As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE "assunto"+"mario persona" NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Pesquisar este blog

Como ser salvo e viver a vida crista se nao for pela Lei de Moises?



https://youtu.be/G3xZlaWfPRA

Nem a salvação, nem a vida cristã, são coisas que você consegue pela Lei dada Moisés, porque pela Lei vem o conhecimento do pecado. Não é a Lei que tem poder para salvar você ou mantê-lo no rumo em sua vida prática para fazer aquilo que agrada a Deus. Estas coisas você as têm somente por graça e por amor. Graça para salvação, e amor para viver uma vida que corresponda ao amor com que você foi amado pelo Pai.

João 1:17 diz: "Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo." Pedro, depois de discorrer sobre a preciosidade da revelação que veio por Jesus Cristo e que era uma incógnita para todos os profetas do Antigo Testamento (inclusive Moisés, a quem fora dada a Lei), arremata:

"Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas. Da qual salvação inquiriram e trataram diligentemente os profetas que profetizaram da graça que vos foi dada, indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir. Aos quais foi revelado que, não para si mesmos, mas para nós, eles ministravam estas coisas que agora vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho; para as quais coisas os anjos desejam bem atentar. Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios, e esperai inteiramente na graça que se vos ofereceu na revelação de Jesus Cristo" (1 Pe 1:9-13).

Esse "inteiramente" significa que, não é apenas para a salvação que dependemos da graça, mas também para o viver. Por graça somos salvos e por graça somos levados a amar a Deus, sua Palavra e nossos irmãos.William MacDonald escreveu:

"Depois de sua conversão, o apóstolo Paulo aprendeu que a Lei não era o caminho da salvação, e tampouco era a regra de vida de alguém que tinha sido salvo. O crente não está sob a Lei, mas debaixo da graça. Isto não significa que ele possa sair por aí fazendo o que bem entender. Ao contrário, isto significa que um verdadeiro senso da graça de Deus irá impedi-lo de até mesmo desejar fazer essas coisas. Habitado agora pelo Espírito de Deus, o cristão foi colocado em um novo nível de comportamento. Ele agora deseja viver uma vida santa, não por medo de castigo por ter quebrado a Lei, mas por amor por Cristo, que morreu por ele e ressuscitou. Quando estava debaixo da Lei o motivo era o medo, mas debaixo da graça o motivo é o amor. O amor é um motivo muito mais elevado que o medo. Os homens são capazes de fazer por amor coisas que jamais fariam por terror."

William Arnot escreveu: "O método de Deus para manter as pessoas em obediência é similar ao Seu método de manter os planetas em suas órbitas — deixando-os livres. Você não vê nenhuma corrente segurando esses corpos celestes para impedir que fujam do centro de suas órbitas. Eles estão sendo mantidos pelo elo de um princípio invisível... E é pelo invisível vínculo do amor — amor pelo Senhor que os comprou — que os homens redimidos são constrangidos a viver de maneira sóbria, justa e piedosa.".

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana