fonte

Este site é anti-catolicismo?



https://youtu.be/qam3jQ-WME8

Não, não é anti-coisa-alguma, mas apenas uma forma de expressar o que encontro na Bíblia e responder a perguntas como a sua. Vejo que você é uma pessoa preocupada com verdade e coerência. Deve sofrer quando vê pessoas buscando o "cristo" que melhor se adapte a elas. Ou religiões que vestem a fantasia que melhor se adapte às pessoas que quer conquistar. De reacionários políticos a fãs da Xuxa.

Mas discutir religião não nos leva a lugar nenhum. Você deve ler a Bíblia. Se crê no Senhor Jesus e em Sua obra consumada na cruz do calvário como único meio de salvação, então irei encontrá-lo no céu, seja você católico, batista ou presbiteriano. Pelo menos é o que a Palavra de Deus nos promete.

Pelo pouco que o conheço, não poderia julgá-lo por qualquer outra coisa além do que me disser (julgá-lo no sentido de considerá-lo um irmão em Cristo). É pela confissão de sua boca, de que tem a Jesus como seu Senhor e Salvador, que posso deduzir isso. O coração é algo para Deus sondar e julgar, não para os homens.

Não pretendo gastar o seu tempo e o meu discorrendo sobre erros doutrinários, porque muita gente já fez isto ao longo de séculos de história. Você deve conhecer todos eles e todos os argumentos para refutar qualquer ataque àquilo que tomou como verdade. Não estou muito interessado se você acredita ou não naquilo que diz acontecer na eucaristia católica.

Há milhões de pessoas que acreditavam nisso e estão no inferno porque, ainda que seguissem rigorosamente o rito, nunca creram em Cristo como Salvador. Aceitaram apenas o dogma, e não a Pessoa. Como há outros milhões de protestantes que passaram a vida pregando contra o catolicismo, ao invés de pregar o evangelho, e eles mesmos acharam que ser salvo é ser um não-católico ou um anti-católico.

Se meu site lhe passou a impressão de ser anti-católico, desculpe-me, mas não foi a intenção. Costumo selecionar os textos e publico aqueles onde vejo que os prós valem tanto a pena, que posso deixar alguns "contras" passarem pelo filtro. Mas pode ter certeza de que não são poucas as idéias que me chegam de protestantes com as quais não concordo, porque não passam de "igrejismo" e não de "cristianismo".

Meu problema com o catolicismo vai além do doutrinário. A questão principal está na dúvida e na incerteza em que vivem os católicos, e espero que este não seja o seu caso. Deus não quer que vivamos na incerteza. Você confessa que crê em Cristo. Então tem sua salvação assegurada? Está confiante de que estará no céu com Aquele que derramou Seu sangue precioso por você na cruz? Tem certeza do seu destino eterno?

A incerteza é fruto da incredulidade por não acreditarmos no que Ele disse. Se você receber um cheque de alguém, só irá descansar na certeza de que vai receber o dinheiro se o que deu o cheque for idôneo. Deus promete a salvação a todo o que crê. Ele é idôneo, pode crer.

"Em verdade, em verdade vos digo: Quem ESCUTA a Minha palavra e ACREDITA [ou crê] nAquele que Me enviou TEM a vida eterna e NÃO ESTÁ SUBMETIDO a julgamento, mas PASSOU da morte para a vida" João 5.24 - Ed. Loyola.

Observe o tempo dos verbos. O Senhor disse que se você ouve (presente) e crê (presente) tem (presente) não está sujeito (algumas traduções dizem "não entrará em condenação), passou (passado).

Você aceita o que Ele disse? Você ouve a Palavra dEle? Certamente. Você crê? Acredito que sua resposta seja afirmativa (e aqui está o "cheque" que você tem no bolso) você TEM a vida eterna, não entrara' em condenação ou julgamento, mas PASSOU da morte para a vida. Não é um descanso ter a certeza da eternidade com Cristo? "Quem crê não é julgado" João 3.18. Esta passagem deixa claro que existe uma classe de pessoas que não passará pelo juízo final.

A questão é saber se você já tem paz com Deus (já fez as pazes com Deus). Se não tem, nenhuma religião católica ou protestante irá resolver seu problema. O Senhor Jesus, sim. Ou você acha que Ele seja condição necessária, porém não suficiente? Lembre-se de que Ele é Deus.

P.S. - Respondendo a uma dúvida sobre este post... não é pelo que fazemos ou deixamos de fazer que somos salvos, mas pelo que Cristo fez. Posso ter um passaporte perfeito e querer entrar em outro país, mas se não tiver o visto exigido lá, não entro. Ainda que um ateu ame seu próximo, às vezes mais até do que muitos cristãos, ele se recusa a aceitar seu Criador, o que é algo terrível. Como Deus iria levar para o céu alguém que não quer nem reconhecer Sua existência? O céu seria o inferno para tal pessoa. A Bíblia deixa muito clara a questão do caminho que Deus determinou para sermos salvos e me surpreende tantos acharem que, apesar de tão simples, isso ainda é algo radical, inacessível, sem digno de crédito etc:

"Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; NINGUÉM vem ao Pai, senão por mim." João 14:6

Quando o Senhor diz "ninguém", o que será que ele quer dizer? Eu creio que é exatamente o que está escrito.

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça