As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Posso aprender apenas lendo a Biblia



https://youtu.be/H0NguVqL92A

A ideia de que precisamos apenas da Bíblia e de nada e ninguém para sermos edificados na fé pode soar espiritual, mas não é correta. Evidentemente a Palavra de Deus é "proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça". Mas será que foi assim que Deus determinou, que precisássemos apenas da Palavra de Deus e nada mais?

Se prestarmos atenção em todo o texto de onde tirei o trecho acima, veremos que há algo mais:

2Tm 3:14-17 Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.

Observe que Timóteo havia aprendido as Sagradas Escrituras desde criança de sua mãe Eunice e avó Lóide, duas mulheres que cumpriram seu papel ao ensinarem o Antigo Testamento ao pequeno Timóteo. Portanto, Deus usou pessoas para ensinarem as Escrituras a Timóteo.

Se formos a Atos 8 iremos encontrar um homem lendo Isaías em sua carruagem e Filipe, guiado pelo Espírito Santo a encontrar aquele viajante, indagando se ele entendia o que lia:

Ats 8:30 Entendes tu o que lês? E ele disse: Como poderei entender, se alguém não me ensinar?

Aquele homem tinha as Escrituras, mas dependia de alguém para lhe ensinar. Filipe é o evangelista que faz isso e o homem se converte a Cristo.

Em Atos 11 encontramos outros pregando o evangelho em Antioquia e vendo o resultado disso na conversão de muitos. Os que se convertem passam a ser ajudados por Barnabé, que os encoraja a permanecerem no Senhor, e depois manda vir Paulo para ajudar no ensino da Palavra.

Tudo isso está em harmonia com o que é ensinado em Efésios 4:

Efs 4:8-14 Por isso diz: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro, E deu dons aos homens... E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo.

O desejo de Deus não foi que as pessoas tivessem apenas acesso à Sua Palavra, mas Ele providenciou para que pessoas fossem capacitadas com dons -- apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres ou doutores -- para pregarem e ensinarem a mesma Palavra a outros para a edificação do corpo de Cristo. Você não pode simplesmente dispensar aqueles que Cristo não considerou supérfluos.

Portanto, você precisa sim da Palavra de Deus, mas no modo como Deus estabeleceu todas as coisas, irá precisar também dos dons para ouvi-la e entendê-la. Evidentemente se você estiver numa ilha deserta apenas com uma Bíblia nas mãos o Espírito Santo fará o necessário para você conhecer o que Ele desejar que conheça. Mas em condições normais é assim que funciona: a Palavra é pregada e ensinada por homens dotados pelo próprio Senhor Jesus para fazê-lo.

Hoje não temos mais apóstolos e profetas que existiam no início da Igreja para nos legarem os fundamentos e doutrina, mas já temos o volume completo da revelação de Deus e os dons de evangelista, pastor e mestre ou doutor, por meio dos quais o Espírito Santo faz a Sua Palavra chegar à nossa mente e coração. Desfrute deles para seu aprendizado, seja ouvindo-os ao vivo, seja em gravações ou por meio de seus escritos.

Obviamente o padrão pelo qual você deverá comparar e julgar todas as coisas continuará sendo a Palavra de Deus, e você deverá sim julgar tudo aquilo que as pessoas lhe ensinarem para não ser enganado por apóstolos fraudulentos ou hereges em busca de discípulos. Mas não caia no erro de pensar que não precisa de pessoas que lhe preguem o evangelho, caso não seja ainda convertido, ou que lhe ensinem a doutrina dos apóstolos, caso já faça parte do corpo de Cristo.

Pensar que pode dispensar os dons que Cristo deu, a fim de ficar apenas com a Bíblia, pode soar uma atitude muito espiritual, mas é biblicamente errada e egocêntrica. Nenhum de nós é auto-suficiente nas coisas de Deus. Precisamos uns dos outros para aprender.

1Co 12:20-31  Assim, pois, há muitos membros, mas um corpo. E o olho não pode dizer à mão: Não tenho necessidade de ti; nem ainda a cabeça aos pés: Não tenho necessidade de vós.... Ora, vós sois o corpo de Cristo, e seus membros em particular. E a uns pós Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas. Porventura são todos apóstolos? são todos profetas? são todos doutores? são todos operadores de milagres? Têm todos o dom de curar? falam todos diversas línguas? interpretam todos? Portanto, procurai com zelo os melhores dons; e eu vos mostrarei um caminho mais excelente.

Veja que além dos dons mostrados em Efésios, há outros de um caráter mais prático para questões do dia-a-dia. E antes que me pergunte como "procurar com zelo os melhores dons", entenda que Paulo não está escrevendo a indivíduos, mas a uma assembleia ou igreja. Não se trata do cristão que deve procurar os melhores dons para recebê-los, mas da assembléia identificar em seu meio os melhores dons para procurar desfrutar deles.

E os melhores dons são aqueles que edificam toda a assembleia e são exercidos em amor, não em vaidade e exaltação própria. Veja que ele continua o assunto no capítulo 14:

1Co 14:1 Segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar [aqui o sentido é de "proferir" a Palavra, transmiti-la]. Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios. Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação. O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja.

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana