As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

A profecia de Joel cumpriu-se em Pentecostes?



https://youtu.be/9pZPg5fa5_w

Sua dúvida é se Atos 2 é o cumprimento da profecia de Joel 2, considerando que Pedro diz: "Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel: E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne..."

Na Bíblia nós encontramos profecias que já se cumpriram, outras que se cumprirão, e outras que se cumpriram parcialmente. A queda de Tiro é um exemplo de uma profecia que começou a se cumprir, depois teve um intervalo de séculos, e terminou seu cumprimento.

De acordo com a profecia em Ezequiel 26, a cidade de Tiro seria arrasada, lançada no mar e suas muralhas iriam se tornar um enxugadouro de redes para os pescadores. Anos depois, em 573 A.C., Nabucodonosor II cercou a cidade por 13 anos e depois a tomou, destruindo‑a. Porém a cidade era, na verdade, dividida em duas: uma maior no continente, e outra fortificada numa ilha defronte à cidade continental. Nabucodonosor conseguiu tomar e destruir a cidade no continente, mas não a cidade fortificada na ilha. Até aí, a profecia havia sido cumprida somente em parte.

Em 332 A.C., Alexandre, o Grande, atacou a cidade fortificada e, para chegar até ela, fez com que os soldados lançassem ao mar as muralhas da cidade destruída por Nabucodonosor, fazendo, assim, um caminho ligando o continente à ilha. O que não era possível fazer com seus navios, Alexandre conseguiu construindo este istmo sobre o qual seu exército podia passar. Hoje esse caminho de pedras ainda existe e é usado pelos pescadores da região para enxugadouro de redes.

Há outras passagens na Bíblia como a de Joel, que são apresentadas mas por terem um cumprimento ainda parcial. Um exemplo é quando o Senhor Jesus abre o livro de Isaías para ler na sinagoga:

Luc 4:17-21  E foi-lhe dado o livro do profeta Isaías; e, quando abriu o livro, achou o lugar em que estava escrito: O Espírito do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados do coração, A pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A pôr em liberdade os oprimidos, A anunciar o ano aceitável do Senhor. E, cerrando o livro, e tornando-o a dar ao ministro, assentou-se; e os olhos de todos na sinagoga estavam fitos nele. Então começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos.

Naquele momento ele vinha como o Servo humilde, mas a continuação da profecia fala de sua vinda como Juiz e Vingador para estabelecer o seu reino milenial, que é o assunto do restante da profecia.

Se reparar na profecia de Isaías verá que Jesus parou antes de completar o texto, pois a conclusão em Isaías é: "... e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes; A ordenar acerca dos tristes de Sião que se lhes dê glória em vez de cinza, óleo de gozo em vez de tristeza, vestes de louvor em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem árvores de justiça, plantações do SENHOR, para que ele seja glorificado. E edificarão os lugares antigamente assolados, e restaurarão os anteriormente destruídos, e renovarão as cidades assoladas, destruídas de geração em geraçãoIs 61:2-final.

Para entender a profecia de Joel mencionada na passagem de Atos 2 é preciso lembrar três coisas:

1. Deus tem dois povos: um terreno (Israel) e um celestial (Igreja). Cada um tem suas promessas específicas e cada um o seu lugar prometido. Para Israel é a terra (e no futuro a nova terra) e para a Igreja é o céu. Então precisamos sempre ter em mente o que é dito para Israel e o que é dito para a Igreja.

2. A Igreja não existia no Antigo Testamento. Mesmo nos dias dos Evangelhos ela ainda era algo futuro. Por isso o Senhor disse "Edificarei a minha igreja" (Mt 16:18), com o verbo no futuro.

3. A Igreja não só não existia no Antigo Testamento, como era um segredo guardado por Deus para revelar a Paulo.

Efs 5:32  Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja
Col 1:24-26 ...que é a igreja; Da qual eu estou feito ministro segundo a dispensação de Deus, que me foi concedida para convosco, para cumprir a palavra de Deus; O mistério que esteve oculto desde todos os séculos, e em todas as gerações, e que agora foi manifesto aos seus santos;

Portanto você nunca encontrará profecias dirigidas especificamente à Igreja no Antigo Testamento, embora possa encontrar tipos e figuras, ou alguma profecia acerca de Israel que de algum modo afete a Igreja, o que parece ser o caso da profecia de Joel.Com base nestas coisas, Joel não podia estar profetizando especificamente a respeito da Igreja nos dias em que viveu, mas estava profetizando para judeus acerca de judeus e falando do futuro de Israel. Veja também que a profecia toda não se cumpre no dia de Pentecostes:

Joe 2:28-32 "E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões. E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito. E mostrarei prodígios no céu, e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça. O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR. E há de ser que todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo; porque no monte Sião e em Jerusalém haverá livramento, assim como disse o SENHOR, e entre os sobreviventes, aqueles que o SENHOR chamar".

Considerando que eram todos judeus os que estavam ali vendo e ouvindo as coisas de Atos 2, fazia muito sentido para eles perceberem que Deus estava cumprindo em parte da profecia de Joel, a qual todos eles conheciam. Ou então, considerando que a profecia toda irá se cumprir ainda no futuro, podemos dizer que Deus ali no dia de Pentecostes abriu uma fresta no que Joel profetizou para que eles tivessem um aperitivo do que será servido para Israel no futuro. "Os judeus pedem sinal" (1 Co 1:22), portanto aquilo fazia parte dos sinais que os judeus pediam, e Deus lhes deu, para que atendessem ao que Pedro insiste que façam em seguida:

Ats 3:19 Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor,

Pedro não precisaria dizer isso se a profecia de Joel tivesse se cumprido, pois com o Senhor descendo do céu na frente deles não haveria duvidas. Mas Pedro diz acertadamente que o que Joel previu estava acontecendo, isto é, a parte do Espírito de Deus sendo derramado, embora houvesse muito mais por vir, pois a maioria dos eventos citados na profecia não ocorreu no dia de Pentecostes.

O Espírito foi derramado ali, mas não "sobre toda a carne", como previa a profecia. A profecia toda se cumprirá no final do período da Grande Tribulação e antes da volta gloriosa de Cristo. Então sim haverá "prodígios no céu, e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça", o que também foi previsto por Mateus:

Mat 24:29, 30 E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas. Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.

Com a vinda do Senhor para reinar, aí sim o Espírito de Deus será derramado "sobre toda a carne", tanto sobre os gentios como os judeus, todos os que entrarem vivos no reino milenial, e isso será uma constante durante o reino de Cristo no mundo. Enquanto isso a Igreja já está no céu desde o arrebatamento, reinando com Cristo sobre a terra. Portanto os "últimos dias" de que falam a profecia de Joel, são os últimos dias de Israel neste mundo, antes do milênio, e não os últimos dias da Igreja.

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana