As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

O juizo final e' para todos?


O juízo final é apenas para os perdidos, pois daquele evento não sairá um salvo sequer. É para lavrar a pena de cada um de acordo com o que praticaram em vida. Fica fácil imaginar que dali não sairá um salvo se você se lembrar de que bastou um pecado apenas para que Adão e Eva fossem expulsos da presença de Deus. Quem poderia alegar hoje ter apenas um pecado? E quem poderia dizer que nunca pecou? Veja o texto em Apocalipse:



"O diabo, que as enganava, foi lançado no lago de fogo que arde com enxofre, onde já haviam sido lançados a besta e o falso profeta. Eles serão atormentados dia e noite, para todo o sempre. Depois vi um grande trono branco e aquele que nele estava assentado. A terra e o céu fugiram da sua presença, e não se encontrou lugar para eles. Vi também os mortos, grandes e pequenos, de pé diante do trono, e livros foram abertos. Outro livro foi aberto, o livro da vida. Os mortos foram julgados de acordo com o que tinham feito, segundo o que estava registrado nos livros. O mar entregou os mortos que nele havia, e a morte e o Hades entregaram os mortos que neles havia; e cada um foi julgado de acordo com o que tinha feito. Então a morte e o Hades foram lançados no lago de fogo. O lago de fogo é a segunda morte. Se o nome de alguém não foi encontrado no livro da vida, este foi lançado no lago de fogo." (Ap 20:10-15)

Hoje o lago de fogo, às vezes chamado de "inferno", está vazio. Os mortos em seus pecados (sem salvação) estão no hades, que é uma condição de morte enquanto aguardam ressurreição de seus corpos para serem lançados no lago de fogo. Os salvos já estão com Cristo. Como mostra a passagem acima, a besta e o falso profeta ou anticristo inaugurarão o lago de fogo quando forem lançados lá antes de Cristo estabelecer seu reino milenial na terra. Satanás será preso durante os mil anos e solto no final para que sejam revelados aqueles que viverem no reino terreno de Cristo sem terem realmente se convertido (lembre-se de que o reino de mil anos será habitado por pessoas vivas em seus corpos naturais). Satanás é no final dos mil anos lançado no lago de fogo onde o tormento é "para sempre", e não temporário como ensinam algumas religiões.

Então vemos a cena do juízo final, chamada aqui de "grande trono branco", e ali os mortos em seus pecados recebem seus corpos de volta e são trazidos diante do Senhor para receberem a sentença do castigo eterno. Os salvos terão sido salvos antes disso, pois quem tiver chegado diante do "grande trono branco" com um pecado sequer já estará condenado. Esta passagem deixa claro que aquele que crê em Cristo não entra em juízo ou julgamento: "Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida." (Jo 5:24).

"Ouve", "crê", "tem", "não entra em juízo" e "passou da morte para a vida", no momento em que creu, são expressões muito claras neste sentido. Você deve lembrar também que aquele que creu em Cristo tem hoje habitando em si o Espírito Santo como garantia de sua salvação. Considerando a promessa que Jesus fez de que o Espírito Santo nunca deixaria o crente, seria absurdo pensar em um convertido habitado pelo Espírito Santo comparecendo diante do "grande trono branco" para ser julgado.

"E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre." (Jo 14:16)

"Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa. O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória." (Ef 1:13)

Mas, respondendo à sua outra dúvida, haverá sim uma escala de condenação, pois vemos isso claramente ensinado nas palavras do Senhor quando disse que haveria maior juízo para uma cidade do que para outra, ou quando falou dos religiosos de sua época, alertando os discípulos: "Guardai-vos dos escribas, que gostam de andar com vestes talares e muito apreciam as saudações nas praças, as primeiras cadeiras nas sinagogas e os primeiros lugares nos banquetes; os quais devoram as casas das viúvas e, para o justificar, fazem longas orações; estes sofrerão juízo muito mais severo." (Lc 20:46-47).

Você também perguntou se a condenação é mesmo eterna, e a resposta é que sim, a condenação é mesmo eterna, porque assim o Senhor a chama: "E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna." (Mt 25:46). Se duvidarmos que a condenação é eterna teremos de duvidar também de que a vida seja eterna. Lembre-se de que o Senhor avisou que o fogo "nunca" se apaga, do mesmo modo como consolou os seus dizendo que "nunca" pereceriam nem seriam arrebatados de sua mão. "Onde o seu bicho não morre, e o fogo nunca se apaga." (Mc 9:44). "E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão." (Jo 10:28).

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana