As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

A Biblia tem detalhes insignificantes?



http://youtu.be/5u7y6RP_iM8

Um caso clássico que eu costumava citar em minhas aulas era o da importadora que teve uma carga de "maçãs" retida na alfândega por discrepância na documentação. O funcionário da alfândega que reteve a carga alegava que a importação devia ter sido de "macas", não de "maçãs". Acostumado a documentos preenchidos com máquina de escrever, era a primeira vez que ele via um preenchido por computador e impresso nas impressoras de então, que ainda não eram acentuadas. A falta do cedilha e do til era suficiente para impedir que uma carga de frutas entrasse no país como se fossem equipamentos hospitalares. Um detalhe nem um pouco insignificante.

E a Bíblia, a Palavra de Deus, será que ela traz detalhes insignificantes com os quais não precisamos nos preocupar? Não, tudo nela tem um significado; tudo é importante e tem uma razão de ser. Como eu sei? Porque Jesus falou do "jota" e do "til".

Mat_5:18 Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.

No original "jota" é "yod", a menor letra do alfabeto hebraico. O "til" refere-se a uma pequena marca usada para distinguir uma letra de outra, como usamos o "til" em nossa língua, aquela "minhoquinha" que nos faz anasalar as vogais transformando "a" em "ã". A referência feita por Jesus poderia também ser explicada em nosso alfabeto pela pequena perninha que diferencia um "E" de um "F", ou seja, um segmento minúsculo da letra, mas que muda tudo.

A Bíblia foi inspirada por Deus no mais estrito sentido do verbo "inspirar", portanto tudo nela é importante. Pode-se dizer que foi "sussurrada" ou "ditada", palavra a palavra. Paulo explica assim:

1Co 2:13 Disto também falamos, não em PALAVRAS ensinadas pela sabedoria humana, mas [PALAVRAS] ensinadas pelo Espírito

Isa 28:9-11 A quem, pois, se ensinaria o conhecimento? E a quem se daria a entender o que se ouviu? Acaso, aos desmamados e aos que foram afastados dos seios maternos? Porque é preceito sobre preceito, preceito e mais preceito; regra sobre regra, regra e mais regra; um pouco aqui, um pouco ali. Pelo que por lábios gaguejantes e por língua estranha falará o SENHOR a este povo

Talvez você me pergunte se as traduções não comprometem essa literalidade da inspiração. Certamente comprometem, daí a importância de se buscar boas traduções, o mais literais possíveis. Mas Deus bem sabia que haveria diferenças linguísticas (a própria Bíblia foi originalmente escrita em pelo menos três diferentes idiomas), como também sabia que cada escritor usado por ele iria imprimir seu próprio estilo e personalidade ao texto, pois Deus usou seres humanos como seus instrumentos e numa orquestra o violino soa diferente do violoncelo, apesar de estarem tocando a mesma sinfonia.

Portanto, no frigir dos ovos e a despeito das línguas, traduções e estilos, é Deus quem está por detrás da sua Palavra e ela não só tem poder, ela é o próprio poder capaz de causar em nós o impacto pretendido por seu Autor.


Mat_22:29  Respondeu-lhes Jesus: Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus.

Rom_1:16  Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê

Isa_55:11  assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei. 

Slm_33:9  Pois ele falou, e tudo se fez; ele ordenou, e tudo passou a existir


por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana