As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Qual a diferenca entre circuncisao, incircuncisao e concisao?



https://youtu.be/AGw2PhCgKUQ

Circuncisão é aquilo que os judeus praticam com a remoção da pele do prepúcio do órgão genital masculino, conforme encontramos em Gênesis 17:11: "E circuncidareis a carne do vosso prepúcio; e isto será por sinal da aliança entre mim e vós.". Por outro lado, a incircuncisão é a condição natural de quem não foi circuncidado. Por isso os gentios ou não judeus são chamados de "incircuncisos", às vezes também com sentido pejorativo.

Mas podem surgir dúvidas pelo uso inadequado do termo em diferentes traduções da Bíblia, como em Filipenses 3:2-3. Veja estas versões:

 Almeida Corrigida Fiel (ACF): "Guardai-vos dos cães, guardai-vos dos maus obreiros, guardai-vos da CIRCUNCISÃO" (Na versão 2011 a ACF traz "Guardai-vos dos cães, guardai-vos dos maus obreiros, guardai-vos da cortadura")

New Version de John Nelson Darby (DBY): "See to dogs, see to evil workmen, see to the CONCISION." ("Cuidado com os cães, cuidado com os maus obreiros, cuidado com a CONCISÃO").

Almeida Revista e Atualizada (ARA): "Acautelai-vos dos cães; acautelai-vos dos maus obreiros; acautelai-vos da FALSA CIRCUNCISÃO".

Algumas traduções traduziram a palavra grega "katatome" ("concisão") como se fosse "peritome" ("circuncisão"). "Circuncisão" era o que os judeus faziam e ainda fazem com os filhos, cortando e extraindo a carne do prepúcio. "Concisão" era meramente cortar, uma mutilação, sem tirar a carne. Isto faz toda a diferença e sentido no texto, se lembrarmos que "a carne para nada aproveita" (Jo 6:63) e que a passagem de Filipenses 3 segue dizendo: "porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito*, e nos gloriamos em Jesus Cristo, e não confiamos na carne" (Fp 3:3).

Ou seja, no sentido que o apóstolo está tratando no texto, existe a "concisão", ou mera mutilação da carne sem extraí-la, existe a "circuncisão" prescrita na Lei mosaica e praticada pelo judaísmo, que nenhum poder real tem sobre a carne que, na prática, não é abandonada, e existe a verdadeira e atual "circuncisão" do cristão, que é o considerar a carne morta, em oposição à "circuncisão" do judaísmo. O apóstolo está se referindo à "circuncisão" dos verdadeiramente nascidos de Deus, que gloriam em Jesus Cristo, não confiam na carne e adoram a Deus "pelo Espírito" (como aparece na versão Darby, e não "em espírito" como na Almeida Corrigida Fiel, embora possa ser traduzido das duas formas).
Algumas outras versões protestantes e católicas traduzem Filipenses 3:2 assim:

(AVE MARIA) "Cuidado com esses cães! Cuidado com esses charlatães! Cuidado com esses mutilados!"

(BRITÂNICA) "Acautelai-vos dos cães, acautelai-vos dos maus obreiros, acautelai-vos dos falsos circuncidados."

(CNBB) "Cuidado com esses cães! Cuidado com esses charlatães! Cuidado com esses mutilados!"

(NVI) "Cuidado com os cães, cuidado com esses que praticam o mal, cuidado com a falsa circuncisão!"  

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana