As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Jesus morreu na cruz ou na estaca?



https://youtu.be/-t6eVYXUtrw

A técnica das Testemunhas de Jeová é a técnica dos mágicos. O mágico faz seus truques de modo a chamar a atenção do público para os movimentos da mão cujo movimento não tem qualquer importância, enquanto ele trabalha com a outra mão. Os TJ fazem isso com questões como a da cruz (que interpretam como estaca) e de alimentar-se com sangue (que interpretam como transfusão).

Na verdade até meados da década de 30, a própria logomarca das TJ era uma cruz dentro de uma coroa, como aparece na capa de sua revista "Torre de Vigia" de 1931 (veja no canto superior esquerdo da imagem abaixo).


Outras publicações também traziam figuras de Jesus numa cruz. Joseph Franklin Rutherford (o líder dessa religião na época e sucessor do fundador Charles Taze Russell) decidiu mudar a logomarca por consider errado que alguns cristãos transformassem a figura da cruz em objeto de culto. Muitos erros e heresias da cristandade têm sua origem em uma verdade, neste caso a idolatria de um objeto, Mas isso acaba se transformando num erro maior ainda e a religião precisa então inventar um modo de dar a isso uma sustentação bíblica ou histórica.

No caso da cruz é importante lembrar duas coisas. Primeiro, que a crucificação não era uma pena capital dos judeus, que apedrejavam os condenados, mas dos romanos. Há muitas referências históricas e arqueológicas que comprovam isso, inclusive ossos de condenados com escoriações ou perfurações de pregos e pernas quebradas.

Por levar alguns dias para um crucificado morrer, pois nenhum órgão vital era atingido, a condenação à morte por crucificação era, tecnicamente falando, uma condenação à morte por asfixia. As pernas do condenado eram  quebradas para ele perder o apoio e ficar pendurado. Devido à exaustão, o diafragma era incapaz de funcionar para executar o movimento da respiração.

O que pode não ser exato é a idéia que temos de Jesus carregando a cruz inteira nos ombros pelas ruas da cidade de Jerusalém o tempo todo. Embora João 19:17 fale que ele carregou sua própria cruz, os outros evangelhos complementam a cena com Simão, um homem de Cirene e pai de Alexandre e Rufus, como sendo a pessoa que os romanos obrigaram a carregar o madeiro.

Embora os céticos queiram enxergar aqui uma discordância entre os evangelhos, é comum vermos um evangelho complementar o outro, acrescentando fatos para termos uma imagem mais completa. Além disso, a fidedignidade do relato está na menção feita por Marcos do nome do homem que carregou a cruz, sua cidade de origem e quem eram seus filhos.

O moderno jornalismo exige que se mencione os nomes das pessoas relacionadas ao fato para comprovar sua veracidade. Como o evangelho foi escrito no tempo de vida das pessoas que testemunharam a cena, quem lesse na ocasião não poderia contestar por saber que os personagens citados podiam muito bem confirmar a história.

De qualquer modo, Cireneu e Jesus não devem ter carregado a cruz inteira, mas apenas a travessa superior. O condenado tinha suas mãos ou os pulsos pregados nessa travessa que era depois içada e presa a uma estaca fincada no solo. Dizer que alguém morreu "levantado", "na cruz", "no madeiro" ou "na estaca" pode estar igualmente correto neste sentido.

A questão se os pregos foram cravados nos pulsos, para o corpo poder ser sustentado pelos ossos carpais, ou se foram cravados nas mãos, cujos tecidos são incapazes de sustentar um corpo, não é importante. Os romanos podiam sim cravar as mãos e amarrar os braços, resolvendo o problema da sustentação.

A mão de mágico dos Testemunhas de Jeová tenta esconder o fato principal, que é a cruz, não a de madeira, mas o significado do sacrifício de Jesus para nos purificar de todos os nossos pecados. É essa a verdadeira "cruz" que os Testemunhas de Jeová negam quando pregam uma salvação baseada em obras e na filiação à sua sociedade e observância de suas regras.

Todavia, a cruz de Cristo, à qual Paulo e os outros apóstolos iriam se referir depois em Atos e nas epístolas era a obra de Jesus, mesmo porque o pedaço de madeira não teria em si mesmo qualquer poder mágico e nem deveria ser cultuado.

No link abaixo você encontra algo mais que escrevi sobre as Testemunhas de Jeová e suas doutrinas. A "mão de mágico" daquela organização procura esconder, não só o valor eterno e suficiente do sacrifício de Cristo para o pecador, mas esconde também o fato de Jesus ser Deus, o mesmo único Salvador do qual Jeová fala em Isaías 45:18-23.

Aqui vai, portanto, o que "a mão de mágico das Testemunhas de Jeová" quer realmente esconder quando chama a atenção dos incautos para questões como a da estaca X cruz. Compare o que o Antigo Testamento diz de Jeová com o que o Novo Testamento diz acerca de Jesus:

Is 45:18 "Porque assim diz o SENHOR (JEOVÁ) que tem criado os céus, O DEUS QUE FORMOU A TERRA, E A FEZ; ele a confirmou, não a criou vazia, mas a formou para que fosse habitada: Eu sou o SENHOR (JEOVÁ) E NÃO HÁ OUTRO.

Jo 1:1-3 "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e O VERBO ERA DEUS. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e SEM ELE NADA DO QUE FOI FEITO SE FEZ".

Is 45:21 "Quem desde então o anunciou? Porventura não sou eu, o SENHOR? Pois não há outro Deus senão eu; Deus justo e SALVADOR NÃO HÁ ALÉM DE MIM""

Lc 2:11 "Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje O SALVADOR, QUE É CRISTO, O SENHOR".

Is 45:22 "Olhai para mim, e sereis salvos, vós, todos os termos da terra; PORQUE EU SOU DEUS, E NÃO HÁ OUTRO".

1Jo 5:20 "E sabemos que já o Filho de Deus é vindo e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. ESTE É O VEDADEIRO DEUS e a vida eterna".

Is 45:23 "Por mim mesmo tenho jurado, já saiu da minha boca a palavra de justiça, e não tornará atrás; que DIANTE DE MIM SE DOBRARÁ TODO O JOELHO, E POR MIM JURARÁ TODA A LÍNGUA".

Rm 14:10-11 "Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo. Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que TODO JOELHO SE DOBRARÁ A MIM, E TODA A LÍNGUA CONFESSARÁ A DEUS". (Paulo falando de Jesus e citando Isaías)

Fp 2:10 "Para que ao nome de Jesus SE DOBRE TODO O JOELHO DOS QUE ESTÃO NOS CÉUS, E NA TERRA, E DEBAIXO DA TERRA, E TODA A LÍNGUA CONFESSE QUE JESUS CRISTO É SENHOR, para glória de Deus Pai".

Veja mais sobre as Testemunhas de Jeová aqui:
http://www.respondi.com.br/2005/06/o-que-so-as-testemunhas-de-jeov.html

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana