As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE "assunto"+"mario persona" NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Pesquisar este blog

Se somos sacerdotes nao podemos beber vinho?



https://youtu.be/K8BO09L2Swo

Você escreveu dizendo que na igreja que frequenta é proibido o consumo de bebida alcoólica entre os membros. O argumento usado ali é o de que os crentes em Cristo são hoje um sacerdócio santo e devem viver como viviam Aarão e os sacerdotes do Antigo Testamento, que não bebiam vinho. Será que existe fundamento para este argumento?

Se alguém não deseja beber bebida alcoólica, isso é uma decisão pessoal, e não falo aqui de embriagar-se, o que obviamente a Bíblia condena. Mas considerando que fomos ensinados por Jesus a até mesmo celebrar a ceia do Senhor com vinho, seria um exagero ir buscar na Lei do Antigo Testamento argumento para se abster totalmente do álcool. E mais exagero ainda querer se basear nas restrições dadas a Aarão e aos sacerdotes do judaísmo para determinar o modo como um cristão deve viver hoje.

Quando você perde de vista a razão da Lei e dos preceitos do Antigo Testamento,que para nós cristãos são símbolos, figuras e sombras, acaba criando regras que não cabem ao cristão. O ensino dos apóstolos é claro. O que foi escrito no Antigo Testamento teve sua função literal na época e tem sua função hoje para o cristão, porém na forma de princípios, figuras, sombras, exemplos etc. "Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos". (1 Co 10:11). "De sorte que era bem necessário que as figuras das coisas que estão no céu assim se purificassem; mas as próprias coisas celestiais com sacrifícios melhores do que estes." (Hb 9:23). "Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, que são sombras das coisas futuras" (Cl 2:16,17).

Perca isso de vista e você nunca irá entender o Antigo Testamento e muito menos o Novo Testamento. Embora hoje os crentes sejam chamados de "sacerdócio santo" (1 Pe 2:5) e "sacerdotes" (Ap 1:6), isto não significa que são da tribo de Levi e da linhagem de Aarão, como era exigido da classe sacerdotal no judaísmo. Você alega que o sacerdócio levita era perpétuo, e realmente era porque o Senhor irá restaurá-lo no reino milenial na terra. Mas a igreja não tem nada a ver com a terra e nem com Israel. Sua cidadania é celestial. Repare que até nosso Salvador e Sumo Sacerdote não veio da tribo de Levi, mas de Judá.

Além disso a carta aos Hebreus até mesmo exorta a não nos ocuparmos com as coisas com que se ocupavam os sacerdotes levitas, quando diz: "Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça, e não com alimentos que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram. Temos um altar, de que não têm direito de comer os que servem ao tabernáculo." (Hb 13:9-10).

É realmente triste que alguns cristãos finjam ser israelitas, e alguns até adotem "Levita" antes do nome. Será que não perceberam que Deus rejeitou toda aquela ordem de coisas do judaísmo e até permitiu a destruição do Templo, exortando os judeus-cristãos do primeiro século a saíram do arraial (Hb 13:13)?

Mas se você deseja seguir os mandamentos dados a Aarão para o sacerdócio (que era perpétuo porque Deus irá restaurá-lo para Israel no Milênio, não para a Igreja nos céus), então boa sorte. Mas é bom saber que terá de seguir também algumas outras obrigações, além de precisar ser da descendência de Aarão. Veja aqui a lista de coisas que um sacerdote não podia ser ou fazer:

Não podia beber vinho e bebidas fortes (Lv 10:8-10)
Não podia tocar um cadáver, exceto parente próximo (Lv 21:1-4)
Não podia raspar a cabeça (Lv 21:5)
Não podia aparar a barba (Lv 21:5)
Não podia fazer tatuagem (Lv 21:5)
Não podia se casar com prostituta ou divorciada (Lv 21:7)
Não podia deixar viver a filha que se prostituísse (Lv 21:9)
Não podia se casar com mulher que não seja vigem (Lv 21:13-14)
Não podia ter defeito algum (Lv 17)
Não podia ser cego. (Lv. 21:18)
Não podia ser coxo. (Lv. 21:18).
Não podia ter nariz chato. (Lv.21:18).
Não podia ter membros demasiadamente compridos. (Lv.21:18).
Não podia ter pé quebrado. (Lv.21:19).
Não podia ter a mão quebrada. (Lv.21:10).
Não podia ser corcunda. (Lv.21:20).
Não podia ser anão. (Lv.21:20).
Não podia ter defeito no olho. (Lv.21:20).
Não podia ter sarna. (Lv 21:20).
Não podia ter impinges. (Lv 21:20).
Não podia ter testículo mutilado. (Lv 21:20).

http://www.respondi.com.br/2011/03/beber-bebida-alcoolica-e-pecado.html

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana