fonte

Os costumes citados em Coríntios valem para hoje?



https://youtu.be/plH3yOaRSIM

Sua dúvida foi especificamente no caso do versículo seguinte: "As mulheres estejam caladas nas igrejas; porque lhes não é permitido falar" (I Co. 14:34). Você se valeu de fatores históricos para opinar, escrevendo:

"O texto acima significa que as mulheres da época, quando Paulo se referia à elas, quando judias, já tinham a educação desde criança de que não participassem dos ensinos nas sinagogas e etc, somente os meninos a partir dos 12 anos. A preocupação de Paulo era com as mulheres gentias que traziam muitas fábulas e supertições no meio da igreja de Corinto, dessa forma esse ensino era somente para as mulheres da época. Hoje as mulheres podem e devem falar nos cultos a Deus."

A dificuldade com esse tipo de interpretação é que ela busca informações extra-bíblicas para explicar um texto bíblico, e há um risco aí. Aqui o tema é se a mulher pode ou não falar na igreja (ou seja, quando eles se reuniam para orar, partir o pão, louvar a Deus e serem instruídos na Palavra de Deus), e sua opinião é que devemos recorrer a uma comparação entre a época de então e os costumes da época em que vivemos. Vamos fazer um teste:

O mesmo apóstolo exorta em outras passagens para que os cristãos não pratiquem fornicação, que é basicamente relações sexuais fora do casamento. Porém hoje é perfeitamente normal pessoas terem relações sexuais antes do casamento. Isso é bem aceito nas novelas, nos filmes e namorados costumam viajar juntos com a aprovação dos pais. Usando o mesmo raciocínio poderíamos considerar que aquela exortação devia ser apenas para os costumes daquela época, e não deveriam mais ser seguidos na sociedade moderna e liberal de nossos dias.

Também hoje é considerado politica e socialmente correto o homossexualismo e as leis de alguns países já dão status de casamento civil à união entre duas pessoas do mesmo sexo. Seguindo sua linha de raciocínio teríamos de admitir que as exortações feitas por Paulo no livro de Romanos contra o homossexualismo seriam válidas somente para aquela época ou, talvez, exclusivamente para os cristãos em Roma.

O aborto já é legalizado em alguns países mais desenvolvidos, o que nos faria pensar que a proibição da prática poderia fazer sentido na igreja primitiva, mas não hoje, numa sociedade tão avançada quanto a que vivemos. Será assim? Não, ou a Palavra de Deus não seria mais de Deus, mas dependeria de uma aprovação cultural, algo como um selo da "opinião pública".

As modas mudam, os costumes mudam, mas a Palavra de Deus permanece. Obviamente há coisas que não são taxativas na Bíblia. Não existe, por exemplo, alguma proibição para usar computador, mas outras coisas são muito claras. Também é preciso discernir o que foi ordenado aos isralelitas, ainda sob a lei mosaica, e o que é a 'doutrina dos apóstolos', dada pelo Espírito Santo à igreja, ou vamos sair por aí apedrejando pessoas, guardando o sábado e matando cordeiros como sacrifício.

Todavia, naquilo que diz respeito à doutrina dada à igreja (as epístolas), entendo que, se pudermos abrir mão do ensino que ela nos traz, e particularmente neste caso de 1 Coríntios 14, tentando nos basear nos costumes atuais, podemos abrir mão também de tudo o mais com base na mesma autoridade dos costumes e da opinião pública.

E se ainda existir alguma dúvida a respeito, creio que as palavras com as quais o apóstolo Paulo encerra a questão em 1 Coríntios 14 (ele devia estar prevendo objeções) servem para eliminar qualquer idéia de que o que ele estava dizendo até ali eram meras opiniões pessoais ou baseadas na cultura da época e do lugar:

"Porventura saiu dentre vós a palavra de Deus? Ou veio ela somente para vós? Se alguém cuida ser profeta, ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor."

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça