fonte

O Espirito Santo esta' ansioso?


Sim, nós nos esquecemos de que o Espírito Santo que habita em nós também está ansioso para partir deste mundo. Assim como cada crente em Jesus, o Espírito Santo é também, por assim dizer, um expatriado, alguém que vive e trabalha longe de seu país de origem. Ele desceu ao mundo para habitar na igreja e em cada crente individualmente, portanto posicionalmente ele está fora de seu lugar de origem, que é o céu. Se você se entristece vez ou outra por viver aqui, imagine o Espírito Santo de Deus!

Portanto, não estamos sozinhos nessa espera e expectativa pelo dia do arrebatamento, quando Cristo virá buscar sua igreja. Ficamos nos perguntando por que razão o Senhor demora. Mas saber que o Espírito Santo está aguardando junto conosco é mais ou menos como se o voo tivesse se atrasado e precisássemos enfrentar longas horas de espera num aeroporto cheio de gente estranha. Mas aí olhamos para o lado e ali está um AMIGO que ficará conosco até a hora do embarque e embarcará junto! O Espírito Santo! Ele também não vê a hora de embarcar.

Joã_14:16-14 "E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco e estará em vós."

Efs 1:13-14 "Em quem [Cristo] também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa. O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória."

Em seu livro "Acontecimentos Proféticos", Bruce Anstey explica melhor o que acontecerá com o Espírito Santo no arrebatamento da igreja:

O Espírito de Deus, na forma como age atualmente, também será tirado da terra (2 Ts 2:6-7). Hoje Ele habita na Igreja que está na terra -- a Igreja é Sua habitação. O Senhor prometeu que, uma vez que tivesse vindo para habitar na igreja, o Espírito jamais a deixaria (At 2:1-4; 1 Co 12:13; Jo 14:16).

Quando a Igreja for chamada para a glória, o Espírito Santo sairá deste mundo para nunca mais vir aqui habitar. Isto não significa que o Espírito deixará de trabalhar sobre a terra, porém daquela hora em diante Ele fará Sua obra neste mundo a partir de Seu lugar no céu, como fazia antes do Pentecostes (na época do Antigo Testamento). Ele continuará a operar em uma diversidade de ações (Ap 1:4), como na vivificação das almas, etc.

Alguns poderiam perguntar: "Como podemos saber quando o Espírito será tirado?" Cremos que as passagens a seguir deixam claro que isso acontecerá por ocasião do arrebatamento (Jo 14:16, 17). Na noite em que foi traído, o Senhor prometeu a Seus discípulos que quando o Espírito de Deus viesse para fazer morada na Igreja (Atos 2), isto seria para sempre. Quando a Igreja for chamada para fora deste mundo no arrebatamento, o Espírito de Deus irá junto, pois o Senhor disse que Ele (o Espírito) nunca os deixaria. 

Isto também é encontrado no livro de Apocalipse. Nos primeiros três capítulos, quando a Igreja é vista como estando na terra, o Espírito é encontrado falando constantemente à Igreja. Mas depois do capítulo 4:1-2, quando a Igreja aparece como sendo tirada do mundo, o Espírito não é mais mencionado até os capítulos 14:13 e 22:17, os quais se passam após a tribulação. Compare também os capítulos 2:7, 11, 17, 29; 3:6, 13, 22 com o capítulo 13:9. Repare na ausência notória de alguma menção ao Espírito. 

Isto é visto também tipificado em Gênesis 24, onde é procurada uma noiva (a Igreja) para Isaque (Cristo) pelo servo (o Espírito de Deus). Assim que a noiva foi assegurada pelo servo, ele a levou ao longo de todo o caminho de volta à casa, a Isaque, que estava aguardando por ela. Assim como o servo voltou para casa com a noiva, também o Espírito Santo voltará para o Lar com a Igreja quando o Senhor vier. Estas passagens demonstram que quando a igreja for chamada para fora deste mundo, o Espírito não irá mais residir na terra.]

A partir dessa ocasião, o Noivo (Cristo), a Noiva (a Igreja), e os amigos do Noivo (os santos do Antigo Testamento, etc.) estarão juntos para sempre (1 Ts 4:17; Hb 11:40).


Eu e Ele, em radiante glória,
Iremos profundo gozo desfrutar;
Meu gozo será estar com Ele pra sempre,
E o dEle, de ter-me no Seu Lar.

A Igreja não passará pela tribulação. Ela será levada para a glória na vinda do Senhor no arrebatamento. "Eu te guardarei da hora da tentação (tribulação) que há de vir sobre todo o mundo" (Ap 3:10). Tudo isso acontecerá "num momento, num piscar de olhos" (1 Co 15:51-56). [Extraído de "Acontecimentos Proféticos", por Bruce Anstey]

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça