As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Esta passagem fala de quem mata um crente?



http://youtu.be/o2qmm3zRSZM

Não, por mais sério que seja alguém matar qualquer pessoa, seja ela crente em Cristo ou não, este não é o assunto da passagem de 1 Coríntios 3:17, e isto fica claro pela expressão "que sois vós" no final, indicando um sentido coletivo, não indvidual: "Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo".

Para entender é preciso lembrar que a Palavra de Deus chama de "templo" não apenas o corpo físico do cristão individualmente, mas a Igreja como um todo, cuja expressão local é a assembleia onde dois ou três estão congregados ao nome do Senhor.

Às vezes esta passagem não é compreendida porque em 1 Coríntios 6:10 o assunto é o corpo do crente, individualmente, e do cuidado que devemos ter de não contaminarmos este corpo unindo-o a uma meretriz: "Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?". Embora ele fale no plural, "vosso corpo", o assunto é claramente individual por tratar-se de relação sexual ilícita.

Já em 2 Coríntios 6:16 creio podermos aplicar o que Paulo diz tanto no sentido individual como coletivo: "E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo". A contaminação por idolatria (e entenda como idolatria qualquer coisa à qual é dada mais importância do que Deus, seja isso dinheiro, família, diversões etc.) pode ser tanto individual como coletiva.

Mas na passagem que você mencionou de 1 Coríntios 3:17 o sentido é coletivo e também congregacional, pois está falando da "casa de Deus", que é o aspecto administrativo da morada de Deus em Espírito, o mesmo aspecto tratado em 1 Timóteo e 2 Timóteo, em que cada um individualmente é um vaso e tem sua responsabilidade na construção. Infelizmente a "casa de Deus" de 1 Timóteo haveria de se transformar na "grande casa" de 2 Timóteo (este é o tempo em que vivemos), onde há vasos (indivíduos) de todos os tipos, uns para honra e outros para desonra:

"Mas, se tardar, para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade... Ora, numa grande casa não somente há vasos de ouro e de prata, mas também de pau e de barro; uns para honra, outros, porém, para desonra. De sorte que, se alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor, e preparado para toda a boa obra" (1 Tm 3:15; 2 Tm 2:20-21).

Vamos ao contexto da passagem que você citou:

1Co 3:9-17 "Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e EDIFÍCIO de Deus. Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro EDIFICA sobre ele; mas VEJA CADA UM COMO EDIFICA sobre ele. Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. E, se alguém sobre este fundamento FORMAR UM EDIFÍCIO de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, a OBRA DE CADA UM se manifestará; na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja A OBRA DE CADA UM. Se A OBRA QUE ALGUÉM EDIFICOU nessa parte permanecer, esse receberá galardão. Se A OBRA DE ALGUÉM se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo. Não sabeis VÓS QUE SOIS O TEMPLO DE DEUS e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo".

Observe que tudo aqui fala da responsabilidade individual na edificação do aspecto prática do templo de Deus, isto é, da assembleia local (devemos nos lembrar de que Paulo está inicialmente falando da experiência dele em Corinto). O templo é de Deus e por isso todos os crentes são responsáveis por trabalhar em prol de sua construção, nunca contra, e devem trabalhar juntos neste sentido. Deus dá a cada um a habilidade de trabalhar neste sentido, e ao se referir à assembleia em Corinto, Paulo diz:

"Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele" (1 Co 3:10).

Foi Paulo quem pregou aos coríntios Cristo, e este crucificado. Este é o único fundamento, o foi colocado apenas uma vez no início da construção, como acontece com qualquer alicerce numa obra. A partir dos que foram salvos pela fé teve início a assembleia naquela localidade, a qual continuou a ser construída pelos outros que edificavam sobre o fundamento lançado por Paulo. Mas o apóstolo deixa clara a responsabilidade de cada um na construção na forma de um alerta: "Mas veja cada um como edifica sobre ele". Isto é solene. Cada crente tem uma enorme responsabilidade nas consequências de seus atos e no impacto que estes causam na assembleia.

Nos versículos seguintes ele ensina que nem tudo o que é trazido pelos crentes individualmente para essa construção é material utilizável. Muita coisa não passa de madeira, feno e palha, coisas que no final serão provadas como inúteis pelo fogo, do mesmo modo como os trabalhadores em uma construção costumam no final queimar o lixo, restos de embalagem, madeira inútil etc. Mesmo assim, em relação à casa de Deus os que nada trouxeram de valor para a construção serão salvos, "todavia como pelo fogo".

Portanto a responsabilidade do crente é buscar sempre agregar valor à vida em assembleia, edificando com coisas preciosas e condizentes com o caráter de Deus, respresentadas aqui por "ouro, prata e pedras preciosas". "A obra de cada um se manifestará... e o fogo provará qual seja a obra de cada um". A pergunta sempre deve ser: O que estou trazendo de útil para a casa de Deus? Estou sendo um auxílio ou um empecilho? Edifico a fé de meus irmãos ou coloco tropeços?

Resumindo, o apóstolo aqui detalha os três aspectos dessa obra. Primeiro, no versículo 14, ele fala do serviço que é ÚTIL para a edificação ("ouro, prata, pedras preciosas") e pelo qual o crente receberá galardão ou recompensa. Depois ele fala do serviço que é INÚTIL e irrelevante ("madeira, feno, palha"), para o qual não haverá recompensa, muito embora o crente individualmente será salvo no final, mas de mãos vazias. É bom lembrar que essa prova de fogo nada tem a ver com a salvação do crente. São as suas obras, e não ele próprio, que são provadas.

Finalmente o apóstolo fala do terceiro tipo de trabalho na casa de Deus, o trabalho que não é nem edificante, nem irrelevante, mas destrutivo. Pessoas que levam seus irmãos a pecar estão fazendo este tipo de trabalho. Os que ensinam más doutrinas também. Aqueles que se esforçam em atrapalhar o testemunho da assembleia são igualmente destruidores. Mas o enfoque principal aqui está nos que nem mesmo creem em Cristo, mas apenas aparentam ser cristãos e se infiltram com segundas intenções, buscando de todas as maneiras atrapalhar o testemunho. São os "lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho" (At 20:29). A sentença dada aqui é solene:

"Se alguém destruir o templo de Deus, DEUS O DESTRUIRÁ; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo".

Como aqueles empenhados nessa vil tarefa costumam acreditar estar certos, por se acharem mais sábios que todos os outros ali, esse aviso é seguido de outro alerta: "Ninguém se engane a si mesmo. Se alguém dentre vós SE TEM POR SÁBIO neste mundo, faça-se louco para ser sábio. Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia" 1 Co 3:18-19.

por Mario Persona

Mario Persona é consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana