fonte

Devo guardar o sabado?



https://youtu.be/AUgiXvu_c78

Fico contente por saber que meus textos e vídeos têm sido de ajuda. Quanto à sua discordância a respeito do que tenho escrito sobre a guarda do sábado, não me lembro de ter dito em algum lugar que a lei foi abolida. A lei continua tendo o seu papel e o Senhor mesmo disse que não veio abolir a lei, mas veio cumpri-la. Aliás, ele foi o único capaz de cumpri-la.

Porém é preciso entender que temos duas coisas muito distintas na Palavra de Deus: o que era antes da igreja e o que é para a igreja. Até a morte e ressurreição de Cristo você vê Deus tratando com o Seu povo terreno, os judeus. A partir daí temos a igreja, um novo povo, escolhido até mesmo antes dos judeus nos desígnios de Deus, antes mesmo da fundação do mundo. É na doutrina dos apóstolos (as epístolas) que vemos encontrar aquilo que é para esse povo. Veja mais sobre a lei e o cristão no link http://www.respondi.com.br/2009/08/qual-o-papel-da-lei-de-moises-para-o.html

Vi que sua dificuldade está com o sábado ou o Sabbath judeu, por acreditar que o cristão deva guardar o sábado assim como faziam os israelitas. Você disse pertencer a uma denominação que guarda o sábado, mas não disse qual. Antes de continuar, quero alertá-lo de que, se você pertence à religião adventista, está colocando sua confiança em algo cujas bases não são dignas de crédito por terem sido estabelecidas em desobediência à Palavra de Deus.

O adventismo tem suas bases no movimento criado por William Miller, que tinha o péssimo hábito de marcar a data da volta de Cristo. Mais tarde o movimento adotou uma profetisa, Ellen White, que alegava ter visões e receber revelações. O adventismo atual é baseado nos ensinos e visões de Ellen White e a Palavra de Deus nos dá razões suficientes para não darmos crédito a esses ensinos.

"Como em todas as igrejas dos santos, as mulheres estejam caladas nas igrejas; porque lhes não é permitido falar; mas estejam submissas como também ordena a lei. E, se querem aprender alguma coisa, perguntem em casa a seus próprios maridos; porque é indecoroso para a mulher o falar na igreja. Porventura foi de vós que partiu a palavra de Deus? Ou veio ela somente para vós? Se alguém se considera profeta, ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor". 1 Coríntios 14

Se Ellen White se considerasse realmente espiritual, ela teria reconhecido este mandamento do Senhor: que as mulheres não devem ensinar e devem permanecer caladas nas reuniões da igreja. Não se trata de considerar a mulher inferior ao homem ou de um capricho cultural da época neo-testamentária, mas é apenas uma questão de ordem que o próprio Deus estabeleceu. "Reconheça que as coisas que vos escrevo são MANDAMENTOS DO SENHOR". A razão é explicada aqui:

"A mulher aprenda em silêncio com toda a submissão. Pois não permito que a mulher ensine, nem tenha domínio sobre o homem, mas que esteja em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão" 1 Timóteo 2:11-14

Adão não foi enganado, mas simplesmente decidiu seguir sua mulher na decisão que ela já tinha tomado. Eva foi na conversa da serpente e acabou enganada. Por esta razão Deus não permite que a mulher ensine ou fale nas reuniões da igreja: a mulher é mais suscetível de ser enganada nas coisas referentes a doutrina (mais uma vez, não sou eu quem diz isso, mas a doutrina dos apóstolos). Ela tem a sua própria esfera de atuação, mas esta não inclui ensinar doutrinas aos homens.

Por não saber se você segue ou não os ensinos de Ellen White, vou interromper minha resposta por aqui até ter ciência disso. Se você realmente pertencer à religião adventista não haverá qualquer proveito em eu tentar lhe mostrar pela Bíblia a razão de não guardar o sábado. Você continuará tirando suas conclusões das doutrinas ensinadas por uma mulher, algo claramente desautorizado por Deus. De nada adiantará eu tentar curar o ferimento no pé de alguém que pretende continuar usando sapato com prego.

Quando o alicerce de uma casa está fora do projeto original, todas as suas paredes, por mais belas e firmes que sejam, estarão igualmente fora do projeto original. É uma questão de fundamento. Você segue as doutrinas ensinadas por essa mulher? Então precisa resolver isso antes de querer entender outras coisas.

Mas, se não for este o caso, por favor, volte a escrever e terei prazer em esclarecer este ponto segundo o que encontro na Palavra de Deus. Aproveite para ler alguma coisa que já escrevi sobre o assunto:

http://www.respondi.com.br/2007/08/os-costumes-citados-em-corntios-valem.html
http://www.respondi.com.br/2006/04/bblia-discrimina-mulher.html
http://www.respondi.com.br/2005/05/que-significado-tem-o-sbado-para-o.html

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça