As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Devo me aprofundar em conhecer a “Nova Era”?



Há alguns anos eu recebia muitas perguntas sobre a “Nova Era”, mas isso hoje nem desperta mais muito interesse, talvez por não ser tão nova assim. Este movimento, se podemos chamá-lo assim, não é uma religião, mas todo um conjunto de religiões, ideias, filosofias, músicas, artes, dietas, e outras atividades que estão caminhando juntas na propagação da crença de que a presente era está terminando, para dar início a uma 'Nova Era'. Muitas coisas estão se unindo nesse propósito: astrologia, bruxaria, espiritismo, gnose, ocultismo, teosofia, yoga, medicina alternativa, etc. Não existe um líder humano por trás de tudo isso, mas Satanás certamente detém as rédeas desse movimento.

Não se trata, porém, de algo novo. Em 1981, quando eu morava em Alto Paraíso de Goiás, um lugar considerado místico por muitos simpatizantes da 'Nova Era' no Brasil, conheci um casal que fazia parte de um grupo empenhado no estabelecimento de sete campos de pouso (!) para discos voadores. Segundo eles, chegaria um momento em que os discos voadores iriam tirar deste planeta todas as pessoas espiritualmente 'atrasadas'. Então, com a Terra livre desses seres 'primitivos', chegaria um novo líder para trazer paz a este mundo.

Mostrei a eles que a Bíblia também afirma que haverá um dia em que certas pessoas serão tiradas da Terra antes da chegada de um novo líder. Só que será o próprio Senhor Jesus (e não um disco voador) quem virá buscá-las — a todos os que foram resgatados com o seu precioso sangue derramado na cruz do Calvário. Ele virá buscar os seus que estiverem vivos naquele momento e também os que morreram em Cristo. Todos serão transformados e levados para o céu, a fim de estarem para sempre com o Senhor. Então será revelado o iníquo, o qual enganará a todos os que não deram ouvidos à verdade. As passagens bíblicas são estas:

“Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele. Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.” (1 Ts 4:13-18).

“Agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado. Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado; e então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; a esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniquidade.” (2 Ts 2:6-12).

Neste final de tempos o diabo está trabalhando arduamente a fim de preparar mentes e corações daqueles que não creem na verdade, a fim de que recebam a mentira. Todavia, é importante entendermos que, enquanto a Palavra de Deus nos alerta para a existência do mal, ela nunca sugere que devemos nos ocupar com o mal. Não temos que nos aprofundar no conhecimento das doutrinas e práticas demoníacas para estarmos preparados para combatê-las ou nos defendermos contra elas. “E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as. Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe.” (Ef 5:11-12). “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.” (Ef 6:11). Repare que é "DE DEUS", e não do inimigo, a armadura com a qual devemos estar vestidos para podermos resistir às astutas ciladas do diabo.

É triste, mas a "Nova Era" terá ao seu serviço cristãos sinceros. Serão aqueles que desejam tornar-se "especialistas" no assunto, estudando suas doutrinas e participando de suas reuniões, sob o pretexto de poderem informar os cristãos dos perigos do movimento. Satanás, que é muito astuto, não hesitará em usar tais cristãos para tornar o movimento mais conhecido. Nenhum crente deve procurar aprofundar-se nas doutrinas ligadas à 'Nova Era' e nem participar de reuniões e palestras promovidas por seus adeptos. Aqueles que fazem isto, mesmo com o argumento de estarem se preparando para combatê-las, estão correndo um sério risco. Suas mentes podem ser contaminadas pelas mentiras de Satanás, que tem alguns milhares de anos de experiência em enganar o homem. Não seja tolo em se achar capaz de entrar nos domínios das trevas sem ser influenciado de alguma forma por elas. “Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo” (Cl 2:8). “Aparte-se do mal, e faça o bem; Busque a paz, e siga-a” (1 Pe 3:11).

Não precisamos nos tornar "especialistas" no mal para podermos nos desviar dele. Se tão somente nos ocuparmos com a verdade estaremos livres de enganos. Conta-se que um barqueiro pilotava seu barco por um rio cheio de perigosas rochas submersas, quando um dos passageiros lhe perguntou: "Você conhece todas as rochas perigosas deste rio?" "Não", respondeu o barqueiro; "Basta que eu conheça o canal por onde devo passar". Assim deve ser conosco também.

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana