As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Por que Pedro disse que as mulheres iriam profetizar?



https://youtu.be/c-Pvd3_obsU

Você questiona a razão de eu dizer que a mulher não pode pregar, se em Atos 2:17-18 diz que "vossas filhas profetizarão... e sobre as minhas servas derramarei do meu Espírito naqueles dias, e profetizarão". Eu não disse que a mulher não pode pregar. Quem diz isto é o Espírito Santo em sua Palavra que proíbe a mulher de ensinar em 1 Timóteo 2: "A mulher aprenda em silêncio, com toda a submissão. E não permito que a mulher ensine, nem exerça autoridade de homem; esteja, porém, em silêncio. Porque, primeiro, foi formado Adão, depois, Eva. E Adão não foi iludido, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão." (1 Tm 2:11-14).

A mesma Palavra de Deus ordena que as mulheres não falem nas reuniões da igreja: "Conservem-se as mulheres caladas nas igrejas, porque não lhes é permitido falar; mas estejam submissas como também a lei o determina. Se, porém, querem aprender alguma coisa, interroguem, em casa, a seu próprio marido; porque para a mulher é vergonhoso falar na igreja. Porventura, a palavra de Deus se originou no meio de vós ou veio ela exclusivamente para vós outros? Se alguém se considera profeta ou espiritual, reconheça ser mandamento do Senhor o que vos escrevo." (1 Co 14:34-37).

Existe uma esfera de atuação da mulher em muitas áreas, como falar de Cristo a alguém sem entrar no ensino de doutrina e fazendo isso fora das reuniões da igreja. Veja que foi uma mulher que Jesus escolheu para contar aos discípulos que ele havia ressuscitado. Você também encontra Priscila ajudando seu marido Áquila a esclarecer melhor o evangelho a Apolo, um cristão eloquente, porém sem muito conhecimento. "Quando o ouviram Priscila e Áquila, o levaram consigo e lhe declararam mais precisamente o caminho de Deus" (At 18:26)Mulheres também podem falar do evangelho a crianças, consolar enfermos e ajudar no ministério prático das necessidades dos santos. Você encontra várias mulheres mencionadas nas cartas de Paulo pelo trabalho que faziam dentro da esfera que lhes era adequada.

Também em Tito vemos um ministério importantíssimo dado às mulheres para a edificação de um lar cristão: "As mulheres idosas, semelhantemente, que sejam sérias no seu viver, como convém a santas, não caluniadoras, não dadas a muito vinho, mestras no bem; para que ensinem as mulheres novas a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos, a serem moderadas, castas, boas donas de casa, sujeitas a seus maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja blasfemada." (Tt 2:3-5). 

A passagem que citou de Atos 2 é uma profecia de Joel que ainda não se cumpriu em sua totalidade, e Pedro a mencionou apenas para indicar que o que estava acontecendo ali, quando o Espírito Santo desceu em poder para formar a Igreja, era uma amostra do que acontecerá quando Cristo vier para estabelecer seu reino. É simples perceber que a passagem não se cumpriu na sua totalidade lendo o restante da mesma profecia:

"E acontecerá nos últimos dias, diz o Senhor, que derramarei do meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos jovens terão visões, e sonharão vossos velhos; até sobre os meus servos e sobre as minhas servas derramarei do meu Espírito naqueles dias, e profetizarão. Mostrarei prodígios em cima no céu e sinais embaixo na terra: sangue, fogo e vapor de fumaça. O sol se converterá em trevas, e a lua, em sangue, antes que venha o grande e glorioso Dia do Senhor. E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo." (At 2:17-21).

Esses "últimos dias" não são o fim do mundo, mas os últimos dias de Israel na terra encerrando o tempo de sua desobediência e provação, antes da inauguração do Reino de mil anos de Cristo. Acho que você já percebeu que naquele dia mencionado em Atos 2 e nem desde então aconteceram esses "prodígios em cima no céu e sinais embaixo na terra", com "sangue, fogo e vapor de fumaça", e nem o sol se converteu em trevas e a lua em sangue. Isso se refere ao "grande e glorioso Dia do Senhor". Tudo isso acontecerá quando Cristo descer ao mundo para julgar as nações. Antes disso um remanescente fiel de Israel se converterá no período dos sete anos após o arrebatamento da Igreja receberá seu Messias tão esperado.

Esses sinais de que fala a passagem são os mesmos descritos no Evangelho de Mateus: "Logo em seguida à tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, a lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do firmamento, e os poderes dos céus serão abalados. Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; todos os povos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e muita glória." (Mt 24:29-30).

Repare também que o que aconteceu no dia de Pentecostes em Atos 2 não foi o Espírito Santo ser derramado "sobre toda a carne" como prevê a profecia, mas apenas sobre as cento e vinte pessoas (At 1:15) que estavam naquele cenáculo.

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana