As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE "assunto"+"mario persona" NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Pesquisar este blog

Qual o significado de ossos na Biblia?



https://youtu.be/I2e73vgUWcM

Os ossos são a parte mais durável de nosso corpo, que resistem por séculos ou até milênios após a morte. Talvez seja por isso que a Palavra de Deus use "ossos" como expressão de experiências profundas, duradouras e difíceis de desaparecer, sejam elas boas ou ruins.

Jó usa a expressão para descrever sua dor, sofrimento e miséria, ao dizer que "de noite se me traspassam os meus ossos" (Jó 30:17). Davi também demonstra sua angústia, quando diz: "Os meus ossos estão perturbados" (Sl 6:2) e depois, profeticamente, revela os sentimentos de desalento do Senhor Jesus na cruz, que diz: "Todos os meus ossos se desconjuntaram" (Sl 22:14) e "e os meus ossos se consomem" (Sl 31:10).

Em outra parte Davi mostra como o pecado não confessado afeta essa parte mais interior do ser humano, e o problema não passa até que uma confissão genuína seja feita: "Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia" (Sl 32:3). Davi volta a falar de ossos referindo-se a pecado no Salmo 38:3, ao dizer "Nem há paz em meus ossos, por causa do meu pecado". A expressão é repetida ainda outras vezes no livro de Salmos.

Em provérbios vemos os ossos em estado lastimável, não naquele que pecou, mas no marido que é vítima do mau proceder da esposa: "A mulher virtuosa é a coroa do seu marido, mas a que o envergonha é como podridão nos seus ossos" (Pv 12:4). No capítulo 14:30 do mesmo livro é a vez de a inveja aparecer como causadora da "podridão para os ossos", não do invejado, mas do invejoso. O versículo todo diz: "O sentimento sadio é vida para o corpo, mas a inveja é podridão para os ossos.".

Pessoas supersticiosas morrem de medo da inveja e do mau olhado de outros, e até usam amuletos e plantas na porta de casa achando que ficarão protegidas da inveja. O que elas não percebem é que o ato de invejar o que outra pessoa é ou possui causa mais mal a quem inveja do que ao que é invejado. Portanto se você for uma pessoa invejosa e encheu a entrada de sua casa de plantas como "Comigo-ninguém-pode", "Espada-de-São-Jorge" e "Arruda", se essas superstições realmente funcionassem você seria a primeira a não conseguir entrar em sua própria casa.

Voltando então aos ossos no sentido mais íntimo do ser, eles podem ser fortalecidos com "a boa notícia" (Pv 15:30), feitos saudáveis por "palavras suaves" (Pv 16:24), curados da sequidão por um "coração alegre" (Pv 17:22) e amolecidos pela "língua branda" (Pv 25:15).

Mas nada que venha do homem pode fortalecer, sanar ou amolecer quanto a consolação e restauração que vêm do Senhor, quando a Palavra de Deus descreve ossos, não com consistência seca de um bastão de cálcio, mas com a flexibilidade e vitalidade fresca de uma erva: "Eu vos consolarei... E vós vereis e alegrar-se-á o vosso coração, e os vossos ossos reverdecerão como a erva tenra" (Is 66:13).

Mas a passagem da Bíblia que fala de ossos e mais me impressiona a profecia de Ezequiel, toda ela dirigida a Israel e à restauração daquela nação no futuro. Muitos tentam aplicar a passagem à ressurreição individual de um salvo, mas sua aplicação primeira é no sentido do renascimento de toda uma nação, não de pessoas individualmente. O próprio Senhor explica que "estes ossos são toda a casa de Israel" e também "e vos trarei à terra de Israel". A passagem toda diz assim:

"Veio sobre mim a mão do Senhor, e ele me fez sair no Espírito do Senhor, e me pós no meio de um vale que estava cheio de ossos. E me fez passar em volta deles; e eis que eram mui numerosos sobre a face do vale, e eis que estavam sequíssimos. E me disse: Filho do homem, porventura viverão estes ossos? E eu disse: Senhor Deus, tu o sabes. Então me disse: Profetiza sobre estes ossos, e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do Senhor. Assim diz o Senhor Deus a estes ossos: Eis que farei entrar em vós o espírito, e vivereis. E porei nervos sobre vós e farei crescer carne sobre vós, e sobre vós estenderei pele, e porei em vós o espírito, e vivereis, e sabereis que eu sou o Senhor. Então profetizei como se me deu ordem. E houve um ruído, enquanto eu profetizava; e eis que se fez um rebuliço, e os ossos se achegaram, cada osso ao seu osso. E olhei, e eis que vieram nervos sobre eles, e cresceu a carne, e estendeu-se a pele sobre eles por cima; mas não havia neles espírito. E ele me disse: Profetiza ao espírito, profetiza, ó filho do homem, e dize ao espírito: Assim diz o Senhor Deus: Vem dos quatro ventos, ó espírito, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. E profetizei como ele me deu ordem; então o espírito entrou neles, e viveram, e se puseram em pé, um exército grande em extremo. Então me disse: Filho do homem, estes ossos são toda a casa de Israel. Eis que dizem: Os nossos ossos se secaram, e pereceu a nossa esperança; nós mesmos estamos cortados. Portanto profetiza, e dize-lhes: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu abrirei os vossos sepulcros, e vos farei subir das vossas sepulturas, ó povo meu, e vos trarei à terra de Israel. E sabereis que eu sou o Senhor, quando eu abrir os vossos sepulcros, e vos fizer subir das vossas sepulturas, ó povo meu. E porei em vós o meu Espírito, e vivereis, e vos porei na vossa terra; e sabereis que eu, o Senhor, disse isto, e o fiz, diz o Senhor." (Ez 37:1-14).

Nem tente aplicar isso ao que aconteceu em 1948 quando o Estado de Israel foi fundado e muitos judeus retornaram à sua pátria. Os que retornaram não se arrependeram de seus pecados e da rebeldia contra Deus, e retornaram no mesmo espírito em que estavam os mesmos judeus que crucificaram o Senhor e lançaram sobre si a maldição: "O seu sangue caia sobre nós e sobre nossos filhos." (Mt 27:25). O capítulo 37 de Ezequiel está falando de "toda a casa de Israel" (Ez 37:11) e não vemos o povo completo hoje na Palestina. Ali estão apenas os judeus, das tribos de Judá e Benjamim, faltando ainda as dez tribos dispersas que serão recolhidas dos "quatro cantos da terra" por anjos para serem levadas de volta à terra prometida e completarem o quadro. Esses são os cento e quarenta e quatro mil de Apocalipse 7, identificados ali por cada tribo.

Que esses ossos de Ezequiel 37 não se referem aos judeus que voltaram em 1948 basta observar os últimos versículos do capítulo. Eles falam de Deus fazer de TODAS as tribos "uma nação na terra" (Ez 37:22), congregada "de todas as partes" (Ez 37:21), fazendo com que "um rei será rei de todos eles, e nunca mais serão duas nações, nunca mais para o futuro se dividirão em dois reinos" (Ez 37:22).

Acaso é isto o que se vê em Israel hoje, com seu povo rebelde e alheio ao Messias? Como alguém poderia tentar identificar o povo que ali está com aquele do qual a profecia fala: "E meu servo Davi será rei sobre eles, e todos eles terão um só pastor, e andarão nos meus juízos e guardarão os meus estatutos, e os observarão" (Ez 37:24). Ora, os judeus que hoje vivem na Palestina condenaram o verdadeiro Davi à morte e ainda não se arrependeram disso! E o capítulo termina: "E os gentios saberão que eu sou o Senhor que santifico a Israel, quando estiver meu santuário no meio deles para sempre" (Ez 37:28). Tudo o que hoje existe no local não é o santuário ou Templo de Deus, mas uma mesquita muçulmana.

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana