As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE "assunto"+"mario persona" NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Pesquisar este blog

Se Jesus e' o Verbo ou Palavra, entao a Biblia e' Jesus?



https://youtu.be/BQCAkGN0oDU

Você leu no primeiro capítulo do Evangelho de João que Jesus é chamado de Verbo (Logos), que é a palavra de Deus em ação, e queria saber se a Bíblia, que é também a Palavra de Deus, seria Jesus. Não, a Bíblia não é Jesus, mas a Bíblia é a Palavra de Deus. Os que geralmente criam essa confusão de termos possuem uma agenda oculta, que é tentar desacreditar que a Bíblia, o volume todo, seja a Palavra de Deus para então afirmar que a Bíblia meramente contém a Palavra de Deus em suas páginas. Segue-se a passagem que mencionou:

"No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez." (Jo 1:1-3).

Se prestar atenção na passagem verá que João não está dizendo "Jesus é o Verbo", mas que "no princípio era o Verbo". O verbo está no passado porque ali quando tudo foi criado Jesus, o Filho eterno de Deus, estava presente na qualidade de Verbo ou expressão criadora de Deus. Obviamente Jesus é o Verbo de Deus porque é por intermédio dele que tudo foi criado. Mas não é como alguns tentam ensinar que se temos Jesus já nem precisamos da Bíblia porque temos Jesus e ele é a Palavra de Deus.

Veja estas passagens:
"No princípio criou Deus [Elohim] os céus e a terra." (Gn 1:1).
"Porque falou, e foi feito; mandou, e logo apareceu." (Sl 33:9).
"Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente." (Hb 11:3).
"Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste." (2 Pe 3:5).

Todos elas nos falam do poder criador do Verbo ou Palavra de Deus, e é ela também que sustenta todas as coisas criadas para que não deixem de existir ou entrem em colapso. Ou por que você acha que o Universo funciona de maneira ordenada, tanto no macro quanto no microcosmo?

"O qual (Filho de Deus), sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder" (Hb 1:3).

Essa mesma Palavra de Deus que teve poder para criar e tem poder para sustentar todas as coisas é a que cria ou gera de novo uma criatura:

"Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre." (1 Pe 1:23). 
"Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas." (Tg 1:18).

Assim o Verbo (em grego Logos) ou Palavra de Deus é o princípio ativo das ações de Deus, assim como a fala de alguém é a expressão de seus pensamentos. O nome Elohim que aparece no primeiro versículo da Bíblia é uma palavra hebraica plural porque inclui o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Portanto, na Criação estava Jesus, o Verbo, não com o Pai, mas com Deus (Elohim) porque estava inserido na Trindade criadora.

Ao ler o versículo 14 do primeiro capítulo do Evangelho de João sua dúvida desaparece, porque não faria sentido dizer que o Verbo é Jesus e concluir que Jesus é a Bíblia, porque aí teríamos de acreditar que a Bíblia seja feita de carne: "E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade." (Jo 1:14).

O Morrison Concise Dictionary traz:

"O VERBO: Uma designação do Senhor Jesus, empregada por João na abertura de seu evangelho, e mencionada em Lucas 1:2. O Verbo (ou Palavra) é Logos (em grego λόγος), que ocorre constantemente no Novo Testamento e pode ser traduzido como palavra, citação, fala, etc. Em João 1 é o Verbo que está em vista, e essa afirmação claramente denota três coisas a respeito da Pessoa do Senhor Jesus Cristo.

1. Sua existência eterna: 'no princípio era o Verbo'; 'todas as coisas foram feitas por ele'.
2. Sua verdadeira deidade: 'o Verbo era Deus'.
3. Sua personalidade distinta: 'O Verbo estava com Deus'.

Como o Verbo, o Senhor Jesus é a substância e a expressão da mente de Deus em relação ao homem, e o termo cobre o que ele era na terra para o homem, a saber, vida, luz e amor. Veja também Apocalipse 19:11-13: 'E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga e peleja com justiça... e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus'. 

Alguém já disse que Logos (λόγος) apresenta 'o inteligente e o inteligível'. O mesmo termo grego (traduzido como 'a Palavra') é usado para expressar as Escrituras e a verdade pregada. At 16:6; At 17:11; Gl 6:6; Fp 1:14; 1 Ts 1:6; 1 Pe 2:2, 8; 1 Pe 3:1; 2 Pe 3:7; 1 Jo 2:7; Ap 3:8."

Hoje temos um exemplo que pode ajudar a enxergar melhor o que é o Verbo ou Cristo como princípio criador de Deus. Existem impressoras 3D ou tridimensionais usadas na indústria para criar peças. O programador cria no computador um desenho da peça e depois o computador envia as instruções, ou código, ou sua "palavra" computadorizada, para a impressora que transforma aquela linguagem computacional em um objeto tangível tridimensional. Este é um exemplo tosco e simples de como a palavra ou linguagem pode criar algo tangível.

por Mario Persona


Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana