As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE "assunto"+"mario persona" NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Pesquisar este blog

Qual foi o pecado dos filhos de Jo'?



https://youtu.be/anv3Io9lAgs

Você pergunta qual teria sido o pecado dos filhos de Jó para eles terem sido mortos prematuramente. E como Jó poderia ser consolado no final? Você conta que há três anos o Senhor levou seu filho prematuramente, vítima de uma cruel enfermidade, e que não consegue ser feliz sem ele e nem onde encontrar consolo para seguir em frente. Não consegue entender como Jó poderia ter se conformado, mesmo que Deus tenha lhe dado outros filhos.

Sinto pela perda e provação que você passou, mas se existe uma fonte de consolo, esta é o Senhor, e você não encontrará consolo em nada mais. Sobre sua pergunta, uma pessoa não precisa cometer pecado para morrer. Os filhos de Jó não necessariamente pecaram para merecer a morte. E Jó saiu consolado porque no final ficou com o dobro de filhos que tinha no início. Vou explicar.

Existem três razões para um salvo por Cristo perder a vida prematuramente.

1. Estar andando em pecado e não servir mais como testemunho de Deus na terra. Mesmo assim é "para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus." (1 Co 5:5). "Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo" (1 Co 3:15).

2. Porque sua carreira aqui terminou e Deus deu por encerrado seu trabalho, chamando-o para uma merecida aposentadoria no céu. "Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé." (2 Tm 4:6-7).

3. Porque Deus quer usar sua morte (ou doença, ou sofrimento etc.) como instrumento para a bênção e salvação de outros. Sansão morreu vencendo mais inimigos de seu povo do que tinha vencido em vida. "E disse Sansão: Morra eu com os filisteus. E inclinou-se com força, e a casa caiu sobre os príncipes e sobre todo o povo que nela havia; e foram mais os mortos que matou na sua morte do que os que matara em sua vida." (Jz 16:3). Mas certamente o exemplo de maior bênção vindo da morte prematura de alguém é o de nosso Senhor Jesus. "Em verdade, em verdade vos digo: se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer, produz muito fruto" (Jo 12:24).

Quanto aos filhos de Jó, se fizer as contas descobrirá algo maravilhoso. Sim, Deus permitiu que Satanás levasse seus filhos prematuramente, e eles eram num total de dez — sete filhos e três filhas. Também permitiu que o diabo matasse seus rebanhos: "E o seu gado era de sete mil ovelhas, três mil camelos, quinhentas juntas de bois e quinhentas jumentas" (Jó 1:2-3).

Agora repare no final, que Jó recebeu seus rebanhos em dobro. "E assim abençoou o Senhor o último estado de Jó, mais do que o primeiro; pois teve catorze mil ovelhas, e seis mil camelos, e mil juntas de bois, e mil jumentas. Também teve sete filhos e três filhas." (Jó 42:12-13).

Reparou que no final ele ficou com catorze mil ovelhas (tinha perdido sete), seis mil camelos (tinha perdido três mil) e mil juntas de bois (tinha perdido quinhentas) e mil jumentas? E os filhos? Também ficou com o dobro no final, pois Deus não tinha tirado seus filhos, apenas os tinha guardado em segurança no céu pelo período que Jó ainda passaria na terra. No final ele poderia voltar a encontrar seus filhos e no total ele terminou mesmo com o dobro: quatorze filhos e seis filhas.

por Mario Persona


Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana