As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Qual a religiao verdadeira?



https://youtu.be/RL7W-XiO1aU

Acredito que você tenha agido corretamente ao não interromper o treinamento de ética na empresa para contestar as palavras da consultora. Pelo que você disse, antes de afirmar que todas as religiões estão certas, ela perguntou se existia alguma religião errada. Mas a pergunta dela foi retórica, ou seja, apenas para fazer uma ponte para a conclusão à qual queria chegar.

Ela não estava perguntando particularmente a você ou ao grupo. Se a palestrante se dirigisse a você para saber a sua opinião, aí ela estaria lhe dando espaço para responder o que pensa. Só que então, se ela fosse agir de modo ético, teria de aceitar sua opinião de que sua fé em Cristo é correta ao menos para você.

Em Tiago 1:27 diz que "A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo". Considerando que o contexto todo da epístola de Tiago nos fala do aspecto exterior da religião, isto é, de suas consequências práticas na vida das pessoas, muitas religiões se enquadrariam nesta definição.

Mas o que dizer da fonte da religião, daquilo que leva a pessoa agir dessa maneira? As boas ações são consequência da fé de uma pessoa, e quando entramos na questão espiritual ou na origem da fé, aí é que vemos o abismo existente entre as religiões. O ponto não é o que as religiões produzem, mas qual o seu cerne, a base de sua crença. Veja, por exemplo, esta afirmação de Jesus:

Joã 14:6 Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

No mundo atual essa declaração seria considerada presunçosa, arrogante e preconceituosa. Porém não existe outra forma de entender isso além daquilo que ele está mesmo dizendo: para ir ao Pai é preciso, não uma religião, mas uma Pessoa: Jesus. E NINGUÉM chegará lá se não for por meio de Jesus. Apenas esta declaração seria suficiente para eliminar qualquer crença ou religião que não inclua a Pessoa de Jesus como único caminho para o Pai. Mas há outras afirmações na Bíblia, como:

1Tm_2:5 Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.

Ats_4:12 E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.

Uma coisa é dizer que todas as pessoas, independente da religião que professam, devem ser respeitadas e amadas, ou que todas elas têm o direito de crer naquilo que quiserem. Isto sim é uma atitude ética e respeitosa, uma maneira pacífica de se relacionar com pessoas de diferentes crenças, e é assim que os cristãos deveriam procurar agir. Mas é uma ideia completamente absurda dizer que todas as religiões são iguais ou estão certas, e vou explicar a razão.

Primeiro, se todas estão certas, então o cristianismo está errado ao afirmar que a salvação é obtida apenas e tão somente pela fé em Jesus. Além disso, ao afirmar que todas as religiões estão certas a pessoa deverá incluir aquelas que promovem sacrifícios humanos, como a religião dos Maias e Astecas, ou que promovem conversões à força e prendem, torturam ou até matam os que as abandonam por outra crença.

Talvez alguém argumente que o cristianismo fez muito disso ao longo de sua história, mas não estamos falando aqui do que as pessoas fazem com a crença que abraçaram, mas sim dos fundamentos dessa crença. Leia os evangelhos ou o livro de Atos, que descreve o início do cristianismo, e verá que não existe nada parecido à cristandade das Cruzadas, da Inquisição ou outras práticas criminosas feitas em nome de Jesus. Alguém descreveu o cristianismo como a neve pura que desce do céu, e a cristandade como a lama que se forma quando a neve se mistura com a poeira da terra e é pisada pelos homens.

É uma ingenuidade afirmar que todas as religiões são iguais ou que são apenas diferentes caminhos para se chegar a Deus. Basta tomar, por exemplo, o budismo, que nem mesmo acredita na existência de um Deus. O cristianismo diz que depois da morte vem o juízo, mas o hinduísmo diz que vem a reencarnação. Se um estiver certo o outro está errado.

Talvez alguém queira argumentar que ao menos cristianismo e islamismo são semelhantes por acreditarem em um único Deus, mas basta conhecer um pouco de islamismo para ver que não existe nessa religião qualquer ideia de um relacionamento pessoal com Deus. Entre em uma mesquita em Bagdá e faça uma oração em voz alta chamando a Deus de Pai para ver o que acontece. No entanto...

Joã_20:17 Disse-lhe Jesus: Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai, mas vai para meus irmãos, e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus.

Alguém poderia até afirmar que todas as religiões são falsas, como argumentam os ateus, e tentar apresentar razões para isso. Mas é impossível afirmar que todas sejam verdadeiras, pois basta compará-las. Se 2+2=4, então 2+2=5 está errado.

Afirmar que todas as religiões são igualmente válidas e verdadeiras pode parecer uma posição ética e educada, mas não passa de pura soberba. Quem pode dizer que conhece todas as religiões o suficiente para afirmar que todas passaram no teste e podem receber o carimbo de "Verdadeira"? Quem afirma isso ou é arrogante ou é ignorante (ignora todas as religiões).

Repito: Podemos até dizer que todos têm o direito de professar a religião que quiserem e crer no que bem entenderem, e devemos respeitar as pessoas de diferentes crenças sem precisarmos dar nosso aval àquilo que elas creem. Eu posso amar um fumante e ter aversão ao cigarro. Mas dizer que qualquer escolha da pessoa - fumar ou não fumar - seria igualmente benéfica não passa de uma grande tolice.

Geralmente as pessoas afirmam que todas as religiões são igualmente benéficas e verdadeiras para tentar apaziguar os ânimos dos defensores de suas respectivas crenças, ou até mesmo para impedir que a crença individual de cada um seja proclamada e as pessoas tentem conseguir convertidos cada um para a sua fé.

Mas quem faz isso não percebe que está fazendo exatamente a mesma coisa daquele que professa uma religião em particular. Quem afirma que todas as religiões são válidas está procurando fazer com que as pessoas abandonem suas crenças individuais e "se convertam" à crença genérica de que "todas as religiões são válidas". Não importa qual afirmação você faça ou posição que adote: ela será sempre exclusivista, excludente e preconceituosa contra aqueles que pensam diferente de você.

A pergunta "Qual é a religião correta?" não tem uma resposta que não seja preconceituosa, porque é como perguntar qual é a música mais bonita ou o artista que pinta melhor.

A pergunta que deve ser feita é: Qual é a religião diferente de todas as outras? Aí sim, o cristianismo é a única religião que se distingue de todas as outras, porque enquanto TODAS as religiões enfocam uma salvação (ou purificação ou evolução ou reencarnação ou o que quer que tenha como alvo) com base no esforço próprio. O cristianismo, porém, coloca o homem na condição de totalmente inapto de fazer qualquer coisa para "religar-se" (daí vem a palavra "religião") a Deus. Ele é um pecador tão perdido quanto alguém que caiu num poço profundo e não tem uma escada para sair.

No cristianismo é Deus que, por meio de Jesus e sua morte e ressurreição, apaga as transgressões do homem, dá a ele uma nova vida e o ressuscita, capacitando-o a morar na esfera celestial. E tudo isso vem pela fé em Jesus, uma fé que nem sequer brota na pessoa convertida, mas que é um dom de Deus.

Efs 2:8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.

Todas as religiões são como alguém gritando lá em cima na boca do poço: "Saia daí, se esforce, você consegue!". No cristianismo Jesus vai ao fundo do poço buscar você e o leva para cima. Mas ele não faz isso enquanto você estiver tentando subir por seus próprios meios, mas apenas quando desiste de salvar-se a si mesmo.

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana