As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Devo proibir minha mae de ver TV?



http://youtu.be/O1scZhqJNfg

Você escreve dizendo que abandonou muitas práticas do passado, porém ao que me parece está forçando sua família a fazer o mesmo. Você está agindo errado ao obrigar sua mãe a não assistir TV. Também cometeu um grande erro ao tirar a TV de casa pois a casa e a TV são de mãe e se você mora com ela deveria estar sujeita a ela como ensina a Palavra de Deus: "Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa."  (Ef 6:2)

A fé é individual e cada um responderá de si mesmo para Deus. Se você não quer assistir TV então não assista, fique em outro lugar, vá fazer outra coisa e deixe sua mãe fazer o que ela quiser. Não é por deixar de ver TV ou ouvir música que sua mãe será salva, mas por crer no Senhor Jesus Cristo. Não queira forçar outros a terem a mesma fé que você tem.

"Tens tu fé? Tem-na em ti mesmo diante de Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova." (Rm 14:22)

Você disse algo sobre quebrar as imagens de santos católicos que sua mãe possui. Não entendi se você já fez isso ou pretende fazer, mas sair por aí quebrando imagens de católicos é crime. Veja o que diz o Código Penal: "Destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia: Pena-detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses ou multa." Você quer praticar um crime para combater um erro? É por causa de pessoas que fazem coisas assim que o nome de Cristo é difamado entre os incrédulos. "Tu, que te glorias na lei, desonras a Deus pela transgressão da lei? Porque, como está escrito, o nome de Deus é blasfemado entre os gentios por causa de vós." (Rm 2:23-24)

Aparentemente você ainda não entendeu que a salvação é por graça e não pela observância de preceitos da Lei dada a Moisés. Os israelitas destruíam os ídolos dos pagãos porque viviam em outra dispensação e Deus ordenava que assim fizessem. Eles eram cidadãos da terra e deviam confirmar sua posição terrena. Mas o cristão age de maneira diferente porque seu lugar não é aqui no mundo. O cristão é cidadão do céu.

Nós não fomos chamados a melhorar o mundo ou a obrigar as pessoas a viverem como cristãs. Cristianismo que quer obrigar pessoas a agirem como cristãs está mais para o que fazem os radicais islâmicos que matam aqueles que não rezam segundo a sua cartilha. Fomos chamados a pregar as boas novas (pergunte à sua mãe se ela acha "boas novas" isso que vocês estão pregando) para que as pessoas se convertam e sejam levadas deste mundo quando Cristo vier buscar sua igreja.

Como foi que o apóstolo Paulo se comportou quando visitou Atenas em Atos 17:16-34? Apesar de se encontrar em meio a dezenas de ídolos, não tocou um dedo em nenhum deles, ao contrario buscou uma forma de usar daquilo para começar uma conversa com os pagãos e apresentar-lhes o testemunho de Deus. Paulo sabiamente percebeu que entre os muitos altares havia um dedicado ao "Deus Desconhecido", que não possuía nenhuma estátua ou imagem. Então usou isso como ponto de partida.

Quando os atenienses mostraram não ter interesse no que Paulo pregava ele simplesmente "saiu do meio deles" (At 17:33). Não ficou ali brigando, não promoveu passeatas e nem destruiu os ídolos pagãos. Quando as pessoas não aceitam, a estratégia cristã é sair do meio delas e não arranjar confusão ou tentar obrigá-las a viver de modo parecido com um cristão. Mas Deus tinha um propósito para a missão de Paulo em meio àqueles pagãos e "chegando alguns homens a ele, creram; entre os quais foi Dionísio, areopagita, uma mulher por nome Dámaris, e com eles outros" (At 17:34).

Lembre-se de que o Senhor Jesus entrou e saiu deste mundo sem mudar nada na sociedade. Do jeito que o mundo estava quando Jesus entrou aqui é o jeito como o mundo ficou depois que ele saiu, somente mais culpado por ter rejeitado e crucificado o Filho de Deus. Mas ele não tentou destituir os governantes, não promoveu passeatas contra o governo, não lançou sua candidatura a um cargo, não criou um "partido cristão", não destruiu os ídolos dos romanos que eram invasores (obviamente eles trouxeram consigo seus ídolos quando invadiram a terra de Israel) e nem sequer ofereceu resistência quando o prenderam para levá-lo à cruz. Ao contrário, curou a orelha de um dos que tinham ido prendê-lo, depois que Pedro, em seu zelo sem entendimento, usou de uma espada para ferir o homem.

Talvez você argumente que o Senhor agiu com rigor ao virar as mesas dos cambistas e expulsá-los do Templo de Jerusalém, mas naquele momento ele estava agindo como aquilo que ele era mesmo, o Senhor do Templo. Aquela era a casa de Deus e o Senhor não podia deixar passar aquele tipo de profanação do lugar de adoração a Deus. Mas hoje não existe mais o Templo e o próprio Deus permitiu que fosse destruído porque na dispensação atual as pessoas não devem mais adorar em templos e nem viver segundo a Lei dada aos judeus. Hoje o cristão adora em espírito e verdade e é ele próprio o templo de Deus.

Quanto ao convite que sua irmã que é espírita faz para você comer churrasco na casa dela, e você não vai porque "ali tem muita comilança, bebedeira, e musica" acredito que também esteja agindo de forma precipitada. Se ela convida você para almoçar é porque gosta de você e quer ser gentil. Não é à toa que fique desapontada quando você se recusam a ir. Se você não acha correta a "comilança, bebedeira e música" então simplesmente deve comer pouco, não beber ou beber aquilo que achar correto e não preste atenção à música. Eu vou ao supermercado e às vezes tem música que não me agrada nem um pouco, mas nem por isso vou deixar de fazer minhas compras.

O cristão é exortado a apartar-se do mal, mas não há mal algum em comer, beber e ouvir música porque é bem possível fazer estas coisas de forma a não se exceder. O Senhor comia, bebia e ouvia música, mesmo porque é impossível não ouvir música se você está em um ambiente onde ela está sendo tocada.

"Veio o Filho do homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um homem comilão e beberrão, amigo dos publicanos e pecadores." (Mt 11:19)

Talvez vocês precisem rever os conceitos que receberam de quem lhes pregou o evangelho, porque ao que parece não foi o evangelho da graça que encontramos na Palavra de Deus, mas algum tipo de mensagem legalista oferecendo a salvação a alguns que se consideram melhores que os outros por evitarem certas coisas. Paulo alertou os Colossenses contra os que tentariam dominá-los por uma religião de regras, deixando claro que nosso velho homem foi morto na cruz.

"Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como: Não toques, não proves, não manuseies? As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne." (Cl 2:20-23).

O melhor a fazer agora é pedir desculpas à sua mãe e colocar a TV dela de volta no lugar. Afinal, você entrou em contato comigo através da Internet e eu pergunto: Acaso na Web você não tem tudo o que tem na TV e muito mais? Sua mãe teria toda razão se proibisse você de usar a Internet com base no mesmo argumento que você usou para proibi-la de ver TV.

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana