As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Continuamos pecadores depois de salvos?



https://youtu.be/o0BjdjGcLdA

A resposta à sua pergunta se continuamos pecadores depois de salvos irá depender da perspectiva. Do ponto de vista de Deus a resposta é "Não", pois em nenhum lugar na Bíblia um salvo é chamado por Deus de pecador. Esta era sua posição anterior à salvação, mas depois de salvos Deus nos chama de santos, isto é, pessoas separadas para ele. Porém se formos olhar da perspectiva de nossa vida aqui no mundo, ainda levando em nós a carne que está sujeita a pecar, a resposta seria "Sim", continuamos pecadores no sentido de existir em nós a possibilidade de pecar. Digo isto porque existem algumas doutrinas que dizem que um verdadeiro salvo nunca mais irá pecar, e se pecar isso indica que ele nunca foi salvo.

Todavia, se dissermos que não pecamos, então estaremos pecando, conforme ensina 1 João: 1Jo 1:8-10 Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.

Lembre-se de que João está escrevendo a crentes, não a incrédulos. Para entender isso, pense em um exilado brasileiro vivendo no exterior por causa de um crime político. Com a anistia ele recebe a notícia de que já não existe qualquer acusação contra ele, e que pode voltar a qualquer momemto ao Brasil. Sua posição é de alguém totalmente perdoado, mas sua condição é a de alguém vivendo ainda no exílio. Posição e condição são coisas diferentes.

Ao crer em Jesus como seu Salvador você é totalmente perdoado de todos os seus pecados, pois todos eles foram lançados sobre Jesus lá na cruz. Antes que me pergunte se isto inclui também os pecados futuros, devo lembrá-lo de que quando Jesus morreu, todos os seus pecados eram futuros, pois você nem sequer existia.

1Pe 2:24 levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados.

Uma vez salvo, Deus coloca você em uma nova posição, ressuscitado com Cristo nos lugares celestiais e co-herdeiro com ele de todas as bênçãos celestiais. Deus nos enxerga de forma absoluta, e não relativa; ele não nos chama de pecadores porque seria impossível nos enxergar nessa condição estando em seu próprio Filho. Veja o que você e eu já somos e temos em Cristo neste exato momento:

Efs 1:3 nos ABENÇOOU COM TODAS AS BÊNÇÃOS ESPIRITUAIS nos lugares celestiais em Cristo,
Efs 1:5 e nos predestinou para FILHOS de adoção
Efs 1:7 Em quem temos a REDENÇÃO pelo seu sangue, a REMISSÃO das ofensas
Efs 2:1 E vos VIVIFICOU, estando vós mortos em ofensas e pecados,
Efs 2:6 e nos RESSUSCITOU juntamente com ele, e NOS FEZ ASSENTAR NOS LUGARES CELESTIAIS, em Cristo Jesus;

Todavia, enquanto aqui ainda estamos em um corpo de carne sujeito a todas as imperfeições causadas pelo pecado. É como se fossemos um ex-alcoólatra vivendo com um fígado destruído pela bebida. Aguardamos apenas o momento quando deixaremos esta CONDIÇÃO precária e passageira para assumirmos de vez a POSIÇÃO que Cristo já tornou nossa graças ao seu sacrifício.

O que nos garante que a qualquer momento deixaremos esta CONDIÇÃO para desfrutar de nossa POSIÇÃO é o Espírito Santo que recebemos quando cremos. Quando você coloca um selo numa carta, este é a garantia de que ela chegará ao destino. O selo já foi pago, comprovando que a questão foi resolvida, e ele é colado no envelope de modo a não sair mais. Ele viajará junto com a carta.

Assim somos nós. Efs 1:13 em quem também vós estais, depois que (1) ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, (2) tendo nele também crido, fostes (3) selados com o Espírito Santo da promessa;

Uma boa figura de nossa atual condição, apesar de escolhidos por Deus para testemunhar dEle neste mundo que perece, é o que acontece com Moisés em seu encontro com Deus. Ele enfia a mão no peito sob suas vestes e quando a tira ela está leprosa. Deus estava lhe ensinando que, apesar de todos os privilégios que estava recebendo, ele continuava pecador. O pecado (simbolizado pela lepra) continuava ali em seu peito, latente e pronto para se manifestar.

Êxo 4:6 E disse-lhe mais o SENHOR: Mete agora a mão no peito. E, tirando-a, eis que sua mão estava leprosa, branca como a neve.

Naquele momento Deus deu a Moisés três sinais para serem usados para convencer faraó: a vara que se transformava em serpente, a mão no peito que saía leprosa e a água do Nilo que se transformava em sangue. Moisés, porém, não utiliza o segundo sinal - a mão leprosa - e somos bem assim: não queremos que os outros saibam o que realmente existe em nosso coração. Mas nossa ocupação atual não deveria ser com esse velho homem que deve ser visto como morto, mas com o novo homem, que é o que Deus vê. Talvez fosse melhor colocar a resposta à sua questão da seguinte maneira: Somos pecadores depois de salvos? Não, somos santos, pois é assim que Deus nos chama. Temos a possibilidade de pecar? Sim, porque ainda temos a carne em nós e esta só sabe pecar. Mas...

Rom 7:18; 24, 25; 8:1 "Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum... Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte? Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor. De maneira que eu, de mim mesmo, com a mente, sou escravo da lei de Deus, mas, segundo a carne, da lei do pecado. Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus."

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana