As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Existe uma contradição no Evangelho de Marcos 2:26



https://youtu.be/npgks2iNv08

Você citou uma suposta contradição em Marcos 2:26 porque quando se examina a passagem do Antigo Testamento que Jesus está citando (1 Samuel 21, 1-6) vê-se que Davi não teria feito aquilo quando Abiatar era o sumo sacerdote, mas, de fato, quando o pai de Abiatar, Ahimelec, o era.

Vamos examinar o texto:

"Como entrou na casa de Deus, no tempo de Abiatar, sumo sacerdote, e comeu os pães da proposição" Almeida, Revista e Corrigida (1694)

"how he went into the house of God, (at `Abiathar the chief priest,') and the loaves of the presentation did eat" Young's Literal (1862)

"how he entered into the house of God, in (the section of) Abiathar (the) high priest, and ate the shew-bread" J.N.Darby Translation (1890)


Repare que a expressão "no tempo de" da tradução em português aparece entre parênteses numa tradução literal e na de JN Darby porque não consta dos originais. Poderia ser lido "como entrou na casa de Deus e comeu os pães da proposição" ou "como entrou na casa de Deus a Abiatar sumo sacerdote e comeu os pães da proposição".

Ou seja, nos originais não existe o "no tempo de", portanto é perfeitamente possível que o Senhor se referisse a Abiatar por ter o seu sacerdócio marcado mais a Davi do que o de Aimeleque. Na literatura é comum termos épocas marcadas por alguns homens mais do que outros, e acabarmos nos referindo à época identificada por aquela personalidade.

Esse tipo de "caça ao tesouro" que os críticos fazem para tentar encontrar contradições na Bíblia é a diversão preferida de alguns também em outras áreas. Outro dia recebi um e-mail:

"assista ao comercial do Tribunal Superior Eleitoral que está sendo veiculado no ar pelas Tvs abertas. Ao final do mesmo, aparece um titulo de eleitor e qual não é a surpresa o nome da pessoa que lá está é Carlos Henrique Fernandes, podendo abreviar teremos CFH ou se formos mais inteligentes, FHC."

Ao amante de teorias conspiratórias que me escreveu alegando que aquilo era propaganda eleitoral proibida, respondi:

"Abra sua geladeira, pegue um ovo e examine com uma lente de aumento. Você verá um pelo."

Para entender a Bíblia é preciso levar em conta o por que de seu texto ter sido escrito. A Bíblia não é um texto histórico, embora traga registros históricos, não é um texto científico, embora possa acertar alguma coisinha, não é um texto legal, embora algumas partes tenham essa característica. A Bíblia é a revelação de Deus que aponta para Seu Filho.

"o testemunho de Jesus é o espírito de profecia". Apocalipse 19:10

Deus deu a Bíblia principalmente para falar de Cristo, desde Adão e Eva (Cristo e a Igreja), passando pelo animal inocente que morre para cobrir o pecado de Adão e Eva, por todos os sacrifícios do AT, até o coroamento das promessas, Jesus, e a explicação de tudo isso na doutrina dos apóstolos. Não é possível entender o AT sem os Evangelhos, e não é possível entender tudo isso sem as epístolas dos apóstolos.

Tudo o que foi escrito no AT teve sua função na época e tem sua função hoje para o cristão:

"Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos". 1 Coríntios 10:11

"De sorte que era bem necessário que as figuras das coisas que estão no céu assim se purificassem; mas as próprias coisas celestiais com sacrifícios melhores do que estes." Hebreus 9:23

"Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, que são sombras das coisas futuras" Colossenses 2:16,17


Perca isso de vista e você não vai entender o AT e nem o objetivo de Deus em Sua Palavra.

Por exemplo, "Não viu iniqüidade em Israel, nem contemplou maldade em Jacó" Nm 23:21 não quer dizer que Jacó não tivesse isso, mas que Deus não viu (não quis ver assim como lança no esquecimento os pecados dos que crêem em Jesus).

Se ler os dois livros de Samuel e compará-los com os dois livros de Crônicas verá vários episódios contados de maneira diferente e uma coisa chamará a atenção: em Samuel são detalhados muitos erros cometidos, em Crônicas esses detalhes não aparecem. O adultério de Davi, por exemplo, não aparece em Crônicas, que é um livro para a posteridade. Assim é o Deus que perdoa.

Em Juízes 4 Baraque é visto como um covarde que não quer cumprir sua missão se uma mulher, Débora, não for junto. Em Hebreus 11 ele aparece como um dos heróis da fé. Este último é o registro que Deus quer que permaneça. Assim é o perdão de Deus, algo que não existe nas religiões que exigem que o pecador pague por seus próprios pecados, negando a eficácia do sacrifício de Cristo, como ocorre no espiritismo.

Mais acessadas da semana