As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE "assunto"+"mario persona" NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Pesquisar este blog

O Deus de Davi era o diabo?



https://youtu.be/7LZSmnsUEFw

Você citou o versículo 9 do cântico de Davi em 2 Samuel 22 onde fala de Deus como um que soltava "fumaça de suas narinas, e da sua boca um fogo devorador; carvões se incenderam dele." Então você pergunta: Acaso isso não seria a descrição de um dragão? E o dragão não é o próprio Satanás?

Existe uma corrente satânica hoje que vem travestida de cristianismo e tenta provar que o Jeová do Antigo Testamento seria Satanás, enquanto Jesus seria o Deus do Novo Testamento. Dentro dessa perspectiva diabólica o que os seus falsos profetas dizem é que Cristo teria vindo nos salvar de ninguém menos que Jeová. É de surpreender a audácia e irreverência dos ministros do diabo, que não percebem que o Jeová severo do Antigo Testamento não é outro senão o mesmo Jesus manso dos evangelhos. E é também o severo Filho do Homem de Apocalipse — o próprio Cristo — vindo em sua roupagem de Juiz.

No capítulo que você citou Davi profetiza, como figura que é de Cristo. Em suas palavras desde o versículo primeiro ele fala de livramento e refúgio que encontra no Senhor e de como clamou e foi ouvido. "Cordas de inferno me cingiram; encontraram-me laços de morte. Estando em angústia, invoquei ao Senhor, e a meu Deus clamei do seu templo ouviu ele a minha voz, e o meu clamor chegou aos seus ouvidos" (2 Sm 22:6-7). Repare no paralelo que o clamor de Davi tem com o clamor de Jesus: "O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia." (Hb 5:7).

Então Deus reage em ira e indignação contra este mundo que rejeitou seu Filho, como fez na cruz e fará ainda na Grande Tribulação, quando estiver tratando com um Israel apóstata: "Então se abalou e tremeu a terra, os fundamentos dos céus se moveram e abalaram, porque ele se irou. Subiu fumaça de suas narinas, e da sua boca um fogo devorador; carvões se incenderam dele." (2 Sm 22:8,9).

Compare este versículo com o que aconteceu na morte e ressurreição do Senhor: "E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras... E eis que houvera um grande terremoto, porque um anjo do Senhor, descendo do céu, chegou, removendo a pedra da porta, e sentou-se sobre ela." (Mt 27:51; 28:2).

A "fumaça de suas narinas, e da sua boca um fogo devorador" estão bem de acordo com Deus agindo em juízo contra o mundo. Tudo isso você verá acontecendo no livro de Apocalipse quando Cristo voltar para julgar as nações. "Porque o nosso Deus é um fogo consumidor." (Hb 12:29). Isaías fala bem desse caráter judicial do Senhor:

"Do Senhor dos Exércitos serás visitada com trovões, e com terremotos, e grande ruído com tufão de vento, e tempestade, e labareda de fogo consumidor... Eis que o nome do Senhor vem de longe, ardendo a sua ira, sendo pesada a sua carga; os seus lábios estão cheios de indignação, e a sua língua é como um fogo consumidor... E o Senhor fará ouvir a sua voz majestosa e fará ver o abaixamento do seu braço, com indignação de ira, e labareda de fogo consumidor, raios e dilúvio e pedras de saraiva... Os pecadores de Sião se assombraram, o tremor surpreendeu os hipócritas. Quem dentre nós habitará com o fogo consumidor? Quem dentre nós habitará com as labaredas eternas?" (Is 29:6; 30:27, 30; 33:14)

As trevas são também sinal de juízo, como as que caíram sobre a terra por três horas enquanto Jesus recebia todo o juízo descrito nestes versículos: "E por tendas pós as trevas ao redor de si" (2 Sm 22:12). Trevas serão também a porção eterna dos ímpios que rejeitaram a graça de Deus. "Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes." (Mt 25:30).

Agora deixo a você como lição de casa de ler o restante do capítulo bem atentamente para tentar identificar tudo o que ali tem um paralelo no Novo Testamento referindo-se a Cristo.

Estes links poderão ajudar a entender melhor:

http://www.respondi.com.br/2012/06/jeova-seria-o-pai-de-jesus.html
http://www.respondi.com.br/2012/06/como-pode-jesus-ter-sido-jeova.html
http://www.respondi.com.br/2017/06/como-jesus-pode-ser-mesma-pessoa.html

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana