As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Por que so Paulo manda as mulheres ficarem caladas?



https://youtu.be/0Y-Oq5EkvJ8

Não se trata de um capricho de Paulo, e entendemos isso quando cremos que toda a Palavra de Deus é inspirada. É preciso entender em que situação o Espírito Santo, através de Paulo, ordenou que as mulheres permaneçam caladas.

Em muitas partes da Bíblia Deus usou mulheres de maneiras extraordinárias. No livro de Juízes nos as vemos assumindo um papel no qual os homens vergonhosamente falharam. Nós ainda as vemos corajosamente aos pés da cruz e indo cedo ao sepulcro de Jesus, enquanto outros discípulos não tinham coragem de fazer o mesmo (exceto José de Arimatéia e Nicodemos). Foram elas também que testemunharam da ressurreição de Jesus aos discípulos.

Mas encontramos ordens claras quanto ao ministério das mulheres na Palavra de Deus. A restrição colocada por Paulo, inspirado pelo Espírito Santo e não por sentimentos machistas como acreditam alguns, é bem específica para quando a igreja está reunida. O contexto de 1 Coríntios 14 refere-se a uma situação específica, que é quando a igreja ou assembléia está reunida:

1Co 14:26-35 "Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais... como em todas as igrejas dos santos. As mulheres estejam caladas nas igrejas, porque lhes não é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei. E, se querem aprender alguma coisa, interroguem em casa a seus próprios maridos; porque é indecente que as mulheres falem na igreja".

Qualquer coisa menos que isso é pura desobediência à Palavra de Deus. Alguns alegam que tal restrição era apenas para a igreja em Corinto, uma idéia que cai por terra quando lemos o contexto. Há ainda quem afirme que se trata de uma questão cultural e de época, mas se assim for teremos que considerar que as passagens das cartas aos Coríntios que falam de fornicação, ou da carta de Paulo aos Romanos que trata do homossexualismo, também seriam ordenanças apenas para aquela época. Como em nossa época e cultura essas coisas são consideradas normais, então essas ordenanças poderiam ser consideradas caducas.

A Palavra de Deus coloca também restrições quando se trata de uma mulher ensinar doutrina:

1Tm 2:11-14 "A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição. Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão".

Resumindo: nas reuniões da igreja ou assembléia as mulheres devem permanecer caladas, e em outras ocasiões não deve ensinar doutrina, pois ela é mais sujeita a cair no engano. Eva foi enganada pela serpente, mas Adão não. Ele sabia que estava cometendo um erro.

Mesmo assim ainda existem muitas situações em que as mulheres podem testemunhar de sua fé e há um ministério no qual elas são particularmente especiais, que é no consolo aos enfermos e no ensino das crianças. No céu ficaremos surpresos quando descobrirmos quantos foram salvos ainda em sua infância por meio do cuidadoso ensino das Escrituras por sua mãe, avó, irmã ou outra mulher.

2 Tm 1:5; 3:14-15 "Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido. E que, desde a tua meninice, sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus... trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Lóide e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também habita em ti.".

Existe também o ministério das mulheres que ensinam as mais jovens:

Tit 2:3-5 "As mulheres idosas, semelhantemente, que sejam sérias no seu viver, como convém a santas, não caluniadoras, não dadas a muito vinho, mestras no bem, para que ensinem as mulheres novas a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos, a serem moderadas, castas, boas donas de casa, sujeitas a seu marido, a fim de que a palavra de Deus não seja blasfemada".

Mais acessadas da semana