As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE "assunto"+"mario persona" NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Pesquisar este blog

Como duvidar, se o pregador falou "em nome de Jesus"?



https://youtu.be/bRqjmUvCjWQ

Você contou o caso de alguém que foi a uma igreja evangélica e o pregador teria profetizado em nome de Jesus que essa pessoa teria um câncer do lado direito do rosto. Muitos meses depois a pessoa foi diagnosticada pelos médicos com câncer do mesmo lado do rosto, e você pergunta como tal profecia não poderia ser de Deus, já que o pregador a fez "em nome de Jesus". Será que ele poderia ter feito um milagre assim se não viesse de Deus?

Se eu dissesse agora, "Em nome do Zuckerberg eu determino que hoje o Facebook seja fechado!", será que o Facebook deixaria de funcionar? Não, simplesmente porque eu não tenho a autoridade que finjo ter ao dizer isso. Percebe que o fato de o pregador dizer que está fazendo algo "em nome de Jesus" não quer dizer nada? Muitos usam "Em nome de Jesus!" ou "O sangue de Jesus tem poder!" como se fosse uma palavra mágica, uma versão cristã de "Abracadabra!", "Alakazam!", "Shazam!" ou "Eu tenho a força!".

O pregador que você mencionou pode até fazer acontecer coisas de arrepiar, mas quem garante que vem mesmo de Deus? Janes e Jambres, os magos de Faraó que tinham pacto com o diabo e recebiam o poder vindo das trevas, imitavam os sinais que Moisés fazia pelo poder de Deus. Por isso o simples fato de alguém proferir a frase "Em nome de Jesus!" não significa que isso venha mesmo de Jesus.

Uma pessoa esclarecida sabe muito bem que os milagres que acontecem nesses cultos pentecostais também acontecem no terreiro de macumba, na mesa branca do espiritismo, nas magias do pajé da amazônia e nos templos dos monges do Tibete. A diferença é que eles não declaram "em nome de Jesus" como esse pregador declarou, ou "em nome do Zuckerberg" como eu declarei e nada aconteceu. Não se iluda achando que nada acontece nas religiões espiritualistas como a macumba, espiritismo, magia e xamanismo, pois nesse meio as coisas realmente acontecem, mas não vindas de Deus.

Se o diabo em Mateus 4 tinha poder para transportar Jesus do deserto a um alto monte e também ao pináculo do Templo de Jerusalém, você acha que ele não seria capaz de diagnosticar uma doença? Elefantes já previram tsunamis, pássaros sabem quando vai acontecer um terremoto, formigas detectam que vai chover mesmo vivendo em formigueiros subterrâneos, e cães conseguem farejar câncer, diabetes e outras doenças com um diagnóstico precoce bem antes dos médicos.

Um gato morando num asilo nos Estados Unidos previu a morte de pelo menos cinquenta residentes com alguns dias de antecedência. Ele mudava de comportamento para com aquela pessoa e todos sabiam que ela iria morrer. Se até cães e gatos conseguem tamanhas proezas, por que você acha que demônios e anjos caídos não seriam capazes de fazer previsões, diagnósticos e muito mais?

Portanto não se fie no que alguém diz ou faz só porque a pessoa disse que faz "em nome de Jesus". Eu tentei parar o Facebook "em nome de Zuckerberg" sem estar realmente autorizado pelo seu fundador. O próprio Senhor nos ensina a não confiar em pessoas que fazem milagres só porque fazem milagres em nome de Jesus. Sabe qual será o diferencial do anticristo quando se manifestar? Uma extraordinária capacidade de exibir poder exibindo sinais e prodígios ou milagres. E sabe qual o perfil das pessoas que cairão na conversa dele? Aqueles que vivem correndo atrás dessas coisas. "A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem." (2 Ts 2:9-10).

Mas não é só o anticristo que será capaz de realizar milagres. Jesus avisou dos muitos falsos cristos e falsos profetas que surgiriam: "Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos." (Mt 24:24). "Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo." (1 Jo 4:1).

A principal maneira de se provar se algo vem ou não de Deus é perguntar: A quem isso glorifica, a Deus ou ao homem? Um pregador que viva fazendo adivinhações e tenha ficado rico e famoso por isso certamente não é alguém que esteja glorificando a Deus. Ele está sendo admirado, paparicado e seguido por multidões e não tem nem um pouco o espírito de João Batista, que dizia, "É necessário que ele cresça e que eu diminua." (Jo 3:30). Jesus e seus discípulos não faziam milagres para se exibir, mas para a glória do Pai.

Tenho uma outra técnica que é bastante simples para detectar se algo vem ou não de Deus: basta verificar se a pessoa está pedindo dinheiro para fazer aquilo. Digo isto porque NINGUÉM na Bíblia pedia dinheiro para curar ou realizar milagres. Ou melhor, alguns pediram sim, como fez o servo de Eliseu, mas foram amaldiçoados: Disse-lhe Eliseu: "Era isto ocasião para tomares prata e para tomares vestes, olivais e vinhas, ovelhas e bois, servos e servas? Portanto, a lepra de Naamã se pegará a ti e à tua descendência para sempre. Então, saiu de diante dele leproso, branco como a neve." (2 Rs 5:26-27). Pedir dinheiro para profetizar, curar ou fazer milagres é o que a Bíblia chama de "caminho de Balaão, filho de Beor, que amou o prêmio da injustiça" e "engano do prêmio de Balaão" (2 Pe 2:15; Jd 1:11).

Espero que de agora em diante você ligue seu desconfiômetro para saber que o ato de pedir dinheiro para realizar algum sinal ou milagre só é bíblico no sentido de que os falsos profetas na Bíblia também faziam isso. Quando uma obra é realmente de Deus o pregador não precisa pedir recursos às pessoas, ele irá pedir diretamente ao dono da obra, que é Deus. As passagens na doutrina dos apóstolos que falam de coleta não se referem a coleta para encher os bolsos de líderes religiosos e suas organizações, mas para atender às necessidades dos santos, como neste caso aqui:

"Ora, quanto à coleta que se faz para os santos, fazei vós também o mesmo que ordenei às igrejas da Galácia.No primeiro dia da semana, cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade, para que se não façam as coletas quando eu chegar. E, quando tiver chegado, mandarei os que, por cartas, aprovardes, para levar a vossa dádiva a Jerusalém". (1 Co 16:1-3).

Quando o pregador pede ou aceita dinheiro indistintamente a crentes e incrédulos, aí o alarme deve soar mais alto, porque o princípio bíblico é o de nunca aceitar nada que venha do "rei de Sodoma": "Então o rei de Sodoma disse a Abrão: Dá-me a mim as pessoas; e os bens toma-os para ti. Abrão, porém, respondeu ao rei de Sodoma: Levanto minha mão ao Senhor, o Deus Altíssimo, o Criador dos céus e da terra, jurando que não tomarei coisa alguma de tudo o que é teu, nem um fio, nem uma correia de sapato, para que não digas: Eu enriqueci a Abrão". (Gn 14:21). Muitos desses pregadores atuais seriam capazes de aceitar, não só a correia do rei de Sodoma, mas Sodoma inteira.

Disse Jesus: "Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade." Mateus 7:22-23

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana