As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

O que é pecado?



https://youtu.be/YU4NSQUNmTs

O melhor é perguntar à Palavra de Deus: "O que é pecado?"

1 Jo 3:4 responde: "o pecado é iniqüidade" (Almeida Corrigida), "o pecado é rebeldia" (Almeida Atualizada), "sin is lawlessness" (Darby), "el pecado es transgresión de la ley" (Reina Valera).

A pior tradução é a Reina Valera, porque confunde "pecado" com "transgressão". Para haver transgressão é preciso haver um mandamento a ser quebrado.

As palavras "rebeldia" ou "lawlessness" caem melhor para "pecado", mesmo porque existe uma diferença entre a natureza e o fruto. Em sua natureza, o pecado é a ausência do princípio de sujeição, ou seja, pura rebeldia. Antes que houvesse a transgressão de Adão operou nele o pecado, ou seja, o domínio de sua própria vontade.

Portanto, o primeiro pecado foi e continua sendo fazer a própria vontade. Isso serve tanto para Lúcifer como para Adão.

Mais acessadas da semana