As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Responder ou nao responder?



https://youtu.be/9eBg58R9vwA

Sua dúvida é se não haveria uma contradição entre Provérbios 26:4 e 5, pois parece apoiar coisas antagônicas. Afinal, é para responder ao tolo ou não? Vamos ver as passagens.

Prv 26:4 Não respondas ao tolo segundo a sua estultícia; para que também não te faças semelhante a ele.
Prv 26:5 Responde ao tolo segundo a sua estultícia, para que não seja sábio aos seus próprios olhos.

Às vezes uma maneira de se entender uma passagem é criando uma paráfrase ou colocando-a com outras palavras. Veja a paráfrase que eu faria destas duas passagens:

"Não responda ao tolo de modo a se tornar tolo pelo fato de responder a ele, como se estivesse entrando na dele. Mas responda ao tolo para trazer à tona a sua estultícia para ele deixar de se achar sábio".

Não estou dizendo que seja esta a interpretação, mas a mim me parece cabível. Elas não se opõem, mas apenas apresentam o que fazer em diferentes situações ou com diferentes propósitos. Um mesmo remédio pode ser aplicado de mais de uma maneira.

Uma outra tradução diz:

Prv 26:4 Não responda ao insensato com igual insensatez, do contrário você se igualará a ele.
Prv 26:5 Responda ao insensato como a sua insensatez merece, do contrário ele pensará que é mesmo um sábio.

No primeiro caso ele está dizendo para deixar a insensatez ou tolice onde ela merece: sem receber atenção. No segundo caso ele está dizendo para expor sua insensatez se for o caso, por exemplo, de mostrar ao tolo o seu erro ou prevenir alguém de ir na conversa dele.

Há dois tipos de pessoas que têm dificuldade de entender a Bíblia. Uma é aquela que lê querendo encontrar erros e contradições. O ditado popular diz que para o martelo tudo tem cara de prego. Outra é a pessoa que realmente tem alguma limitação intelectual, mas neste caso se for uma alma sincera buscando a Verdade o Senhor a acolherá e dará a ela os meios para isso, mesmo que seja por outros irmãos que a ajudem.

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana