As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Caim era pedófilo e cometeu incesto?



https://youtu.be/u6JfnnLglRc

Em resumo, sua dúvida é: Se Caim casou-se com uma irmã, esta devia ser pequena ainda, Caim poderia ser acusado de pedófilo e de ter cometido incesto? Sua dúvida faz parte da clássica pergunta "Com quem se casou Caim?" e todos os desdobramentos que essa pergunta pode trazer. Se você acha que essa dúvida é a mais complicada de resolver, eu diria que há ainda outra mais difícil ainda: Depois de se casar e ter um filho Caim edifica uma cidade para quem morar nela?

A resposta para esta e muitas outras questões semelhantes que você levanta nas Escrituras é: Não sabemos. Isso mesmo, não há informação suficiente para responder porque não estávamos lá e Deus não achou importante incluir no texto informações que não teriam qualquer relevância para o que Ele tinha para nos dizer.

Suponha que eu encontre uma pessoa que nunca conheceu a tecnologia moderna e diga a ela algo muito importante que ouvi de alguém com quem conversei hoje nos Estados Unidos. Por ignorar a existência do telefone ou da Internet, essa pessoa deixará de dar atenção à mensagem importante que tenho para dar a ela e se preocupará mais com a impossibilidade de alguém no Brasil conversar com alguém nos Estados Unidos sem viajar para lá.

Geralmente acontece algo semelhante quanto lemos a Bíblia querendo saber detalhes que Deus não achou importante incluir em suas linhas. A história de Caim e Abel tem uma mensagem importante, e esta não é com quem Caim se casou e nem se havia uma população suficiente no mundo para ele construir uma cidade. Se fosse, Deus teria nos dados detalhes disso, mas não deu, portanto qualquer especulação será apenas isso: especulação.

Não sabemos quanto tempo ocorreu entre o nascimento de Caim e Abel e dos outros filhos de Adão e Eva, não sabemos quantas pessoas já existiam no mundo quando Caim matou seu irmão e nem quanto tempo levou para ele se casar. Também não sabemos se ele se casou com uma irmã pequena para ser acusado de pedófilo, e nem se era mesmo uma irmã sua, para seu relacionamento ser considerado incestuoso. Lembre-se, porém, de que Deus só iria condenar o incesto séculos depois ao dar a Lei.

É tanta coisa que o texto não contém que se ficarmos preocupados com isso perderemos o principal, que é justamente aquilo que Deus está querendo nos falar por meio daquilo que o texto contém.

Da história toda, creio que o ponto mais importante está nestas passagens de Gênesis 4:

DEUS: Onde está Abel, teu irmão?

CAIM: Não sei; sou eu guardador do meu irmão?

DEUS: Que fizeste?... Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e vagabundo serás na terra.

CAIM: É maior a minha maldade que a que possa ser perdoada... da tua face me esconderei; e serei fugitivo e vagabundo na terra, e será que todo aquele que me achar, me matará.

DEUS: qualquer que matar a Caim, sete vezes será castigado. E pôs o SENHOR um sinal em Caim, para que o não ferisse qualquer que o achasse.

Sabe o que é importante em tudo isso? Deus está oferecendo uma oportunidade de perdão a Caim, chamando sua consciência à tona e, mesmo assim, Caim continua pensando só em si.

Deus diz que ele será fugitivo e vagabundo (errante), mas não diz que seu pecado é tão grande que não possa ser perdoado e nem mandou que Caim se escondesse da face de Deus.

Isso tudo foi idéia de Caim. O pecado nos torna ainda mais egoístas e nos colocamos até no lugar de Deus, determinando o que nós achamos que seja justo ou não para nós. É por isso que Caim diz que aquele que o achar irá matá-lo, mas Deus dá uma provisão para que isso não aconteça, prometendo castigar quem o ferir e ainda pondo uma marca em Caim para ser reconhecido e não ser ferido.

Você pode ver em tudo isso a graça de Deus tentando de todos os modos salvar um pecador, pois se não fosse assim Deus não teria nem perdido tempo iniciando um diálogo com Caim.

Agora eu pergunto: Com toda a profundidade e as lições que temos no texto, será que precisamos mesmo saber com quem casou-se Caim, se era sua irmã, e se era maior de idade?

Mais acessadas da semana