As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Os bebes que morreram ressuscitarao no arrebatamento?



http://youtu.be/e6zP_GuIOBU

O Senhor disse para que deixassem ir a ele as crianças e não causassem impedimento algum, portanto é correto pensar que um bebê que morre está já com Cristo, tendo sido salvo pelo mesmo sacrifício e purificado pelo mesmo sangue que salva e purifica o que tem consciência e fé em Jesus. Algumas passagens mostram isso:

Luc_18:16 "Mas Jesus, chamando-os para si, disse: Deixai vir a mim os meninos, e não os impeçais, porque dos tais é o reino de Deus". Se não era para os homens impedirem as crianças de irem a Jesus, ele próprio não faria tal coisa.

Em 2 Samuel 12:15-23, ao saber da morte da criança que teve de seu adultério, Davi disse: "Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim". Isso implica que o bebê estava com o Senhor.

Isaías faz distinção entre aqueles que ainda não têm idade suficiente para "desprezar o mal e escolher o bem" (Is 7:15), o que implica que, apesar de trazerem o pecado de Adão, eles não são moralmente responsáveis.

Paulo fala que o sacrifício de Cristo é o que justifica (Rm 5:19), o que abrange até mesmo as criancinhas que tenham nascido em pecado (Sl 51:5).

A criança que morreu irá ressuscitar mas não fará parte da igreja, a Noiva de Cristo. Assim como os santos do Antigo Testamento, os discípulos de João Batista e outros, elas estarão em uma das "muitas moradas" da casa do Pai para as diferentes classes de pessoas.

Independente da idade, a Bíblia diz que todos ressuscitaremos à semelhança de Jesus, ou seja, em um corpo humano. Provavelmente esse corpo aparentará o corpo de Jesus, que morreu na idade de seu completo desenvolvimento biológico, o que se dá por volta dos 30 anos. Deus criou Adão adulto, portanto as crianças também ressuscitarão com o corpo de um adulto, e não serão transformadas em "anjinhos barrocos". É um grande erro dizer que crianças que morreram foram transformadas em "anjinhos" ou "estrelinhas".

Os que morreram em Cristo (isto é, não morreram em seus pecados) ressuscitarão no arrebatamento (santos do Antigo Testamento, crianças, abortivos e santos do Novo Testamento). Seus espíritos, que neste momento estão na presença do Senhor, voltarão aos seus corpos glorificados e subirão para estar com Cristo no céu em corpos de carne e ossos. Não morarão na terra durante o milênio, a qual será habitada pelos judeus e gentios convertidos no período da tribulação (após o arrebatamento da igreja).

A Bíblia deixa claro que os salvos de todas as eras, inclusive crianças e abortivos, serão muitos, pois os perdidos não serão em maior número que os salvos. A própria Palavra diz que Cristo terá, em tudo, a primazia. Ele não daria ao inimigo a primazia de ter arrastado mais pessoas à perdição do que Cristo à salvação.

Col_1:18 E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.

Tendo isso em conta, que tremendo evento será a ressurreição de todos os salvos e a transformação dos vivos no dia do arrebatamento da Igreja. Embora a primeira ressurreição, inaugurada por Cristo, inclua também a ressurreição dos que vierem a crer e a morrer após o arrebatamento, o número dos que subirão será infinitamente maior nesse evento. Será algo reservado apenas aos salvos, como foi a ressurreição do Senhor que nunca foi visto por nenhum incrédulos em seu corpo ressuscitado. A subida dos santos também será como foi a do Senhor, que foi vista apenas pelos discípulos.

http://www.respondi.com.br/2005/06/como-enfrentar-morte-de-quem-amamos.html
http://www.respondi.com.br/2006/05/onde-est-meu-filho-que-morreu.html
http://www.respondi.com.br/2007/10/como-suportar-morte-na-familia.html
http://www.respondi.com.br/2005/06/como-enfrentar-doena-e-o-sofrimento.html
http://www.respondi.com.br/2007/05/vamos-reconhecer-as-pessoas-no-ceu.html

por Mario Persona


Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana