As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Religiao séria e' religiao boa?



https://youtu.be/mbNs6XZVnoA

Já recebi mais de um e-mail de pessoas perguntando o que acho dos Mórmons ou das Testemunhas de Jeová e se são religiões sérias. Os e-mails eram de pessoas que foram convidadas para visitar essas religiões e saíram bem impressionadas com sua seriedade e organização. Uma delas, após visitar os Mórmons, escreveu que eles têm "uma visão diferente do evangelho, visitei sua igreja muito bonita e pregam coisas boas e parece que não são mercenários".

Quando jovem costumava pescar em uma represa próxima. Armávamos uma rede cercando uma grande moita de aguapé e íamos pelo outro lado, entrando na moita com água até o pescoço, batendo com varas na água e fazendo um grande estardalhaço. Os peixes fugiam desesperados para o lado onde estava a rede e eram apanhados. Está ocorrendo um efeito semelhante hoje no mundo religioso.

A abundância de mercenários na cristandade que estão batendo com suas varas de pedir dinheiro nos "templos" e programas de rádio e TV está fazendo com que os "peixes" que têm um mínimo de bom senso e capacidade de detectar a pilantragem fujam desesperados em direção à rede mortal das religiões pseudocristãs. Elas são sérias, pregam coisas bonitas, falam de amor, respeito etc. e não enfiam a mão no bolso de seus membros. Outros também correm em direção aos grupos sem denominação sem sequer julgarem se suas doutrinas são bíblicas. O fato de não serem organizações religiosas constituídas dá a eles uma falsa segurança de estarem fora do perigo.

Mas é aí que mora o perigo, pois muitos desses novos grupos não-denominacionais, assim como essas religiões pseudocristãs como a "Torre de Vigia", das Testemunhas de Jeová, e a "Igreja dos Santos dos Últimos Dias", dos Mórmons, negam o próprio fundamento do cristianismo: Cristo, o Filho de Deus encarnado, Deus e Homem, que derramou seu sangue na cruz para nos salvar e ressuscitou ao terceiro dia para nossa justificação. É contra esses que o apóstolo João, inspirado pelo Espírito Santo, alertou em sua epístola.

"Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora. Saíram de nós, mas não eram de nós... Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? É o anticristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho. Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; mas aquele que confessa o Filho, tem também o Pai... Estas coisas vos escrevi acerca dos que vos enganam." (1 Jo 2:18-26).

Algumas características dessas religiões é que saíram da cristandade, mas não cristãs em seus fundamentos. Elas negam que Jesus é o Filho Eterno de Deus, pré-existente e coexistente na eternidade passada com o Pai e o Espírito Santo; negam que ele tenha encarnado, que seja "Deus conosco", o "Emanuel", Deus e Homem, vindo para morrer, e que o seu sangue nos purifica de todo pecado. Finalmente, pregam uma salvação por mérito (boas obras, perseverança na religião, batismo, sacramentos etc.), e não unicamente pela fé na Pessoa e obra de Cristo.

Portanto, entre apanhar com as "varas de pedir dinheiro" dos pregadores de curas e prosperidade, e cair na "rede" dos que negam as doutrinas fundamentais da fé cristã, o melhor é ficar só com Cristo. Não é a uma religião que devemos ir, mas a uma Pessoa. Não é a uma religião que devemos nos unir ou nos fazer membros, mas saber que quando cremos em Cristo fomos feitos, por ele e mais ninguém, membros do seu corpo, composto de TODOS os salvos por Cristo e não apenas por alguns que pertencem a uma seita ou religião.

"Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo." (1 Jo 4:1-3).

Confessar que Jesus veio em carne não é simplesmente admitir que ele nasceu como acontece com qualquer ser humano. Vir em carne significa que ele já existia em outro lugar antes de vir, o que implica reconhecer sua divindade e eternidade. Esteja sempre muito atento ao que as pessoas ensinam por aí, porque ao tentar escapar das "varas" dos vigaristas que pedem dinheiro e são "falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo" você pode acabar caindo na rede do "próprio Satanás se transfigura em anjo de luz" (2 Co 11:13-14).

Você não precisa conhecer todo o veneno e as armadilhas que as milhares de religiões despejaram nas águas da cristandade, mas precisa saber como ficar longe dele fazendo as perguntas certas sempre que for confrontado com alguma nova doutrina. Eu costumo fazer algumas perguntas para detectar se uma religião está fora do que a Bíblia ensina. As perguntas mais importantes são aquelas que dizem respeito à natureza divina de Cristo e à Trindade, Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo.

- Essa religião professa que Jesus é o Filho eterno de Deus, perfeito Deus e perfeito Homem, vindo em carne e nascido de uma virgem, ou diz que ele é apenas "um deus", um anjo ou um ser mais aperfeiçoado? "E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna." (1 Jo 5:20).

- Prega a salvação apenas pela fé em Cristo e sua obra, ou ensina uma salvação mista de fé, obras, guarda da Lei, perseverança, batismo etc.? "Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie." (Ef 2:8-9).

- Reconhece que Cristo como o real substituto do pecador no juízo divino, ou acha que ele seja apenas um mero representante dos homens, um mártir ou exemplo a ser seguido? "... carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados." (1 Pe 2:24).

- Crê na ressurreição corpórea de Cristo e sua atual presença no céu em um corpo de carne e ossos, ou acha que ele não ressuscitou de verdade, ou ressuscitou em uma espécie de corpo etéreo intangível? "Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho." (Lc 24:39).

- Baseia-se unicamente na Palavra de Deus e não em indulgências e tradições, ou acredita que é pelo dízimo e ofertas que se consegue o favor de Deus, ou ainda que a tradição cristã tem status de Palavra de Deus? "Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado" (1 Pe 1:18-19).

- Confia só nas Escrituras ou segue os ensinos de uma mulher considerada "profetiza" ou de algum líder autodenominado "apóstolo" ou "profeta"? "Não permito que a mulher ensine, nem exerça autoridade de homem" (1 Tm 2:12). "Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais" (2 Co 11:13-15).

- Reconhece que todos os que creem em Cristo e em seu sacrifício expiatório estão salvos fazem parte do único Corpo de Cristo que é a Igreja, independente de onde estejam congregados ou não congregados, ou acha que apenas os membros de sua religião é que são salvos? "Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação" (Ef 4:4); "Ora, vós sois o corpo de Cristo, e seus membros em particular." (1 Co 12:27).

Muitas outras perguntas poderiam ser acrescentadas aqui, mas creio que a principal é mesmo saber o que tal religião fala da Pessoa de Cristo e da Divindade, três Pessoas em um só Deus, ou Trindade em Unidade. Nem precisa perguntar mais se você detectar que está diante de pessoas que negam que Jesus seja o Deus Criador, o mesmo Jeová do Antigo Testamento, Deus e Homem. Dentre estes você não encontrará cristãos genuínos, embora possa encontrá-los entre aqueles que creem nesta verdade cardeal, mas possam estar enganados quanto a outros pontos ensinados na Bíblia, como a verdade da Igreja, o corpo de Cristo. Mantendo-se focado na Bíblia e tendo o Espírito Santo como guia você estará seguro.

"Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito. E vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo. Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus." (1 João 4:13-15).

"Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne [ou negam sua pré-existência divina antes de nascer aqui]. Este tal é o enganador e o anticristo. Olhai por vós mesmos, para que não percamos o que temos ganho, antes recebamos o inteiro galardão. Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo [que se refere à sua divindade que ele acabou de mencionar], não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho. Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis [isso mesmo, agora você sabe que não deve receber Testemunhas de Jeová, Mórmons ou Espíritas que baterem em sua porta trazendo suas doutrinas]." (2 Jo 1:7).

"Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno. E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. ESTE É O VERDADEIRO DEUS e a vida eterna."  (1 Jo 5:19-20).

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana