fonte

Pedro recebeu cem vezes mais do que deixou?



http://youtu.be/7DdsrZRT-6I

Sua dúvida está no capítulo 10 de Marcos, quando Jesus promete a Pedro que ele receberia cem vezes mais de tudo aquilo que tivesse deixado para seguir a Cristo. Considerando que Pedro viveu de forma humilde como todos os discípulos, como ele poderia ter recebido cem vezes mais ainda em vida?

Mar 10:28-30  "E Pedro começou a dizer-lhe: Eis que nós tudo deixamos, e te seguimos. E Jesus, respondendo, disse: Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do evangelho, Que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no século futuro a vida eterna".

A Bíblia ensina claramente na doutrina dada aos apóstolos que, nesta vida, os salvos por Jesus não seriam necessariamente ricos. Os pregadores da prosperidade enganam a muito quando prometem para a igreja (os salvos na atual dispensação) aquilo que foi prometido a Israel no passado. A questão é que Israel era o povo terreno de Deus, com promessas terrenas, e a igreja é o povo celestial, com promessas celestiais. Aos israelitas não era prometida vida eterna, mas uma vida próspera neste mundo. Só isto já deveria dar a crente entendimento para saber que Deus está tratando com um povo diferente e em condições e promessas também diferentes.

1Tm_6:8-9  Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes. Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. 

Mas, voltando à sua dúvida, como foi que Pedro poderia ter recebido cem vezes mais casas, irmãos, irmãs, pais, mães, mulheres, filhos e campos se viveu uma vida humilde? Será que a promessa do Senhor a ele não se concretizou? Sim, a promessa se concretizou e Pedro foi certamente um exemplo de homem rico, porém rico na fé, como Tiago ensina:

Tgo_2:5  "Ouvi, meus amados irmãos: Porventura não escolheu Deus aos pobres deste mundo para serem ricos na fé, e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam?" 

Mas isto não explicaria as riquezas prometidas a Pedro, ou explicaria? Certamente Pedro também recebeu tudo o que o Senhor lhe prometeu. Pedro passou a ter muitas casas onde era hospedado por irmãos por onde quer que passasse. Hoje qualquer pessoa que tenha se convertido a Cristo sabe muito bem que o exercício da hospitalidade é encorajado na Bíblia. Dou graças a Deus por ter sido hóspede em muitos lares cristãos e também por ter recebido em minha casa irmãos de diferentes países ao longo de minha vida cristã.

Irmãos, irmãs, pais e mães era o que não faltava na vida de Pedro depois de ter seguido a Jesus. Somente no dia de Pentecostes descrito em Atos 2 Pedro ganhou 3 mil novos filhos, irmãos, pais e mães, que passariam a se relacionar com ele como irmãos, e se preocupando e orando por ele como ora um pai e uma mãe, além de muitas vezes ter lhe provido alimento em suas viagens. Outro apóstolo, Paulo, fala muito em suas cartas dessa experiência de hospitalidade, cuidado e amor dispensado por irmãos das diferentes regiões por onde passava. E Paulo também chamava de "filhos" aqueles que ele havia gerado pela pregação do evangelho.

O Senhor prometeu a Pedro que ele teria cem vezes mais "campos" e isto é verdade para todo e qualquer cristão. O Senhor disse que a seara, ou campo, era grande e rogou ao Pai por trabalhadores para sua seara. Hoje há terras e mais terras para serem conquistadas pela mensagem do evangelho e felizes aqueles que podem dizer que foram instrumentos do Senhor na conquista desses "campos". Afinal de contas, sabemos que no futuro, quando Jesus vier reinar, todos os reinos do mundo serão dele e daqueles que são co-herdeiros com Cristo.

O versículo que promete a Pedro todas essas coisas também fala de perseguições, e é isto que o crente pode esperar neste mundo. Pedro foi martirizado por sua fé e muitos ainda hoje sofrem perseguições, ferimentos e morte por testemunharem de sua fé em Jesus. É claro que os pregadores da prosperidade gostam de deixar de fora esta parte das promessas de Deus, porque eles próprios gostam de viver em luxúria. Mas o crente que está atento à Palavra não se deixará levar pelo discurso dos lobos.

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça