As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Satanas, Lucifer, rei de Tiro ou de Babilonia?



https://youtu.be/s0Fr1zfoBZI

O autor do texto que você indicou usa uma técnica comum, que é fazer uma afirmação equivocada e depois construir sua tese em cima do equívoco que ele próprio criou. Veja aqui:

"Também ensinam que ele estava no Éden e era perfeito, até que nele se achou iniqüidade. Ora, se sua queda só se deu no Éden, como é que ensinam que a grande catástrofe que destruiu a forma da terra se deu lá no princípio, quando ele caiu? E se ele caiu lá no princípio da criação, como é que no Éden ele ainda era perfeito?"

O equívoco de sua afirmação está em afirmar que a expressão "estiveste no Éden" ocorre simultânea à descrição "tu eras o selo da perfeição". Se eu disser que estive em São Paulo e usava camisa vermelha não significa necessariamente que estive em São Paulo de camisa vermelha. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. O texto a que ele se refere está em Ezequiel 28:11-19:

"Veio mais a mim a palavra do Senhor, dizendo: Filho do homem, levanta uma lamentação sobre o rei de Tiro, e dize-te: Assim diz o Senhor Deus: Tu eras o selo da perfeição, cheio de sabedoria e perfeito em formosura. Estiveste no Éden, jardim de Deus; cobrias-te de toda pedra preciosa: a cornalina, o topázio, o ônix, a crisólita, o berilo, o jaspe, a safira, a granada, a esmeralda e o ouro. Em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados. Eu te coloquei com o querubim da guarda; estiveste sobre o monte santo de Deus; andaste no meio das pedras afogueadas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que em ti se achou iniqüidade. Pela abundância do teu comércio o teu coração se encheu de violência, e pecaste; pelo que te lancei, profanado, fora do monte de Deus, e o querubim da guarda te expulsou do meio das pedras afogueadas. Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei; diante dos reis te pus, para que te contemplem. Pela multidão das tuas iniqüidades, na injustiça do teu comércio, profanaste os teus santuários; eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu a ti, e te tornei em cinza sobre a terra, à vista de todos os que te contemplavam. Todos os que te conhecem entre os povos estão espantados de ti; chegaste a um fim horrível, e não mais existirás, por todo o sempre".

Temos aí uma mescla de informações, tanto de antes da queda de Satanás, como depois da queda, e tudo isso ainda mesclado com recados dados ao "príncipe de Tiro" que era um ser humano, não angelical. E essas informações são de diferentes momentos e lugares, não necessariamente apresentadas de forma linear como a mente lógica e racional gostaria de pensar.

É preciso entender que, ao mesmo tempo em que vivemos no tempo que foi criado junto com a matéria, Deus é extra-tempo e tem uma visão eterna das coisas. Caso contrário, o sacrifício de Cristo não teria valor para quem morreu antes de seu sangue ter sido derramado na cruz. Não podemos ler a Bíblia com o pensamento linear de quem lê um livro de matemática ou de ciência. Ela é repleta de símbolos, de linguagem figurada, de poesia etc. O próprio Senhor falou de si mesmo como sendo a porta, a videira, o grão de trigo etc.

Se ler a passagem em Isaías 14 verá que ali está falando do Rei de Babilônia, porém ao mesmo tempo está revelando quem está realmente por detrás desse rei: Lúcifer ou "Portador de Luz", como seria a tradução do original "heylel". Compare várias traduções para ver que o nome varia:


(ARC) Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva!

(Biblia) Então! Caíste dos céus, astro brilhante, filho da aurora!

(Darby) How art thou fallen from heaven, Lucifer, son of the morning!

(LITV) Oh shining star, son of the morning, how you have fallen from the heavens!

(NVI) Como você caiu dos céus, ó estrela da manhã, filho da alvorada!

(YLT) How hast thou fallen from the heavens, O shining one, son of the dawn!

Mais algumas dicas para interpretar este texto:

1. Em 1 Timóteo 3:6 aprendemos que o pecado de Satanás foi a soberba: " para que não se ensoberbeça e venha a cair na condenação do Diabo".

2. Em Lucas 10:18 nos é dito que Satanás caiu do céu como raio, o que bate com a expressão "como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva (Lúcifer)" Is 14:12

3. Este que é chamado em Isaías 14 de "estrela da manhã", "filha da alva", "astro brilhante", "filho da aurora", "filho da alvorada", "brilhante", "Lúcifer" ou qualquer sinônimo usado em diferentes traduções pretensiosamente afirma que subirá acima de Deus: "Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus (anjos) exaltarei o meu trono".

4. O texto o sentencia "ao mais profundo do abismo" (Is 14:15), o que confere com o destino dado a Satanás

Nesse "tecido" que é a mensagem dita ao rei de Babilônia aqui em Isaías, e ao rei de Tiro em Ezequiel, você encontra fios que estão falando exclusivamente dos respectivos reis, e fios que falam do próprio Satanás como aquele que engana todo o mundo. Apo 12:9 "E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, que se chama o Diabo e Satanás, que engana todo o mundo".

Uma situação semelhante à dos textos que lemos em Isaías e Ezequiel é quando o Senhor Jesus diz a Pedro: "Para trás de mim, Satanás; porque não cuidas das coisas que são de Deus, mas sim das que são dos homens". Mt 8:33

Jesus falava ali ao mesmo tempo para Pedro, que estava na sua frente, e para Satanás, que era quem estava influenciando Pedro e colocando em sua boca palavras enganosas.

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana