As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Como me precaver contra o erro?



https://youtu.be/4PGIwo7KlHY

Em nossos dias de tanta confusão, é preciso ser simples como a pomba, mas astuto como a serpente.

Mt 10:16 Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e símplices como as pombas.

Satanás não atua tanto como um leão rugindo ao redor (1 Pd 5:8), como fazia no princípio do cristianismo (e ainda faz em alguns países) pelo ataque violento contra os cristãos. Hoje ele atua mais como anjo de luz e seus ministros como ministros de justiça, para enganar.

2 Co 11:13-15 Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras.

Portanto hoje é preciso cautela, antes de afirmar se alguma coisa provém mesmo de Deus ou não. Por exemplo, ao ler um livro que fale de doutrina, vá para a última parte, para as conclusões. As heresias são construídas pouco a pouco pelos autores, como se quisessem ir acostumando o leitor e não chocá-lo com as afirmações finais. O fim do livro é onde o autor quer chegar, por isso comece por lá e julgue segundo a Palavra de Deus.

Outra dica: desconfie de todos os que vem com aquela conversa de que recebeu uma revelação de Deus, como se fosse um profeta ou apóstolo. Uma vez um sujeito veio até mim dizendo: "Irmão! Deus mandou que eu lhe diga algo!". Na mesma hora eu disse a ele que podia parar por ali, porque aquilo soava como uma ameaça. Como eu poderia julgar ou rejeitar o que ele iria me dizer se já começava dizendo ser uma mensagem recebida direto de Deus?

Foi dado a Paulo dar por completa a revelação da Palavra de Deus (no sentido em que ele trouxe a derradeira revelação acerca da Pessoa de Cristo e Sua igreja, o mistério que estava antes oculto - ver Ef 3 e Cl 1). Embora hoje possamos ser inspirados pelo Espírito Santo a fazer ou dizer uma coisa ou outra, nada disso tem a autoridade que têm as Escrituras e ninguém hoje pode falar como os apóstolos e profetas do Novo Testamento, aos quais foi dado lançarem os fundamentos (alicerce) da casa de Deus.

Ef 2:20-22 edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesu Cristo é a principal pedra da esquina; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor, no qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em espírito.

O que vem depois são simples pedras de parede, como eu e você, construídos sobre uma base sólida já estabelecida pelos apóstolos e profetas do Novo Testamento, a qual tem a Jesus como sua pedra angular.

1 Pd 2:5 vós também, como pedras vivas, vos edificai em casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus por Jesu Cristo.

Portanto, quando alguém lhe disser que teve uma revelação e que "Deus me disse isso..." ou "Deus me revelou aquilo...", acione o botão de alarme. Por que? Simples. Se alguém disser a você que Deus disse algo, como você irá contestar? Se discordar da pessoa estará discordando de Deus!

Uma vez me contaram o caso de um pastor que, no púlpito, sempre lembrava os presentes que o que ele falava ali era inspirado pelo Espírito Santo, portanto, se alguém discordasse ou saísse daquela denominação, estaria pecando contra o Espírito Santo e iria para o inferno. A questão é que Deus mesmo nos manda julgar tudo o que ouvimos, em especial quando os cristãos se reúnem:

1Co 14:29 "E falem dois ou três profetas, e os outros julguem". "Profetas" aí é no sentido de todo os que "proferem" algo da parte de Deus, mas não exatamente com autoridade divina, ou não seriam julgados.

Veja, por exemplo, isso que encontrei em um site na Web:

"Deus disse que eu deveria desenvolver um Site... veio a Palavra para criar este Site... conversando com Ele, que disse: “Quando virem a obra que irei realizar, os mais incrédulos dirão: “Só um Deus pode fazer isso.”... Todos os estudos bíblicos, revelações, experiências, escritos em geral e cânticos que havia recebido do Senhor há anos, agora seriam manifestados através do Site, o tempo determinado havia chegado... veio a Palavra ao entendimento que o Site deveria ser publicado no dia 7 de setembro, o Dia da Independência, Dia da Declaração da Liberdade. Não seria outra a data... Acordei nesse dia 6 de setembro, recebendo a Palavra da vontade de Deus: publicar o Site no dia seguinte."

Percebeu o que ele está fazendo? Quando diz que recebeu uma revelação de Deus, está barrando qualquer possibilidade de julgamento e crítica ao que ele escreve, porque está colocando o selo divino em suas próprias idéias. Como você vai discordar do que ele escreveu nesse site se ele diz que foi Deus quem mandou escrever?

Outra dica: Quando ler alguma coisa em algum site, é sempre bom procurar se existe uma seção onde diz em que as pessoas que criaram o site crêem. Uma vez recebi de uma pessoa alguns textos sobre profecia tirados de um site na Internet que pareciam até interessantes. Fui ao site e, na seção "Em que cremos", logo vi que negavam a divindade de Jesus. Ler qualquer coisa ali seria perder tempo com aqueles que escrevem no espírito do anticristo.

1 Jo 4:1-3 Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; E todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo.

Confessar que Jesus Cristo veio em carne é admitir sua pré-existência como o Filho Eterno de Deus, e não apenas como uma pessoa gerada e nascida neste mundo como qualquer um de nós, que tivemos nossa geração aqui como o início de nossa existência. Jesus é o Deus Filho, o Filho Eterno de Deus, que sempre existiu e se fez carne para entrar neste mundo, não para começar sua existência nele como um ser humano criado.

O que fazer quando alguém que não confessa que Jesus é Deus vindo em carne?

2 Jo 1:7-11 Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo.... Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras.

Mais acessadas da semana