As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

O evangelho ja foi pregado a toda criatura?



https://youtu.be/VD8-r-7abHY

Sua dúvida está no tempo do verbo do versículo em Colossenses:

Cl 1:23 "... do evangelho que tendes ouvido, o qual foi pregado a toda criatura que há debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, estou feito ministro".

Um dia o evangelho terá alcançado toda criatura, mas antes disso a igreja vai ser arrebatada. Quem irá continuar essa tarefa serão os que se converterem depois do arrebatamento, aqueles que antes não escutaram o evangelho, principalmente judeus no período da tribulação. (veja links no final)

Sua dúvida aqui é em relação ao tempo do verbo, já que diz que o evangelho "foi pregado a toda criatura que há debaixo do céu", e isto Paulo escreveu quando pouquíssima gente tinha tido acesso às boas novas.

Neste caso o evangelho foi pregado a toda criatura no sentido de que ele foi feito acessível a toda criatura, embora ainda nem toda criatura tenha tido acesso a ele. Quando o presidente anuncia o valor do novo salário mínimo para todos os trabalhadores, aquilo já está valendo, mesmo que nem todos os trabalhadores tenham ficado sabendo disso. O valor do salário mínimo já foi anunciado a todo trabalhador.

O governo pode dizer que o novo salário mínimo já foi "pregado" a toda criatura do país. A proclamação já foi feita, agora é apenas uma questão de tempo até que mensagem seja ouvida nos confins da terra. Quando alguém bate o martelo numa tábua numa construção ao longe, vemos o martelo bater, mas só depois ouvimos a batida. Um outro exemplo é a proclama de casamento que é obrigatório publicar no jornal quando alguém pretende se casar, para o caso de outra pessoa saber que um dos noivos já era casado anteriormente. Uma vez publicado (tornado público) ninguém poderá dizer que aquilo era desconhecido do público.

Veja mais sobre a pregação do evangelho em todo o mundo:
http://www.respondi.com.br/2007/10/quem-nao-ira-no-arrebatamento.html
http://www.respondi.com.br/2009/09/depois-do-arrebatamento-nao-havera.html

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana