com uma grande carga de judaísmo.

A carta deve ter sido escrita em um momento de transição, quando muitos judeus convertidos a Cristo ainda não tinham uma ideia clara do que era a Igreja e a enxergavam como uma continuidade do judaísmo e uma boa nova da vinda do Messias de Israel. Muitos cristãos fundamentalistas ainda pensam assim. A doutrina da Igreja, depois revelada a Paulo, ainda não parecia ser compreendida e havia muitos que continuavam frequentando as sinagogas como se o cristianismo fosse apenas mais uma seita do judaísmo, ao lado dos fariseus, saduceus e essênios.

Esses judeus cristãos deviam ser parecidos com alguns que hoje se intitulam cristãos messiânicos, que se vestem como judeus ou querem que as pessoas falem o nome de Jesus em hebraico. A carta aos Hebreus corrige essas coisas mostrando que o cristão deve sair fora e longe do arraial religioso e das práticas judaizantes, algumas das quais chegaram a ser fonte de problemas, como encontramos em algumas passagens de Atos:

Ats 15:1 Então alguns que tinham descido da Judéia ensinavam assim os irmãos: Se não vos circuncidardes conforme o uso de Moisés, não podeis salvar-vos.

Ats 15:5 Alguns, porém, da seita dos fariseus, que tinham crido, se levantaram, dizendo que era mister circuncidá-los e mandar-lhes que guardassem a lei de Moisés.

Ats 15:24 Porquanto ouvimos que alguns que saíram dentre nós vos perturbaram com palavras, e transtornaram as vossas almas, dizendo que deveis circuncidar-vos e guardar a lei, não lhes tendo nós dado mandamento,

Ats 21:20-21  E, ouvindo-o eles, glorificaram ao Senhor, e disseram-lhe: Bem vês, irmão, quantos milhares de judeus há que crêem, e todos são zeladores da lei. E já acerca de ti foram informados de que ensinas todos os judeus que estão entre os gentios a apartarem-se de Moisés, dizendo que não devem circuncidar seus filhos, nem andar segundo o costume da lei.

Heb 13:9-14 Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça, e não com alimentos que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram. Temos um altar, de que não têm direito de comer os que servem ao tabernáculo. Porque os corpos dos animais, cujo sangue é, pelo pecado, trazido pelo sumo sacerdote para o santuário, são queimados fora do arraial. E por isso também Jesus, para santificar o povo pelo seu próprio sangue, padeceu fora da porta. Saiamos, pois, a ele fora do arraial, levando o seu vitupério. Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura.

por Mario Persona

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana