As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Como evitar a masturbação?

Creio que o problema com a masturbação e com outras práticas está na nossa falha em entender a diferença de como agir quando somos assediados pelo diabo e quando somos assediados pelas tentações da carne e pelo pecado.

Tiago 4:7 diz: "Sujeitai-vos, pois, a Deus, RESISTI AO DIABO, e ele fugirá de vós". Quando somos atacados pelo diabo, seja por circunstâncias adversas como aconteceu com Jó, seja por insinuações doutrinárias, devemos resistir. Devemos lutar aquela luta que é travada nos lugares celestiais, contra as hostes e potestades do mal. Deus nos dá uma armadura para isso e estamos bem equipados.

Mas quando o assunto é o pecado e as tentações, não existe uma exortação para resistirmos a elas simplesmente porque não conseguimos. Só de pensar em uma tentação fica mais propenso a cair nela, porque ela encontra uma resposta em minha carne. Apesar do crente ter hoje o Espírito Santo de Deus habitando em si, ele ainda tem também sua velha natureza ocupando o mesmo corpo, e não pode ser ingênuo ao ponto de querer controlá-la pela força de vontade. Não podemos.

Então a resposta de Deus para o pecado especificamente da carne é: "1 Coríntios 6:18 "FUGI da prostituição". Quando José, no Egito, foi assediado pela mulher de Potífar (Gn 39), ele não se sentou ao lado dela para discutir o assunto, mas correu, FUGIU. Não há como dialogar ou discutir com a tentação, mas há como evitar em boa medida os seus ataques. No caso da masturbação, é muito claro que situações insinuantes, filmes, novelas, revistas, fotos na Internet e um sem número de apelos podem despertar o desejo, por isso o crente deve fugir dessas coisas.

Mas é importante entender que, embora devamos evitar essas coisas, não é evitando elas que temos melhor comunhão com Deus, mas o caminho é inverso. Se estivermos em boa comunhão com Deus, vamos querer evitá-las. Neste caso o ato de fugir será uma consequência de andar perto de meu Senhor.

Gálatas 5:16 "Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne; Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei."

Veja também: http://www.respondi.com.br/2008/04/e-pecado-substituir-o-ato-sexual-por.html

Mais acessadas da semana

Loading...