As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Que profecia fala de ressurreicao no terceiro dia?



http://youtu.be/akKpYq2xs7o

Sua dúvida está no último capítulo do evangelho de Lucas, onde diz: "E disse-lhes: São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: Que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na lei de Moisés, e nos profetas e nos Salmos. Então abriu-lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras. E disse-lhes: Assim está escrito, e assim convinha que o Cristo padecesse, e ao terceiro dia ressuscitasse dentre os mortos" (Lc 24:44-46). A pergunta é: Qual profecia do Antigo Testamento diz explicitamente que o Messias ressuscitaria no terceiro dia?

Explicitamente nenhuma, mas implicitamente há algumas e para entendermos como encontrá-las precisamos aprender a interpretar as Escrituras do modo como o Senhor as interpretava. Que o Messias devia sofrer nós vemos claramente no Salmo 22:1-21 e em Isaías 53:1-9, e que devia ressuscitar fica claro no Salmo 16:10, que diz: "Pois não deixarás a minha alma no inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção".

Uma das passagens geralmente utilizadas para fazer referência à ressurreição ser no terceiro dia é Oséias 6:2, mas, como você disse, a passagem fala de forma coletiva e refere-se a Israel. Como fazê-la "encaixar" como sendo profética a respeito do Messias?

Osé 6:1-2 Vinde, e tornemos ao SENHOR, porque ele despedaçou, e nos sarará; feriu, e nos atará a ferida. Depois de dois dias nos dará a vida; ao terceiro dia nos ressuscitará, e viveremos diante dele.

Entendo que esta passagem fala de uma ressurreição mais no sentido moral do que físico, pois está falando da restauração de Israel. Mas não há nada de errado em pensar na ressurreição do Senhor, pois ela é o referencial para toda ressurreição, seja ela moral ou física, já que o mesmo capítulo faz menção da queda de Adão (vers. 7), a qual só será plenamente resolvida quando a morte for tragada pela vitória. Portanto, podemos desta passagem "pinçar" a expressão "terceiro dia" e "ressurreição", pensando em Cristo como as primícias, ou seja, aquele cuja ressurreição é o preâmbulo de qualquer tipo de ressurreição ou restauração ainda esperada.

Tendo isto em mente, podemos aprender com o próprio Senhor como interpretar a profecia, pois ele fez menção à sua própria ressurreição usando a passagem que fala de Jonas, obviamente para indicar que Jonas era uma figura dele próprio.

Mat 12:40 Porque assim como esteve Jonas três dias e três noites no ventre do grande peixe, assim o Filho do Homem estará três dias e três noites no coração da terra.

Usando da licença dada pelo Senhor podemos encontrar algumas outras passagens que indicam uma ressurreição ao terceiro dia, além desta de Jonas e da encontrada em Oséias.

- Foi no "terceiro dia" que Deus fez a terra estéril produzir fruto em Gênesis 1:11-13, uma boa figura das "primícias" ou "primeiros frutos" que é Cristo ressuscitado.

"E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente está nela sobre a terra; e assim foi. E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie, e a árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom. E foi a tarde e a manhã, o dia terceiro" (Gn 1:11-13).

- Foi no "terceiro dia" que Abraão levantou os olhos e viu o lugar da ressurreição de Isaque em Gênesis 22:3-4 (você talvez diga que ele viu o lugar do sacrifício, mas lembre-se de Hebreus).

"Então se levantou Abraão pela manhã de madrugada, e albardou o seu jumento, e tomou consigo dois de seus moços e Isaque seu filho; e cortou lenha para o holocausto, e levantou-se, e foi ao lugar que Deus lhe dissera. Ao terceiro dia levantou Abraão os seus olhos, e viu o lugar de longe" (Gn 22:3-4).

"Pela fé ofereceu Abraão a Isaque, quando foi provado; sim, aquele que recebera as promessas ofereceu o seu unigênito. Sendo-lhe dito: Em Isaque será chamada a tua descendência, considerou que Deus era poderoso para até dentre os mortos o ressuscitar; E daí também em figura ele o recobrou" (Hb 11:17-19)

- Foi no "terceiro dia" que Jacó fugiu de Labão, o qual injustamente queria retê-lo mesmo depois de haver conquistado por seu trabalho o direito às suas duas esposas (lembre-se de que em um certo sentido há na Bíblia "duas esposas", Israel (Cantares) e Igreja (Efésios) e o terceiro dia, o dia da ressurreição, garantiu a ambas sua liberdade.

"E no terceiro dia foi anunciado a Labão que Jacó tinha fugido" (Gn 31:23).

- Foi no "terceiro dia" que José anunciou vida a seus irmãos, desde que lhe trouxessem o irmão mais novo. Obviamente a intenção de José não era fazer qualquer mal a seus irmãos, mas garantir que vivessem.

"E ao terceiro dia disse-lhes José: Fazei isso, e vivereis; porque eu temo a Deus" (Gn 42:18).

- Davi promete a Jônatas que ficaria escondido até o terceiro dia.

"Disse Davi a Jônatas: Eis que amanhã é a lua nova, em que costumo assentar-me com o rei para comer; porém deixa-me ir, e esconder-me-ei no campo, até à tarde do terceiro dia" (1 Sm 20:5).

- A restauração do Templo no livro de Esdras foi completada no "terceiro dia" e é impossível não lembrar das palavras de Jesus, confundidas pelos fariseus como se ele falasse do templo de pedras.

"E acabou-se esta casa no terceiro dia do mês de Adar, no sexto ano do reinado do rei Dario" (Ed 6:15).

"Jesus respondeu, e disse-lhes: Derribai este templo, e em três dias o levantarei" (Jo 2:19)

- É no "terceiro dia" que Ester, figura de Israel, escapa da morte certa a que estava sujeita a esposa que comparecesse à presença do rei sem ser convidada.

"Sucedeu, pois, que ao terceiro dia Ester se vestiu com trajes reais, e se pós no pátio interior da casa do rei, defronte do aposento do rei; e o rei estava assentado sobre o seu trono real, na casa real, defronte da porta do aposento" (Es 5:1).

- Finalmente, é o próprio Senhor quem usa de uma passagem sobre Jonas para referir-se a si mesmo e à sua ressurreição, estabelecendo assim um princípio de como interpretarmos as escrituras proféticas que chegaram até nós na forma de sombras ou símbolos.

"Pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra" (Mt 12:40).

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana