As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE "assunto"+"mario persona" NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Pesquisar este blog

O que sao doutrinas de demonios?



https://youtu.be/9Q2GrFFyZFE

Você perguntou quais seriam as "doutrinas de demônios" e contexto da passagem que citou pode nos dar algumas pistas do que seriam essas doutrinas: "Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios" (1 Tm 4:1)

Os "alguns" que "apostatarão" da fé são pessoas que apenas professam crer em Jesus, mas nunca nasceram de novo. A maior parte da população do mundo que se identifica como cristã não é convertida de verdade. Um dado interessante é o da população da Suécia, que tem dez milhões de habitantes e, segundo o censo, 6,3 milhões de cristãos membros da Igreja da Suécia, a denominação oficial. No entanto é o país menos religioso do ocidente, porque apesar de mais da metade da população trazer "cristão" no documento por ter sido batizado, apenas 15% dizem crer na existência de algum Deus. Boa parte da população é formada por agnósticos ou ateus. A Igreja da Suécia tem até bispo ateu, o que faz dela apenas uma instituição de caridade ou de atividades sociais. A razão desses números que não fazem sentido é que até 1996 cada bebê que nascia era obrigatoriamente registrado como membro da Igreja da Suécia, do mesmo modo como antigamente cada brasileiro era logo batizado e feito membro da Igreja Católica.

Os "últimos tempos" é um período estendido em contraste com os "últimos dias" que aparece em 2 Timóteo 3 e outras passagens. Portanto a expressão inclui também o primeiro século e é fácil perceber isso lendo Apocalipse 2:2 que fala da Igreja que está em Éfeso, que profeticamente representa essa época, embora os "últimos tempos" não fiquem restritos a ela. "Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos." Paulo já falava em sua carta aos Coríntios dos falsos apóstolos identificando-os como agentes de Satanás:

"Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras." (2 Co 11:13-15).

Um falso apóstolo, profeta ou mestre não fala de acordo com a Palavra de Deus, mas segundo sua própria carne ou, na pior das hipóteses, por influência demoníaca. Por isso é muito comum encontrarmos doutrinas de demônios nos púlpitos da cristandade, e um crente com discernimento irá logo identificá-la porque ela dará glória e mérito ao homem e não a Deus. Portanto você não precisa ir a uma sessão espírita para ouvir espíritos enganadores. É bem possível encontrá-los em igrejas da cristandade ocupando até mesmo posições de liderança ou nos programas católicos e evangélicos no rádio e TV.

Os agentes do diabo, que aparecem como aves do céu arrebatando a semente lançada pelo Semeador em Mateus 13:4, 19 são as mesmas aves aninhadas na grande árvore da semente de mostarda em Mateus 13:31-32, e voltam a aparecer na queda da Babilônia, a Grande Meretriz em Apocalipse 18:2. Os espíritos enganadores estão confortavelmente instalados na cristandade professa ensinando suas "doutrinas de demônios". A "a grande Babilônia" — que será a cristandade no futuro, vazia de Cristo e de cristãos genuínos — "se tornou morada de demônios, e covil de todo espírito imundo, e esconderijo de toda ave imunda e odiável.".

A passagem de 1 Timóteo continua: "Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência" (1 Tm 4:2).

A primeira característica dos falsos apóstolos, profetas ou mestres deste versículo é a hipocrisia ou fingimento. Em 2 Timóteo 3 Paulo vai falar dos que têm "aparência de piedade, mas negando a eficácia dela" (2 Tm 3:5). Se ler do versículo 1 ao 9 de 2 Timóteo 3 verá mais sobre esses falsos mestres da cristandade. A cauterização da consciência de que fala o versículo é um distúrbio conhecido da psicologia e psiquiatria como mitomania, encontrada em mentirosos de carteirinha, que mentem tanto que um dia já nem são capazes de distinguir o que é verdade o que é mentira. Uma frase atribuída a Lenin, Hitler, Goebbels e outros define isso assim: "Uma mentira contada repetidas vezes se torna verdade".

Muitos desses pregadores de falsas doutrinas que você encontra em igrejas e programas de rádio e TV acabaram acreditando em suas próprias mentiras, de tanto repeti-las. Quando você vê um pregador com a maior cara de pau pedir que você compre uma Bíblia que ele oferece por um preço que daria para comprar duas dúzias delas numa livraria, dizendo que ela tem um poder especial de Deus para trazer prosperidade, provavelmente é um que já queimou os neurônios de seu cérebro que eram responsáveis pela vergonha na cara.

A passagem segue agora com duas doutrinas de demônios bem identificadas: "Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças; porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças. Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada." (1 Tm 4:3-5)

Estes versículos deixam claro que a proibição do casamento, como praticada no catolicismo romano para clérigos, é completamente oposta aos planos de Deus para o homem e a mulher. Portanto se essa ordem não veio de Deus só pode ter vindo da carne ou do diabo. Existem cristãos que se entregam ao celibato de vontade própria para poderem se dedicar mais ao Senhor, e isto é perfeitamente bíblico. Paulo escreveu: "E bem quisera eu que estivésseis sem cuidado. O solteiro cuida das coisas do Senhor, em como há de agradar ao Senhor; mas o que é casado cuida das coisas do mundo, em como há de agradar à mulher." (1 Co 7:32-33). Mas isto é um ato voluntário, não uma obrigação determinada por algum clero. O celibato obrigatório de padres e freiras deixou um rastro de séculos de crimes e pecados, como pedofilia e abortos de gestações originadas em relações entre padres e freiras. Além, obviamente, de crianças bastardas. Eu tinha um livro cuja autora era um dos sete filhos de um padre.

Portanto esta passagem nos fala de pelo menos duas doutrinas de demônios, e a segunda é a proibição de alimentos. Embora essa prática seja encontrada nas religiões pagãs, na cristandade ela foi estabelecida pelo catolicismo romano talvez como resquício de algumas leis do Antigo Testamento, ou até mesmo inventadas, como a proibição de comer carne vermelha na Semana Santa. Existem também as religiões adventistas que proíbem a carne ou ao menos a carne de porco. O casamento e os alimentos são criações de Deus, portanto não existe nada de errado em um cristão se casar ou se alimentar como bem entender, lembrando apenas de preservar a santidade do leito matrimonial e a saúde do corpo na hora de escolher seus alimentos.

Existem também outras doutrinas de demônios que são até mais graves, como a negação da divindade de Cristo, como pregada pelas Testemunhas de Jeová, Mórmons e religiões espíritas que se consideram cristãs, e também a negação da Trindade, encontrada em religiões unitarianas na cristandade.

Você poderá identificar outras doutrinas de demônios pela exaltação que fazem ao homem. Não estou falando apenas de igrejas que promovem celebridades como padres e pastores cantantes, ou shows de bandas com fãs dançando e gritando como se os artistas fossem deuses. Somente Cristo deveria ser exaltado em qualquer reunião de cristãos.

Qualquer doutrina que pregue a salvação por meio de boas obras não vem de Deus, portanto só pode vir da carne ou de demônios. A salvação pela fé enaltece a Deus, e não ao homem. Pregar uma salvação por boas obras ou pelo ascetismo ou autoflagelo nada mais é que dar ao homem o poder de salvar a si mesmo. Nem preciso falar aqui de algumas religiões ditas cristãs que afirmam que a salvação só pode ser encontrada naquela denominação ou organização eclesiástica. Isso também não vem de Deus.

Uma passagem que complementa bem o que Paulo escreve a Timóteo você encontra na epístola aos Colossenses 2:16-23:

"Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo. Ninguém vos domine a seu bel-prazer com pretexto de humildade e culto dos anjos, envolvendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão, e não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus. Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como: Não toques, não proves, não manuseies? As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; as quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne."

Aqui você encontra muitas pistas de doutrinas de demônios, como a proibição de certos alimentos e bebidas, a obrigação de celebrar dias de festa e de guardar o sábado, por não entender que isso existia sim na Lei dada a Moisés, mas eram sombras ou figuras das realidades que hoje desfrutamos em Cristo. Ali também fala de pessoas que dominam outras a seu bel prazer usando para isso argumentos de humildade, culto dos anjos e visões ou revelações. "Inchado em sua carnal compreensão e não ligado à cabeça" demonstra que isso é feito por pessoas soberbas que se acham profetas de Deus quando na verdade são profetas apenas de suas mentes carnais. Não estão ligadas à Cabeça, que é Cristo, a quem o cristão está diretamente subordinado.

Esses geralmente são os que carregam seus seguidores com leis, regras e ordenanças como "Não toques, não proves, não manuseies", chamadas aqui de "preceitos e doutrinas de homens", porque sua origem é puramente carnal. O que essas doutrinas têm de aparência de piedade, sabedoria, devoção, humildade e disciplina do corpo lhes falta em verdade e para nada servem senão para a satisfação da carne. Se você conhece um crente que se orgulha de vestir-se de determinada maneira, usar o cabelo ou a barba de um certo jeito, ou de fazer obrigações cerimoniais que outros não fazem, comparando-se a outros cristãos e gabando-se de seus jejuns, piedade e contribuições, como o fariseu de Lucas 18, então saberá de quem estou falando.

Resumindo, doutrinas de demônios são aquelas que podem tanto vir diretamente dos demônios que influenciam falsos profetas e mestres, como também da carne, sempre visando exaltar o homem e não a Cristo. Os demônios nunca querem que Cristo tenha a preeminência. Também fica fácil identificar tais doutrinas porque elas não estão de acordo com a sã doutrina. Você não precisa conhecer todas as doutrinas da carne ou de demônios, basta conhecer a sã doutrina e a voz do Pastor, que é Cristo o Senhor. Assim você estará apto a identificar tudo o que soar fora de tom, como um bom músico sabe identificar um instrumento desafinado bastando ouvir uma nota só. Portanto sua segurança não está em se aprofundar em conhecer a voz de estranhos, mas só a do Pastor.

"E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas de modo nenhum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos. As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão. Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai." (Jo 10:4-5, 27-29).

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana