As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE "assunto"+"mario persona" NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Pesquisar este blog

Por que o livro de Enoque nao faz parte da Biblia?



https://youtu.be/LBf3qpBDbmg

Sua dúvida é: Se Judas utilizou o livro de Enoque, por que ele não faz parte da Bíblia? A passagem que costuma levantar dúvidas como a sua está em Judas 1:14: "E destes profetizou também Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que é vindo o Senhor com milhares de seus santos". Se ler atentamente toda a epístola de Judas verá que ele não fala de nenhum "Livro de Enoque", mas só menciona o que Enoque disse. Como estamos lendo uma carta inspirada pode muito bem ter sido que Judas recebeu esta informação por revelação direta do Espírito Santo. Judas não diz que utilizou o livro de Enoque ou que tenha obtido sua citação de um tal livro. Ele simplesmente disse que Enoque profetizou algo, mas como ele soube disso não nos é dito.

Os livros que chamamos de canônicos eram os utilizados pelos cristãos no início da Igreja e também considerados por eles como inspirados, uma decisão que eu creio firmemente que teve a direção do Espírito Santo, ou aqueles irmãos do passado não saberiam discernir. Não li o "Livro de Enoque" que você mencionou, mas li alguns comentários de pessoas que analisaram o livro e apontaram umas duas dezenas de incongruências com o ensino geral das Escrituras. Portanto se você quiser ficar seguro quanto à sã doutrina, permaneça dentro daquilo que foi revelado pelo Espírito nos livros inspirados que tem aí mesmo em sua Bíblia. Confiar em registros científicos, históricos ou arqueológicos, que mudam com cada nova descoberta, ou em textos que não passaram pelo crivo de irmãos do início da igreja, que sabiam quais circulavam entre as assembleias e quais eram incongruentes com a doutrina, colocará você em um terreno pantanoso.

Existem muitas provas da inspiração dos livros que temos na Bíblia, seja no Antigo ou no Novo Testamento. Neste você descobre detalhes que seriam impossíveis de ser conhecidos por qualquer um dos autores usados pelo Espírito de Deus, por terem sido coisas que ocorreram quando não tinha mais ninguém por perto para relatá-las, ou que envolviam os sentimentos do Senhor ou a opinião que o próprio Deus tinha de alguém. Por exemplo, como Lucas iria saber que Zacarias e Isabel "eram justos aos olhos de Deus" (Lc 1:6), se o próprio Deus não tivesse lhe revelado esta impressão? Ou como poderia escrever da angústia de Jesus e as palavras de sua oração no Monte das Oliveiras quando ele orou sozinho? Ou de seu suor, como gotas de sangue e do anjo que o confortava, se os discípulos estavam dormindo e ninguém mais viu aquilo? (Lc 22:40-43). Tudo isso está naquele evangelho mas geralmente lemos sem prestar atenção suficiente para perguntar: Como é que Lucas sabia?!

Veja que interessante estas duas citações de 1 Timóteo 5:18: "A Escritura diz: 'Não amordace o boi enquanto está debulhando o cereal', e 'o trabalhador merece o seu salário'". Paulo cita uma passagem do Antigo Testamento e outra de Lucas 10, chamando ambas de "A Escritura", termo comumente usado pelo Senhor e pelos discípulos para se referir à Palavra de Deus. Paulo, que escreveu pouco depois de Lucas, já atribuía ao seu texto o status de Sagradas Escrituras. E Pedro, no capítulo 3 de sua segunda carta, chama de "escrituras" também as cartas de Paulo. Crer em Jesus implica crer também na Bíblia como a inerrante Palavra de Deus. Afinal, como você teria conhecido Jesus se não fosse pela revelação feita aos quatro evangelistas e confirmada pelas epístolas dos apóstolos?

Existe hoje um "Livro de Enoque" apócrifo, mas tudo indica que foi escrito poucos séculos antes da era cristã por alguém que queria se passar por Enoque ou que fez uma compilação de lendas atribuídas a Enoque. Ou pode até ter sido escrito depois de Judas escrever sua epístola e seu autor ter se apropriado da citação feita por Judas, não sabemos. Mas não existe qualquer evidência de que Enoque tenha deixado um livro que teria escapado das águas do dilúvio para chegar aos nossos dias. Muitos — talvez a maioria — dos que me escrevem perguntando sobre o apócrifo "Livro de Enoque" nunca leram todos os livros inspirados da Bíblia e já estão querendo se ocupar com apócrifos (existem dezenas deles). Minha sugestão sempre é: Depois que você terminar de ler e entender tudo o que a Bíblia diz, aí pode dar uma espiadinha nos apócrifos. Se sobrar tempo, evidentemente.

http://www.respondi.com.br/2015/08/teria-judas-citado-o-livro-de-enoque.html

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana